Pais de vestibulando: como ajudar na preparação para o ENEM

O período pré-vestibular pode ser muito conturbado para os estudantes, o que acaba virando uma preocupação dos pais. Você está entre os pais de vestibulando e não sabe o que fazer? O Blog do Kuadro explica tudo sobre esse assunto e te dá algumas dicas de como ajudar seu filho na preparação para o ENEM!

Responsabilidade e preocupação

Ter filhos é uma das maiores responsabilidades, se não a maior, que um ser humano pode ter. Criar, educar, ensinar, apoiar são tarefas complexas e que exigem muito empenho e aprendizado.
As preocupações que pais e mães têm com seus filhos estão em todos os âmbitos: saúde física e mental, educação, instrução, socialização, bem-estar e outros. A educação, que é um campo que dará base para que o filho seja uma pessoa autônoma, tira o sono de muitos pais.
É comum que, desde o começo da vida do filho, os pais já comecem a se preocupar com questões relativas à educação. Por exemplo, qual escola será escolhida, quais atividades extracurriculares podem ser feitas, que tipos de influências o filho poderá ter e outros pontos.
Esse processo acontece durante toda a vida do filho, em maiores ou menores proporções. Na alfabetização, na educação infantil, no ensino fundamental e no ensino médio as escolas costumam notificar os pais a respeito de quaisquer problemas com o filho. Se ele tem dificuldades de aprendizado em alguma disciplina, se obtém destaque em outra, se a conduta está inadequada e outros casos. Isso porque, até que a idade adulta chegue, os pais são responsáveis por seus filhos e, consequentemente, por sua educação.
Por isso, durante toda a educação de uma pessoa, é importante que seus pais estejam próximos e acompanhem o desenvolvimento intelectual e psicológico. O processo de aprendizagem é contínuo e é papel dos pais incentivar os estudos, ajudar a tirar dúvidas, acompanhar o processo e, quando necessário, sugerir melhorias e cobrar resultados.
Mas, quando o vestibular se aproxima, a preocupação e a angústia dos pais pode aumentar muito. Muitos pais querem saber como ajudar seu filho na preparação para o vestibular.

Por que o vestibular se destaca?

Para os pais, cada conquista do filho é um grande evento. A primeira palavra dita, o primeiro passo sozinho, o nome escrito pela primeira vez… Tudo simboliza o desenvolvimento e evolução dos filhos.
Conforme os filhos crescem, as conquistas vão ganhando proporções maiores – e é aí que entra o vestibular.
As provas para ingresso em universidades representam uma mudança muito grande, tanto para os pais quanto para os adolescentes. Simbolizam o começo da vida profissional, a passagem para a vida adulta e a obtenção de novas responsabilidades.
É um momento decisivo em relação à carreira que será escolhida, à formação pessoal e profissional que o filho fará. Por isso é fundamental que tanto os pais quanto os filhos percebam a importância desse período.
É comum que os pais já se preocupem com o estresse e as frustrações que seus filhos sofrerão naturalmente. Mas, durante o período pré-vestibular, essa preocupação aumenta.
Isso porque a fase, por si só, já é estressante: a alta competitividade, a possibilidade do fracasso e a ansiedade em relação à grande escolha que será feita pode deixar os vestibulandos instáveis emocionalmente.

Conheça o Curso Medicina do Kuadro

As exigências feitas de um vestibulando estão em âmbitos diversos. O ENEM cobra que o vestibulando estude profundamente dez matérias: Matemática, Português, História, Geografia, Biologia, Física, Química, Inglês, Sociologia e Filosofia. Além de todos os conteúdos dessas disciplinas, o vestibulando ainda precisa elaborar um texto dissertativo-argumentativo de qualidade.
Dentro de cada uma dessas matérias, há uma infinidade de assuntos que devem ser aprofundados. Estudar Matemática é, por exemplo, saber funções, análise combinatória, geometria plana, matrizes… Aprender História é conhecer a fundo Antiguidade, Brasil Colônia, Imperialismo e vários outros assuntos.
A pressão de precisar dominar todos os assuntos, para garantir que nenhuma questão passará em branco, faz com que a ansiedade se instale gradualmente nos vestibulandos.
A preocupação com a escolha do curso também ronda frequentemente a cabeça dos estudantes: “é isso que quero fazer?”, “e se eu me arrepender dessa escolha?” e outras suposições são frequentes.
Além disso, neste cenário geralmente estão também as mudanças físicas e emocionais próprias da fase adolescente: a transição para a fase adulta, a sexualidade, a socialização e outros fatores que mexem com a vida de um(a) vestibulando(a).
Todos esses fatores somados tornam o período bastante conturbado para os vestibulandos. E os pais, por consequência, sofrem pelo sofrimento dos filhos.

Pressão e crítica: empecilho ou motivação?

Muitos pais de vestibulando, na ânsia de ajudar o (a) filho(a) na preparação, acabam se atrapalhando por agirem sem cautela. Não há uma fórmula mágica do que fazer, visto que cada família tem sua dinâmica e suas questões, mas há algumas recomendações que costumam ser adequadas para ajudar os filhos durante a preparação para o ENEM.
Não é raro ver pais agindo de forma autoritária com o(a) filho(a) vestibulando(a) acreditando ser esta a melhor forma de vê-lo(a) bem-sucedido(a).
“Se não estudar está proibido de sair final de semana”
“Só poderá jogar videogame se estudar tantas horas por dia”
Atitudes autoritárias e negativas podem tornar o processo pré-vestibular ainda mais desgastante para o vestibulando. Castigos, ameaças e desaprovações dificultam o processo que já costuma ser complexo para um(a) jovem de 17, 18, 19 anos.
Aprovação pelo ENEM! Conheça o Curso Extensivo do Kuadro
A psicóloga Vera Zimmermann, coordenadora do Centro de Referência da Infância e do Adolescente da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), afirmou em entrevista ao UOL que “compreensão é a palavra-chave nesse momento tão delicado”.
Como pai ou mãe de vestibulando, é importante que você perceba a situação em que seu filho ou filha se encontra. Os pais devem ser firmes quanto aos estudos, mas é preciso mostrar compreensão quando os filhos estão tristes ou desmotivados.

Eu devo opinar na escolha do curso de meu filho ou filha?

Muitos pais gostariam que suas carreiras profissionais fossem escolhidas pelos filhos. A opção por seguir a carreira dos pais pode ser vista como uma forma de reconhecimento e “aprovação” dos filhos em relação aos pais.
No entanto, cada indivíduo tem sua personalidade, suas ideias e preferências, o que faz com que nem sempre desejem seguir a profissão dos pais. O filho pode preferir a área de biológicas enquanto o pai ou a mãe atua na área de exatas, por exemplo.
A partir disso, é importante que os pais de vestibulando entendam as preferências do filho e compreendam que é melhor dar espaço para a livre escolha.
Em entrevista ao portal IG, a psicóloga Nancy Erlach Danon, explica: “Os pais devem aprender a escutar o filho, a respeitar sua escolha e entender que ele só será bem-sucedido na profissão que realmente gostar”.
Isso impede que os pais opinem na escolha do curso? Não. Mas mostra que as sugestões e críticas devem ser feitas com respeito.
Para opinar quanto à escolha do curso de seu filho, é importante refletir sobre os seguintes aspectos:
“Eu estou colocando minhas expectativas e frustrações na escolha dele(a)?”
“Qual é minha maior preocupação com a escolha profissional dele(a)?”
“Eu confio no senso crítico e na educação que dei a ele(a)?”

Conheça o Curso Medicina do Kuadro

Por outro lado, não conversar ou não se informar a respeito da escolha profissional do(a) filho(a) mostra desinteresse no momento atual e em seus planos para o futuro.
É importante lembrar que, durante esta fase, prestar vestibular é o que há de mais impactante no universo de seu filho(a). Eles respiram isso diariamente, o momento da prova é possivelmente o que mais lhes causa apreensão.
Portanto, não perguntar ou não demonstrar nenhum interesse nesta etapa da vida dos filhos pode trazer afastamento.

Pensando como profissional

Uma das maneiras de opinar e ajudar seu filho ou filha na preparação para o ENEM é tentar desligar um pouco da preocupação de pai/mãe e pensar como profissional.
Pesquise sobre a carreira que seu filho ou filho deseja seguir e incentive-o(a) a se informar. Incentive e permita que ele(a) converse com profissionais da área que pretende seguir. Estimule a curiosidade e o senso crítico. Dar conselhos como faria profissionalmente, com um colega de trabalho, pode ser uma boa maneira de ajudá-lo com base em argumentos e fatos.
Aprovação pelo ENEM! Conheça o Curso Extensivo do Kuadro

Hora de conversar: seja um ombro amigo

Nós, do Kuadro, que já passamos por essa fase e acompanhamos o período pré-vestibular de milhares de alunos, temos certeza que todos os pais de vestibulando têm a melhor das boas intenções.
Certamente você quer ajudar seu(sua) filho(a) em tudo que puder. Seu filho ou filha é a última pessoa que você quer ver sofrer no mundo. Por isso, o período pré-vestibular exige que você, pai ou mãe, seja compreensivo e carinhoso.
Isso não significa fazer todas as vontades do(a) filho(a) ou deixar de ser firme nos momentos necessários. Mas busque ouvir seus medos e angústias, compreender o que  causa aquele sentimento e ajudar a amenizar.
Conversar, estar presente para momentos de desabafo e mostrar outros lados, mais positivos, são algumas maneiras de se mostrar como um ombro amigo para seu filho ou filha.
Lembre-se de que você é uma das pessoas em quem seus filhos mais confiam. Uma das pessoas que mais lhe ensinou e ajudou durante toda a vida. Esse pode ser um momento de reafirmar essa proximidade.

Dicas gerais para pais de vestibulando

Para que o período pré-vestibular seja mais tranquilo para vestibulandos e seus pais, nós do Kuadro separamos algumas dicas especiais. São sugestões que podem ser aplicadas para uma relação mais equilibrada e saudável nessa etapa tão importante para a família.

1. Pesquise sobre a universidade e o curso desejados

Sua filha quer cursar Biomedicina e você não sabe o que há nesse curso? Seu filho resolveu que deseja estudar em uma universidade estadual longe e que você desconhece?
Esse é o momento de ir atrás dessas informações. A internet pode ser uma grande aliada. Todas as universidades do país possuem sites oficiais, com dados sobre os campus, recursos e outras informações importantes.
Nesses sites e em outros portais de educação (como o Blog do Kuadro!) também costuma haver informações sobre os cursos. Quer conhecer a ementa do curso, o mercado de trabalho daquela área ou as possibilidades de salário? A internet pode ser de grande utilidade!
Tendo informações você poderá compreender as escolhas e, se for o caso, terá mais argumentos para questionar a opção de seu filho ou filha.
Aprovação pelo ENEM! Conheça o Curso Extensivo do Kuadro

2. Identifique onde/como pode ajudá-lo em sua preparação

É certo que todos os pais têm seus compromissos, mas busque separar um tempo para ajudar no que for possível.
Se você é engenheiro(a), por exemplo, pode ser que consiga ajudar seu filho que está com dificuldades em Física. Ou se você atua no ramo financeiro, poderia ajudá-lo(a) a compreender os conceitos de matemática financeira.
Não tem paciência ou didática para ensinar? Busque outras formas. Passe contatos de amigos que atuam na área que seu/sua filho(a) deseja. Seja aluno(a) e ouça explicações sobre a matéria que ele(a) estudou. Isso ajuda na fixação da matéria, estreita os laços e, mais, você ainda pode aprender um conteúdo novo!

3. Saiba como (e quando) cobrar

É importante lembrar que também há momentos em que o papel dos pais de vestibulando é ser firme e cobrar resultados.
Comportamentos frequentes de descompromisso com os estudos, autoengano e preguiça podem e devem ser questionados pelos pais.
Um caminho é mostrar que você confia nele(a) e que o vestibular é uma etapa necessária para cursar o ensino superior e viver toda a experiência da educação de qualidade. Por isso, para chegar, ele(a) terá de passar por alguns momentos difíceis.
Evite fazer as cobranças em momentos de muita fragilidade e faça as crítica sempre com respeito e sem ofensas.

ENEM é com o Kuadro!

Conheça os Cursos do Kuadro e dê ao seu filho(a) a melhor preparação!

O valor do apoio da família para a aprovação de Bianca

Passar no vestibular é um feito que envolve muitas pessoas. O aluno aprovado é o principal agente nesse processo. Mas a presença de pessoas que o apoiem é essencial para que ele possa dar o seu melhor. No caso de Bianca Campos, o apoio da família teve bastante influência em sua aprovação em Medicina na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).
O anseio dos pais em ajudar os filhos é grande. Eliane Campos, mãe de Bianca, conta: “eu e meu marido sempre nos preocupamos bastante de ela estar preparada pra fazer as provas”.
A dificuldade de conseguir a aprovação pode gerar muito estresse nos vestibulandos. É aí que entra o apoio da família. O carinho e o cuidado dos pais com os filhos nessa etapa faz com que eles se sintam amparados.
O pai de Bianca, Anivaldo Campos, acredita que o papel de pais inclui também esse incentivo aos filhos. Segundo ele, a função dos pais é “dar o suporte necessário para eles terem tranquilidade de enfrentar os desafios”.

O Kuadro na visão da família

Bianca, que é de Lins, no interior de SP, mas morava em Limeira, também no interior. Em Limeira teve dificuldade de encontrar um cursinho pré-vestibular que atendesse ao que ela precisava.  
Eliane conta que “o grande obstáculo era não ter um curso específico”. O sonho da Medicina exigia muito e ela precisava se aliar às pessoas certas.
Foi quando Bianca descobriu o Kuadro. Ao sair do vestibular do ITA, que  prestou no 2º ano do Ensino Médio, a jovem viu a divulgação do curso.
Inicialmente, Eliane ficou receosa de apostar na plataforma para o futuro da filha. Mas percebeu que era uma boa escolha. “Quando eu via que ela estava feliz e que estava só evoluindo, a gente percebeu que se encaixou perfeitamente no perfil dela”, afirma.
Anivaldo também acredita que o curso deu bons resultados para o que a filha necessitava. “O Kuadro foi surpreendente. Apresentou uma estrutura pedagógica que deu tudo que ela precisava para se desenvolver”, conta o pai.

O apoio da família Campos

O carinho nesse núcleo familiar sempre existiu. Bianca conta: “Meus pais sempre foram muito apoiadores de todos os meus sonhos. Me incentivaram a correr atrás do melhor e do que eu quisesse”.
No período do vestibular, esse apoio foi ainda mais intenso. A jovem afirma que, durante o processo, os pais estiveram nos bastidores cuidando dela para que ela se concentrasse nos estudos.
Anivaldo acrescenta ainda a felicidade de ajudar a filha: “foi muito bom poder continuar dando suporte para ela nesse ano, acompanhando o desenvolvimento dela”.
A aprovação em Medicina na UNICAMP veio e Bianca agradece: “foi muito bom saber que eles confiavam em mim e acreditavam que eu fosse passar. Foi essencial”.

Qual foi o papel da família de Artur Araújo na aprovação da AFA?

A família é a base de tudo. Normalmente, quando um aluno é aprovado em um vestibular, todo mundo coloca na conta dele o processo da aprovação. Mas a gente esquece que é uma combinação de fatores para que aquilo funcione. E a família tem um peso extremo nesse caso.
Não foi diferente com Artur Araújo, ex-aluno do Kuadro e aprovado no vestibular da AFA. “Sempre incentivamos o Artur a estudar”, declarou Fernando Araújo, o pai. “Em certos momentos ele perdeu o foco e ficou meio desestimulado. A gente tinha que estar lá para dar apoio e ele continuar”.

A perda da bolsa em Fortaleza e a força para continuar

No primeiro ano de estudos, Arthur não conseguiu passar no ITA, seu grande sonho. Para somar a isso, perdeu a bolsa em um cursinho que fazia com uma turma específica para o ITA.
“Isso me atingiu demais”, declarou Arthur. “Eu tive uma conversa com meu pai depois disso, porque estava pensando em fazer uma faculdade paga local e trabalharia na fábrica. Ele me deu uma força tremenda. Ele me disse ‘eu não criei você para ser pequeno e sim para ser grande e voar’. Aquilo me animou muito”.

Entrada do Kuadro na vida de Artur

A confiança, ou a falta dela, era a principal inimiga de Artur e o pai dele sabia disso. “Ele achava que não estava preparado e isso dificultava muito o sucesso dele”, lembrou Fernando.
Aí que entrou o Kuadro na vida do Artur. “A instituição deu o suporte para que ele conseguisse o que ele queria”, completou. “Eu senti que eu simplesmente estava pronto e que ia conseguir”, adicionou Artur.

A alegria da família na aprovação na AFA

Por fim, Artur alcançou um sonho e passou em um grande vestibular, o da Academia da Força Aérea, a AFA. E o mérito e a comemoração foi de toda a família.
“É importante que a família esteja unida e participe da alegria, não só da tristeza na hora da queda, mas também da alegria na hora que ele consegue passar”, declarou Fernando. “O nosso papel é de incentivo aos filhos. A vitória é de todos, dele, da família, dos professores do Kuadro e de toda a sociedade. É uma satisfação imensa”.

O papel da família na aprovação #06

A Ingrid imaginava que nunca seria possível passar no vestibular da USP, mas além da sua dedicação o apoio incondicional da família foi um ponto muito importante para realizar esse sonho e conquistar a aprovação no vestibular.

Comenta aqui embaixo o que você achou do vídeo e se gostaria de assistir outros como esse! 😉

O papel da família na aprovação #05

O Davi Mol teve uma boa educação no interior do RJ. Ele sempre contou com o suporte e o carinho da família e tudo parecia muito bem encaminhado. Durante o ensino médio, ele descobriu que pra passar numa boa faculdade de engenharia seria necessário se aprofundar mais em exatas. Isso obrigaria ele a mudar para outra cidade.
Nesse momento, enquanto a família fazia as contas para a mudança, ele descobriu o kuadro. Com o apoio da família e muita dedicação, o Davi Mol conseguiu a aprovação em várias federais estudando de casa, num curso online, e agora cursa engenharia mecânica.

Comente aqui embaixo se gostou desse vídeo e se gostaria de assistir mais vídeos com esse conteúdo 😉

O papel da família na aprovação #03

Assista o vídeo abaixo e saiba como a família do nosso aluno aprovado Felipe Bomfim lidou com a decisão dele de focar 100% nos estudos para ser aprovado nos vestibulares mais difíceis do país.

Comenta aqui embaixo se você gostaria de assistir mais vídeos como esse 🙂

O papel da família na aprovação #02

Confira nesse vídeo como o suporte da família foi importante na aprovação do Bruno Lanza na AFA.

Curtiu esse vídeo? Comenta aqui embaixo se gostaria de assistir mais vídeos como esse! 🙂

O papel da família na aprovação #01

O apoio familiar é importante em muitas situações, e para que você consiga focar 100% nos seus estudos, é importante que sua família esteja disposta a te apoiar nessa decisão difícil. Nesse vídeo a família do Bruno conta como foi o preparo do filho para o vestibular do ponto de vista deles.

Gostou do vídeo? Deixa seu comentário aqui embaixo se você gostaria de assistir mais vídeos como este! 🙂

LOGO-KUADRO-branco

PDF – MÉTODO KUADRO DE APROVAÇÃO

Preencha o formulário e receba o seu PDF