Kuadro
Entrar
VestibularEdição do vestibular

(Enem/1999)

 Leia o que disse João Cabral de Melo Neto, poeta pernambucano, sobre a função de seus textos:

"FALO SOMENTE COMO O QUE FALO: a linguagem enxuta, contato denso; FALO SOMENTE DO QUE FALO: a vida seca, áspera e clara do sertão; FALO SOMENTE POR QUEM FALO: o homem sertanejo sobrevivendo na adversidade e na míngua. FALO SOMENTE PARA QUEM FALO: para os que precisam ser alertados para a situação da miséria no Nordeste."

 

Para João Cabral de Melo Neto, no texto literário,

A

a linguagem do texto deve refletir o tema, e a fala do autor deve denunciar o fato social para determinados leitores.   

B

a linguagem do texto não deve ter relação com o tema, e o autor deve ser imparcial para que seu texto seja lido.   

C

o escritor deve saber separar a linguagem do tema e a perspectiva pessoal da perspectiva do leitor.  

D

a linguagem pode ser separada do tema, e o escritor deve ser o delator do fato social para todos os leitores.   

E

a linguagem está além do tema, e o fato social deve ser a proposta do escritor para convencer o leitor.   

F

Não sei.