ENEM

ITA

IME

FUVEST

UNICAMP

UNESP

UNIFESP

UFPR

UFRGS

UNB

VestibularEdição do vestibular
Disciplina
Busca avançada
Ir para Ranking

(Usf 2018)  O estudo do transporte e regulação do íon cálcio no coração tem-se estendido e o projeto “Transporte de cálcio em miócitos ventriculares de ratos durante o desenvolvimento pós-natal” é um exemplo disso.

Sendo um íon responsável pela contração do músculo cardíaco, há fortes indicações de que muitas doenças que levam a insuficiências nas funções do coração, como hipertensão arterial, isquemia miocárdica, hipertrofia e distúrbio de ritmo, estão ligadas a alterações no transporte de cálcio.

Disponível em: <http://revistapesquisa.fapesp.br/1999/03/01/dentro-do-coracao/>. Acesso em: 11/10/2017 (Adaptado).

 

 Com base nos conhecimentos sobre o íon cálcio no organismo, é correto afirmar que:

A

ele é responsável pela contração do músculo cardíaco porque promove os deslizamentos dos miofilamentos delgados de miosina sobre os miofilamentos espessos de actina.   

B

a ocorrência do relaxamento da célula muscular cardíaca depende do gasto energético para a remoção do cálcio e devolução ao interior do retículo endoplasmático rugoso.   

C

ele atua na contração dos miócitos, na coagulação sanguínea e na transmissão do impulso nervoso.   

D

se houver uma redução da concentração de paratormônio, também ocorrerá um aumento na concentração do cálcio na circulação sanguínea, e doenças que levam à insuficiência cardíaca tornam-se menos prováveis.   

E

o transporte dele em miócitos ventriculares de ratos, durante o desenvolvimento pós-natal, envolve a sua passagem pelo tonoplasto.