7 dicas de interpretação de texto para o vestibular

7 dicas de interpretação de texto para o vestibular

Em um vestibular, todos os fatores são importantes. Mas tem um que se destaca mais: a maneira como se enxerga as questões. É essencial que o estudante entenda do que se trata o conteúdo, antes mesmo de começar a resolvê-lo. Pensando nisso, preparamos algumas dicas de interpretação de texto para você.

Se você souber interpretar bem as questões, certamente, terá mais chances de acertá-las e tirar uma boa nota no vestibular e no Enem. Quem sabe não é isso que garantirá a sua aprovação, não é mesmo? Confira as nossas dicas!

1- Leia devagar e absorva primeiro o básico

Não se assuste se começar a ler um texto em que desconhece algumas palavras ou que é longo. Se necessário, prefira ler linha por linha e absorver aos poucos o que aquele conteúdo quer passar.

Ao final da leitura completa do texto ou questão, você deve ser capaz de responder pelo menos algumas questões básicas, como:

  • qual é a ideia central?
  • quem são os participantes disso?
  • por quê?
  • há causas ou consequências desse fato?

2- Coloque as orações na ordem direta

Há situações em que o estudante não consegue ter uma boa interpretação e compreensão de texto, por causa da forma como ele foi escrito.

O próprio hino nacional é um exemplo de construção invertida, pois começa com “ouviram do Ipiranga as margens plácidas”. Ao ler isso sem atenção, a pessoa desavisada pode achar que o sujeito dessa frase é indeterminado.

Porém, como a oração está invertida, na verdade, o sujeito são as margens plácidas. Ou seja, se o texto estivesse na ordem direta seria assim: as margens plácidas do Ipiranga ouviram. Aliás, esse exemplo até já foi tema de prova e muito discutido em salas de aula.

Portanto, ao colocar a frase que gera dúvidas na ordem direta, é possível enxergar melhor os componentes dela — sujeito, verbo, predicado e complemento. Então, se surgir dúvidas, desmembre a parte do conteúdo que necessita de atenção analisando cada parte dele.

3- Separar o fato da opinião

Os vestibulares adoram colocar trechos de artigos e crônicas argumentativos para que o estudante analise. Nesse caso, primeiro é importante que o candidato separe o fato que gera a argumentação da opinião de fato.

Vamos supor que o texto seja sobre a importância de cuidar do meio ambiente. Por que existe essa necessidade? Pode parecer óbvio responder a algo assim, mas isso treina a argumentação do estudante. Não basta saber que a natureza deve ser preservada, é preciso saber elaborar ideias a partir disso.

4- Leia diferentes tipos de textos

Quer chegar bem preparado no vestibular? Então, leia diferentes tipos de textos durante a sua preparação. Evite se restringir apenas aos livros obrigatórios. Eles são muito importantes, mas, além deles, também é importante que o candidato saiba avaliar conteúdos jornalísticos, tirinhas de desenho, poesias e muito mais.

Esse repertório pode fazer a diferença para o candidato. Ao conhecer diversos tipos de textos, o candidato não sofre com surpresas no dia do exame e consegue acertar mais questões.

5- Faça anotações

Quando estiver estudando, comece a se habituar a sublinhar termos e palavras-chaves que são importantes para a compreensão do texto. Assim, você levará esse hábito para o dia da prova e poderá prestar mais atenção aos detalhes.

Depois de ler uma questão, confira as alternativas para ter uma noção de como pode responder e releia o texto se for necessário. Não se preocupe se você não puder resolver o exercício de primeira e precisar recorrer ao conteúdo. Vale mais a pena fazer uma nova leitura, anotando o que realmente precisa, do que perder ponto por pressa.

6- Resolva exercícios

Há pessoas que deixam de lado esse aspecto, mas é muito importante fazer exercícios de interpretação. Isso ajuda a ter uma ideia de que tipo de questão pode ser cobrada e o que deve ser analisado em um texto.

Para quem vai prestar vestibular ou deseja se destacar na interpretação de texto no Enem vale a pena fazer exercícios de provas passadas. Assim, você terá uma noção exata de como a banca cobra esse conhecimento.

7- Diferencie a causa da consequência

Ao ler um texto corrido, muitas vezes alguns aspectos passam despercebidos. A relação de causa e consequência é um exemplo disso.

Mas essa deve ser uma das informações mais claras para o candidato, pois os exames costumam cobrá-la com frequência. Se o texto não for claro nisso, ou seja, se não citar “uma consequência disso é…”, por exemplo, você é que deverá se questionar sobre a relação dos fatos. Pense sempre: qual situação decorre de qual?

Seguindo essas dicas de interpretação de texto e prestando atenção a todos os detalhes das questões, você será capaz de acertar muitas questões. Conte com o cursinho on-line do Kuadro para te ajudar na sua preparação. E faça um bom vestibular!

Petropolitana, mas do mundo. Morei em muitos lugares e achei minha Pasárgada na UFMG, na Faculdade de Letras onde conclui minha graduação. Especializei-me em Gramática e em Linguística Aplicada. E continuo estudando! Agora faço especialização em Psicopedagogia, para entender ainda mais das dificuldades dos meus alunos. Sou professora em pré-vestibulares, orientadora pedagógica, coach de vestibulandos, youtuber e muito apaixonada pela Língua Portuguesa. Acompanhei centenas de alunos até o ingresso na faculdade e acredito no poder transformador da educação. Vamos estudar juntos?

Blog Kuadro