sombra

A destruição dos oceanos

Os oceanos ocupam aproximadamente 70% do planeta, por ocupar uma área tão extensa, é o habitat de milhões de espécies de seres vivos que dependem dos oceanos para sua sobrevivência. Além disso, as águas oceânicas são fundamentais para a regulação do clima terrestre, assim como funcionam de abrigo para os fitoplânctons – microrganismos fotossintetizantes que contribuem para a produção do oxigênio no planeta.

Apesar da sua importância, o ambiente oceânico sofre com os impactos ambientais que estão poluindo as águas e causando a extinção de diversas espécies, o que pode afetar a sobrevivência para seres terrestres que dependem do mar. Entre as principais ameaças sofridas pelos oceanos estão:

Mudanças climáticas:

O aquecimento global e a consequente elevação dos níveis dos oceanos pode comprometer as áreas costeiras, principalmente os corais – que sofrem com a elevação da temperatura da água do mar. Esse aquecimento das água causa o branqueamento dos corais, os quais são cnidários que apresentam simbiose com certos tipos de algas que lhes fornecem energia. A elevação na temperatura da água, faz com essa associação seja interrompida e com a falta da energia produzidas pelas algas simbióticas, os corrais branqueiam e morrem. Além dos corais, diversas espécies de seres marinhos são afetados com as mudanças climáticas.

Poluição

Entre os principais agentes poluidores nos oceanos estão esgotos, resíduos industriais e residenciais, fertilizantes agrícolas, plásticos e outros tipos de lixos. Os oceanos apresentam grande capacidade de regeneração, visto que é possível diluir os resíduos no grande volume de água, porém a natureza não está conseguindo reparar os grandes danos causados pelo ser humano. A quantidade de resíduos é cada vez maior e por isso o que se observa é um grande acúmulo de lixo nos mares do mundo todo.

É grande a quantidade de produtos químicos – como o petróleo – que são despejados por indústrias nos mares, essas substâncias alteram a composição da água e causam a morte de diversas espécies. Os esgotos jogados por residências também são um grande problema, apresentam muita quantidade de matéria orgânica que serve como alimento para microrganismos, os quais se proliferam e produzem substâncias tóxicas para animais marinhos, assim como provocam um desequilíbrio nas cadeias alimentares marinhas.

Os plásticos também causam muitos transtornos no ambiente marinho. Eles se acumulam na água e não são degradados – formam ilhas de plástico no meio do oceano, muitos fragmentos acabam sendo ingeridos por muitos animais e causam a morte dos mesmos. O documentário da Netflix “Oceanos de Plástico” mostra bem o problema do lixo no mar.

Devemos sempre nos atentar para objetos de plástico e fragmentos dele que são lançados nas águas e causam muitos impactos negativos para a natureza. Os seres humanos também estão sujeitos a esse tipo de poluição, até mesmo na água que sai pela torneira foram encontrados micro fragmentos de plástico.

mares e oceanos mais poluídos, imagem do estômago de ave-marinha-contaminada-arocha-org

Como podemos mudar essa situação?

Mudar essa triste situação não é uma tarefa fácil.  É necessária muita conscientização sobre a importância de não jogar lixo na água, assim como reduzir o uso de produtos plásticos, dar destino correto ao lixo doméstico, reutilizar e reciclar produtos. As mudanças devem acontecer individualmente e também no coletivo para que os resultados positivos sejam alcançados. Além disso, é de grande importância que as instituições governamentais fiscalizem e punam empresas que poluírem os oceanos.

Impactos ambientais e as consequências dos mesmos para o planeta costumam ser muito cobrados em avaliações como Enem e vestibulares. Estude, faça os exercícios, revise provas anteriores e nos escreva na monitoria. Estamos aqui para te ajudar! Conte com a gente!