Aprenda a argumentar da melhor forma para o ENEM

Aprenda a argumentar da melhor forma para o ENEM

Ao entender a cabeça do corretor, vimos que uma das principais partes na produção de uma redação ENEM é saber argumentar. Claro, além de fazer parte da fundamentação de um texto dissertativo, é uma das partes mais divertidas na escrita! O ENEM ainda dá muita liberdade para o aluno nesse quesito, quer entender os tipos de argumentação que você pode utilizar? 

Argumento evidencial – Este tipo de argumento precisa de dados mais certeiros para acontecer. Pois, de certa forma, ele é a evidência do que você está dissertando no texto. Ou seja, precisamos do máximo de detalhes possível. Assim, é necessário que você escreva dados estatísticos de pesquisas oficiais  ou então fatos que são facilmente comprovados, que fazem parte de uma “memória partilhada”. Ou seja, coisas que não podem ser contestadas, como, por exemplo, a ditadura militar ter começado no ano de 1964 ou o fato do cigarro ser prejudicial à saúde. Não é necessário achar uma fonte, pois é um fato facilmente comprovado. 

Argumento de autoridade – Quando falarmos de autoridade, estamos falando de alguém que possui legitimidade para falar sobre determinados assuntos. Exemplo, Nelson Mandela tem legitimidade para falar sobre Direitos Humanos, já que foi injustiçado por muitos anos. Podemos utilizar argumentos de autoridade por meio de citações diretas e indiretas, por exemplo. 

Argumento de comparação-  É o tipo de argumentação que a maioria dos alunos mais gosta de fazer, quem sabe você também não vai amar? Bom, ela pede uma analogia por meio de uma situação que possa servir de fundamento para o seu ponto de vista. E, pasme, essa situação pode ser, até mesmo fictícia! Ou seja, você pode utilizar aquele filme ou série que assistiu, desde que a analogia faça sentido. 

Argumento causa/efeito – Uma ótima forma de persuadir por meio da argumentação é dizendo qual é a causa da temática que está sendo abordada. E, claro, depois disso (aconselhável em outro parágrafo do desenvolvimento, por exemplo) dizer quais são as consequências que o tema traz para a sociedade brasileira. Desta forma, você criará uma linha mestre no seu texto que explicará tudo mastigadinho e comprovável para seu interlocutor. É importante dizer que este tipo de argumentação também depende das outras, muitos teóricos a separam das outras, pois ela abrange todas elas. 

Prontinho, agora sabe quais são os principais tipos de argumentação que o ENEM espera de você! 

Baltazar Ferreira (@Balt.Educa)
Professor de Redação, Português e Inglês, Baltazar é licenciado em Letras pela UFMG e certificado pela English Studio em Londres em fluência da língua inglesa. Ainda durante a faculdade, criou um núcleo de redação e começou sua carreira como educador. Seu foco é trabalhar com os alunos uma abordagem moderna em relação à escrita, ajudando-os a desenvolver o amor pela redação.

 

Blog Kuadro