COMO ESTUDAR POR PROVAS ANTIGAS

Estudar por provas antigas é algo que recomendamos fortemente na preparação do aluno para o vestibular.

O ideal é estudar no final da preparação, faltando 2 ou 3 meses para o seu vestibular. Isso vai te ajudar a adquirir mais confiança e familiaridade com o tipo de prova.

Bora ver qual o melhor jeito de estudar por provas antigas? Só continuar lendo o blogpost.

Contexto

Antes de começarmos a ver a importância e como estudar por provas antigas, vamos dar um pouco de contexto.

É importante ter ciência da diferença entre concurso e exame. O exame mede conhecimento, basta saber a matéria que você passa. Já o concurso, tem o objetivo de selecionar os melhores candidatos.

Em alguns concursos é comum aparecerem questões repetidas. Isso porque na maioria dos concursos, a estrutura das questões, a distribuição dos conteúdos e a abordagem das questões não muda.

Quando dizemos a maioria dos concursos, pensamos em ENEM, Fuvest, Unicamp, ITA, IME, AFA etc

E para ter sucesso nesses concursos, é preciso 3 pontos que julgamos mais importantes:

  • Conhecimento: saber o conteúdo que cai na prova
  • Treino: estar familiarizado com a prova
  • Controle emocional: saber o conteúdo, ter familiaridade com a prova e não se importar com a opinião dos outros

Por isso, estudar por vestibulares antigos é a etapa mais importante da sua preparação. Então bora ver como fazer isso?

O jeito errado de estudar por provas antigas

Antes de te mostrar qual o jeito certo de estudar por provas antigas, vale a pena discutir sobre o jeito errado.

Entre o que podemos observar na preparação dos nossos alunos, destacamos alguns pontos que são negativos para a preparação por provas antigas:

  • Deixar para resolver questões do seu vestibular apenas nas 2-3 semanas que antecedem a prova

É preciso deixar um tempo maior para a resolução de provas antigas. Recomendamos de 2 a 3 meses antes do vestibular, bem no final da preparação, depois de já ter estudado tudo. Se deixar 2 semanas, você não vai conseguir resolver a quantidade de provas antigas que vai te ajudar na hora do vestibular.

  • Não resolver questões de provas antigas que você já resolveu ao longo do ano

Isso é um erro muito comum na preparação de diversos alunos. Só porque você já fez a questão, não precisa pular. Lembra quando falamos que diversos vestibulares têm questões semelhantes ou até mesmo repetidas? Não deixe de fazer uma questão por você já ter feito e achar que sabe do assunto!

  • Resolver questões do seu vestibular com consulta às resoluções ou sabendo o gabarito

Na hora da prova você não vai ter o gabarito nem a resolução para conferir. Se você é desses alunos que tem costume de fazer uma questão e já olhar o resultado, pare com isso. Já se acostume a olhar só quando terminar a prova, afinal, no dia do vestibular você não vai ter resoluções para te ajudar.

Agora bora para o jeito certo?

O jeito certo de estudar por provas antigas

Bom, agora que você já sabe qual o jeito errado de estudar por provas antigas, vamos descobrir o jeito certo. Separamos os seguintes pontos:

  1. Começar a resolver as provas 2-3 meses antes do seu vestibular
  2. Fazer as provas como se fossem simulados
  3. Fazer todas as questões como se fossem discursivas
  4. Ter controle da sua evolução ao longo do tempo
  5. Aprender a resolver as questões que você errar e aquelas que você não souber nem errar

Ao começar a estudar por provas antigas entre 2 e 3 meses antes do seu vestibular, você tem tempo para prevenir eventuais problemas que possam surgir. A falta de conhecimento em alguma matéria que você não imaginava, por exemplo.

O aluno que se prepara dessa forma por provas antigas, avança muito rápido na preparação. Na verdade, tem hora que ele dá um salto na preparação e começa a errar pouquíssimos exercícios das provas que está fazendo.
Achou interessante? Comece a treinar por provas antigas que você vai ver esse salto acontecendo com você! E se quiser saber mais sobre, pode clicar aqui na Super Aula de Como Estudar Por Provas Antigas que separamos para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *