Entenda Como Funciona o Vestibular do ENEM

O ENEM é o maior vestibular do Brasil. No último ano mais de 500 universidades públicas e particulares utilizaram a prova como uma forma de os estudantes ingressarem em um curso superior. Com quase sete milhões de inscritos em 2017, ele se tornou o principal sistema de seleção do país. Quer saber como funciona o vestibular do ENEM e o que você precisa fazer para se dar bem? Confira!

Como funciona o vestibular do ENEM 

O ENEM é uma prova dividida em duas partes, cada uma acontece em uma semana diferente. São 180 questões e uma redação, ao todo. Cada uma das partes da prova é composta por 90 questões e a redação acontece junto ao primeiro dia de teste.

As provas são divididas entre quatro grandes áreas do conhecimento:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira, entre outros);
  • Matemática e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia);
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia).

A redação é parte muito importante da avaliação e segue padrões bastante específicos. O texto é dissertativo-argumentativo e deve ser redigido em até 30 linhas. A proposta costuma ter ligação com temas da atualidade e são oferecidos textos de apoio para serem usados como base e referência.

O texto também deve conter uma proposta de intervenção, que é uma maneira de lidar com a situação, mas que não necessariamente precisa ser uma solução.

Como funcionam as pontuações no ENEM 

Para entender como funciona o vestibular do ENEM é preciso compreender como são feitas as pontuações para a prova. Duas pessoas que acertaram a mesma quantidade de questões em Matemática e suas Tecnologias, por exemplo, podem receber notas diferentes nesta área do conhecimento.

A maneira de pontuar é executada a partir de um sistema utilizado em todo o mundo chamado TRI (Teoria de Resposta ao Item). Cada questão acaba sendo designada com um peso diferente, levando em consideração a consistência do conjunto das respostas, o percentual de erros e acertos de todos os estudantes, o grau de dificuldade e a possibilidade de acerto ao acaso (o famoso chute).

A ideia do TRI é designar uma nota que seja mais justa para todos os estudantes. Dessa forma, quanto mais coerente você for, maior será sua nota. Por exemplo: se acertar muitas questões difíceis e poucas fáceis, o sistema vai entender que pode ter chutado algumas perguntas.

No final você recebe cinco notas diferentes. Uma para cada área do conhecimento e uma para redação, que é corrigida de forma manual. Cada universidade tem liberdade para definir suas notas de corte.

Gostou de saber como funciona o vestibular do ENEM? Saiba como se preparar para essa prova e continue acompanhando o blog do Kuadro e continue por dentro de todas as novidades do mundo dos vestibulares!

Aulas grátis para o ENEM

 

Blog Kuadro