FIES 2018

Ano novo, vida nova e o FIES também foi atingido por mudanças em seu planejamento.

Com o acréscimo de  75 mil novas vagas, a partir deste ano os estudantes que fecharem contrato com o Financiamento Estudantil (FIES) terão que pagar o valor do empréstimo com desconto automático na folha de pagamento após a conclusão do curso e assim que garantirem um trabalho formal. Inclusive os juros cobrados em 2017 (6,5% por ano) caíram para até 3,0%* (*mais variação monetária). 

Além disso, 3 diferentes contratos foram implantados no programa. Cada um tem suas características particulares:

FIES 1 – Público

Quem pode pedir: Estudantes de todo o país com renda familiar per capita de até 3 salários mínimos

Vagas ofertadas para 2018: 100 mil

De onde virá o dinheiro?: De um fundo garantidor com recursos da União.  As universidades também vão compartilhar o risco do financiamento, que hoje é concentrado no governo federal

Quais serão os juros: O valor será corrigido pela inflação e a taxa de juro será zero

Como funcionará o pagamento?: Prestações serão pagas com parcelas de no máximo 10% da renda mensal, descontadas automaticamente do salário ou do rendimento da empresa aberta em nome do beneficiado.

 

FIES 2 – Privado

Quem pode pedir: Estudantes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste com renda familiar per capita de até 5 salários mínimos

Vagas ofertadas para 2018: 150 mil

De onde virá o dinheiro?: Dos fundos constitucionais regionais

Quais serão os juros: 3% ao ano, além de correção monetária

Como funcionará o pagamento?: Prestações serão pagas com parcelas de no máximo 10% da renda mensal, descontadas automaticamente do salário ou do rendimento da empresa aberta em nome do beneficiado.

 

FIES 3 – Público

Quem pode pedir: Estudantes de todo o país com renda familiar per capita de até 5 salários mínimos

Vagas ofertadas para 2018: 60 mil

De onde virá o dinheiro?: do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e dos fundos regionais de desenvolvimento das regiões Norte, Norte e Centro-Oeste

Quais serão os juros: Ainda não há previsão

Como funcionará o pagamento?: Prestações serão pagas com parcelas de no máximo 10% da renda mensal, descontadas automaticamente do salário ou do rendimento da empresa aberta em nome do beneficiado.