Chat with us, powered by LiveChat
Inglês no vestibular de medicina: dicas para se dar bem

Inglês no vestibular de medicina: dicas para se dar bem

Como todos sabem, o curso de medicina é o mais concorrido do país. Não basta o estudante ser bom ou inteligente, ele precisa estar muito preparado para conseguir uma vaga. Esse preparo vale para todas as matérias, inclusive para o inglês do vestibular.

Apesar de alguns estudantes deixarem essa disciplina de lado, ela também é importante para a aprovação na faculdade. Saiba mais sobre como o idioma é cobrado nos principais vestibulares de medicina e como se preparar da melhor forma!

Tipos de questões de inglês

Mesmo cada prova tendo um estilo e jeito de cobrar os conteúdos, as questões de inglês no vestibular costumam seguir por uma mesma linha. Na primeira fase dos processos seletivos, os exercícios que envolvem interpretação de texto predominam. Se o estudante souber apenas regras gramaticais e tiver pouco vocabulário, poderá se confundir.

A sorte é que nessa etapa as questões são de múltipla escolha. Dessa forma, é possível avaliar a pergunta de uma maneira mais genérica e optar pela melhor resposta.

Além desse tipo de exercício, as bancas tendem a repetir na parte de inglês uma fórmula vista em outras disciplinas de humanas: as questões de somatórias. Nesses exercícios, os estudantes devem ler os textos de vestibular em inglês e, a partir dele, avaliar algumas frases. Cada sentença possui um valor que o candidato precisa somar para obter a resposta.

Assim como as de múltipla escolha, as de somatória parecem ser fáceis — afinal, a resposta já está ali — mas exigem cuidado. Se o estudante considerar que uma alternativa está certa por engano, ele irá calcular errado e perder o ponto da questão.

Há ainda questões que são compostas por frases sobre os conteúdos. Nesses casos, o estudante deve avaliar se as afirmações estão corretas ou não.

Como se preparar

O inglês no vestibular não tem mistério. Se o estudante incluir essa disciplina ao plano de estudos, ele poderá obter um excelente resultado. Porém, existem algumas técnicas que podem ser aplicadas para que a preparação seja efetiva.

Gramática

O primeiro passo é estudar a gramática. De nada adianta chegar ao dia da prova sem saber como as frases são construídas no idioma. O estudante precisa saber identificar quando o contexto trata do passado, presente e futuro.

Além disso, as construções na voz passiva também são bastante exigidas e podem gerar dúvidas. Não é raro o exame cobrar, por exemplo, qual é o sujeito da frase, sendo que nem sempre ele está muito visível.

Phrasal verbs

Os phrasal verbs são expressões compostas por duas ou mais palavras e que podem determinar o sentido de uma frase. O termo get up significa levantar, enquanto get out é o mesmo que sair. Ou seja, ao dizer get up, a pessoa está dizendo para levantar-se e ao falar get out para sair.

Mesmo que parecidas, por usarem o verbo get, essas phrasal verbs têm significados muito distintos. Portanto, é fundamental que os candidatos os conheçam para fazer uma boa prova.

Existem centenas de phrasal verbs e, claro, é difícil de memorizar todos eles. Mas, se o candidato dominar os principais, certamente, terá grandes chances de acertar essas questões. Confira alguns phrasal verbs bastante comuns:

  • Ask out: convidar alguém;
  • Break down: se entristecer ou se decepcionar;
  • Bring about: provocar;
  • Figure out: encontrar a resposta;
  • Find out: descobrir;
  • Get through: finalizar;
  • Give up: desistir;
  • Grow up: crescer;
  • Look after: cuidar,
  • Pass something up: recusar.

Interpretação

É importante ainda que o estudante se dedique em ler textos em inglês. Caso contrário, ele não conseguirá memorizar todas as estruturas textuais e terá dificuldades em interpretar as questões da prova.

Como os vestibulares costumam colocar conteúdos jornalísticos, vale a pena acompanhar portais de notícias estrangeiros, como a BBC News e o The New York Times. Assim, você chegará atualizado e mais tranquilo para responder as questões no outro idioma.

Provas anteriores

Mas, afinal, que tipo de conhecimento em inglês o vestibular cobra do aluno? Para responder a essa pergunta, é necessário conhecer a prova que irá fazer. O inglês no Enem é diferente da Fuvest e da Unicamp.

Então, a resolução de provas anteriores deve fazer parte da rotina do estudante. Dessa forma, será mais fácil identificar o que precisa ser priorizado no estudo e o que só requer uma simples revisão.

Quer passar em medicina e não sabe por onde começar a preparação? Conte com o Kuadro. Além das aulas de inglês no vestibular, temos conteúdos de todas as matérias que caem e somos recordistas em aprovação. Inscreva-se já no nosso cursinho on-line!

Blog Kuadro