Moradias Universitárias

Assim que as inscrições do Sisu são abertas, ficamos com aquela sensação de insegurança por, muita das vezes, termos que mudar de cidade para poder seguir a vida universitária. Além disso, um dos fatores que mais implicam nessa decisão é o do custo de vida.

Muitas universidades oferecem a moradia estudantil para alunos que moram fora da cidade onde vão estudar, ajudando nas despesas e, proporcionando a eles uma maior comodidade fora de casa; outras não oferecem a opção de moradia, mas sim de um auxílio-moradia em dinheiro.

 

USP (Universidade de São Paulo)

A USP oferece moradia dentro da própria Cidade Universitária, no Conjunto Residencial da USP (CRUSP). Ele é formado por sete blocos, com apartamentos de dois ou três quartos, com um banheiro. A cozinha é coletiva a todos os apartamentos do bloco. Dois dos blocos são destinados a alunos da pós graduação e o restante para alunos da graduação. Como o número de vagas nunca atende a demanda, é feita uma seleção dos moradores de acordo com critérios socioeconômicos. O número de vagas depende da quantidade de antigos moradores que deixam o CRUSP, porque se formam ou resolvem morar em outro local.

Mais informações: http://portal.if.usp.br/salunos/pt-br/crusp

 

Universidade de Odontologia da USP (FOB)

Os alunos da FOB podem contar com dois blocos de alojamentos, totalizando o número de 24 quartos que podem abrigar até 72 estudantes. A seleção de candidatos a vagas junto à residência estudantil é feita pela Comissão Administrativa do Conjunto Residencial estudantil (CACRE) do Campus USP de Bauru. Como critério avaliativo, a situação sócio-econômica dos alunos, de modo a favorecer os mais carentes é questionada.

Mais informações: http://www.fob.usp.br/pagina/239

 

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

A UFRJ oferece alojamento para estudantes, situado no campus da Cidade Universitária, com 504 quartos, distribuídos igualmente em dois blocos – feminino e masculino. Com base em levantamento feito nos últimos quatro anos, constatou-se que o número de vagas oferecidas tem sido muito inferior ao número de alunos que solicitam esse benefício. Em função disso, anualmente, a Divisão de Assistência ao Estudante (DAE) organiza um rigoroso processo de seleção dos candidatos às vagas. A concessão inicial do benefício-moradia faz-se mediante avaliação das condições sócioeconômicas e da distância do local de moradia do aluno e de sua família.

Mais informações: http://www.superest.ufrj.br

 

Universidade Federal de Goias (UFG)

Os alunos da Universidade Federal de Goiás podem contar com as chamadas Casas de Estudantes Universitários (CEUS), que oferece um total de 314 vagas, distribuídas em quatro campi. A prioridade é atender aos alunos que estejam cursando a primeira graduação, de baixa renda e que morem no interior ou em outros Estados.

Mais informações: https://www.ufg.br/n/66819-edital-de-inscricao-para-moradia-estudantil

 

Universidade Federal do Ceará (UFC)

O Programa de Residência Universitária da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis assegura moradia a estudantes provenientes de famílias de baixa renda do interior do Ceará e de outros estados, regularmente matriculados em um dos cursos de graduação da UFC e selecionados mediante avaliação socioeconômica. O estudante selecionado passa a morar, até a conclusão do curso, em uma casa mantida pela Universidade.

Cada casa possui regras próprias e tem um diretor, eleito pelos próprios moradores. É dele o dever de fazer cumpri as regras do regimento do Programa, além de servir de interlocutor dos residentes em reuniões mensais com a Pró-Reitoria. Na UFC, as residências universitárias são 14: sendo 09 masculinas, 04 femininas e 1 mista. A capacidade total é de 256 estudantes.

Mais informações: http://www.prae.ufc.br/auxilio-moradia/

 

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

São 632 vagas de moradia estudantil em Belo Horizonte, no principal campi da universidade. Vão desde apartamentos com seis quartos até quitinetes com quatro vagas cada, além de 12 quartos adaptados a pessoas com necessidades especiais. Já no campi de Montes Claros, são 108 vagas. Em alguns casos, os estudantes têm de pagar uma parcela na taxa de condomínio.

Mais informações: http://www.fump.ufmg.br/conteudo.aspx?pagina=4

 

 

Universidade estadual de Londrina (UEL)

Disponibilizando 82 vagas de moradia gratuita para estudantes da graduação de baixa renda e que morem em locais que não tenham acesso a linhas de ônibus da região metropolitana da cidade ou com horários incompatíveis com o do curso, a UEL mantém 21 residências, sendo duas adaptadas para atender estudantes com deficiência física.

Mais informações: http://www.uel.br/portal/frm/frmOpcao.php?opcao=http://www.uel.br/sebec/moradiaestudantil

 

Universidade de Campinas (UniCamp)

O Programa de Moradia Estudantil da Unicamp é constituído por unidades de sala e quarto com quatro vagas e estúdio para famílias, no local conhecido como Moradia da Unicamp. O objetivo é viabilizar a vida acadêmica dos estudantes da Unicamp que encontrem dificuldades financeiras.

Mais informações: http://www.pme.unicamp.br/

 

Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (Unesp)

Com campus espalhados por 22 municípios no Estado de São Paulo, a Unesp disponibiliza 1.240 vagas de moradia estudantil. O principal critério para garantir o benefício é a renda, que não pode ultrapassar um salário mínimo e meio. Mas o candidato ainda tem de passar por uma entrevista com assistente social, que irá avaliar outros aspectos como a distância da residência do aluno.

Mais informações: http://www.bauru.unesp.br/#!/moradia-estudantil/noticias/moradia/

 

 

Universidade Federal do Pará (UFPA)

São apenas 56 vagas de moradia gratuita, sendo que, no campi de Belém, só há alojamentos para mulheres (22 vagas) e nos campi de Castanhal (12 vagas) e de Tucurui (22), há vagas para homens e mulheres. Para adquirir o benefício, o aluno tem de morar fora da cidade onde vai estudar e sua renda per capita não pode ultrapassar o valor de um salário mínimo e meio.

Mais informações: http://proex.ufpa.br/antigo2/index.php/component/content/article/39-geral/64-moradia-estudantil

 

Universidade Federal Fluminense (UFF)

A moradia do campus de Rio das Ostras consegue manter 48 estudantes, sendo oito para os com algum tipo de mobilidade. Já a unidade de Niterói dispõe 314 vagas, sendo 66 com acessibilidade. Para obter o benefício da moradia estudantil na Federal Fluminense, o aluno tem de ser carente e morar a, no mínimo, 32 km de distância da unidade onde estuda. Além da análise do cadastro socioeconômico, a seleção inclui entrevistas, visitas domiciliares e exame médico.

Mais informações: http://www.uff.br/?q=moradia-estudantil-no-grupo-assistencia-estudantil

 

Universidade Federal da Bahia (UFBA)

A Universidade Federal da Bahia tem quatro conjuntos de residências universitárias que acomodam 420 estudantes de baixa renda e que moram em cidades do interior ou de outros Estados. Além da moradia, os beneficiados ainda podem contar refeições gratuitas e fornecimento de água, gás e energia elétrica. Todas as residências ficam em Salvador, nos arredores da universidade.

Mais informações: https://proae.ufba.br/pt-br/servico-residencia

 

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

São 1.805 acomodações e a fila de espera para obter uma vaga é de seis meses. Quanto mais carente e mais distante da unidade escolhida, são cinco campi no Estado, mais chances o aluno têm de ser escolhido. Segundo a universidade, o beneficiado precisa levar colchão, além de roupas de cama e material de higiene.

Mais informações: http://w3.ufsm.br/ceu2/site/

 

Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)

O alojamento possui 64 quartos individuais e fica localizado no Centro de Convergência, campus Morro do Cruzeiro. A seleção é feita por meio de uma avaliação socioeconômica e de uma entrevista com a equipe da Prace. O ingresso acontece a partir da disponibilidade de vagas.

Mais informações: http://www.ufop.br/moradia-estudantil

 

Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

A UFSCar se responsabiliza pelas despesas de serviços básicos (água, gás, luz e IPTU). As moradias são equipadas com um kit: geladeira, fogão, cota de gás, conjunto de registro e mangueira para gás, cama, colchão, conjunto de mesa e cadeiras e filtro de água. Os campi de Araras e Sorocaba não possuem moradias internas e as vagas oferecidas aos alunos são disponibilizadas em imóveis alugados. Em São Carlos há moradias internas e externas.

Mais informações: http://www.proace.ufscar.br/moradia-estudantil

 

Não achou a universidade que você pretende seguir aqui? Calma! São tantas universidades espalhadas pelo brasil que as vezes nós não conseguimos concentrar todas as informações sobre ela em um post só, mas qualquer coisa é só contar pra gente aqui nos comentários que nós vamos tentar te ajudar com isso <3