sombra

Fuvest anuncia mudanças na segunda fase do vestibular da USP

O vestibular da FUVEST mudou! Nesta segunda-feira (21/05), a Fundação Universitária para o Vestibular anunciou mudanças na segunda fase do vestibular da USP em 2019: a etapa passou de três dias de prova para apenas dois.

As alterações foram aprovadas durante uma reunião do Conselho de Graduação (CoG) da USP e as informações foram oficialmente divulgadas pelo Jornal da USP.

Como era o modelo e o que mudou

Tradicionalmente, o vestibular da FUVEST é dividido em duas fases, sendo a primeira em modelo objetivo e a segunda em modelo dissertativo.

A primeira fase contém 90 questões de Conhecimentos Gerais, o que inclui as disciplinas do Ensino Médio (Português, Matemática, História, Geografia, Física, Química e Biologia e Inglês). Cada questão possui apenas uma alternativa correta.

Até o vestibular 2018, a segunda fase da FUVEST acontecia em três dias (de domingo a terça-feira) no início de janeiro. No primeiro dia eram dez (10) questões de Português e uma Redação; no segundo, 16 questões de Conhecimentos Gerais; e, por fim, no terceiro dia, a prova específica continha 12 questões relativas à carreira escolhida. A prova específica poderia conter duas ou três disciplinas.

A partir do processo seletivo de 2019, a 2ª fase terá apenas dois dias de prova.

O primeiro dia permanece igual, com questões de Português e uma Redação, e agora o segundo dia será o de disciplinas específicas da carreira.

Houve também um aumento no número máximo de disciplinas específicas: antes eram de duas a três, agora serão de duas a quatro.

A 1ª fase do vestibular será mantida no modelo tradicional e o valor da inscrição também permanece o mesmo do ano passado, em R$170,00.

Também se mantém a lista de obras literárias para o vestibular. Veja abaixo:

  • Iracema ‐ José de Alencar
  • Memórias póstumas de Brás Cubas ‐ Machado de Assis
  • A relíquia ‐ Eça de Queirós
  • O cortiço ‐ Aluísio Azevedo
  • Vidas secas ‐ Graciliano Ramos
  • Minha vida de menina ‐ Helena Morley
  • Claro enigma ‐ Carlos Drummond de Andrade
  • Sagarana ‐ João Guimarães Rosa
  • Mayombe ‐ Pepetela

 

Objetivo das mudanças na segunda fase do vestibular da USP

O pró-reitor de Graduação da Universidade de São Paulo, Edmundo Chada Baracat, afirma que as mudanças no vestibular da USP foram adotadas para tornar o processo mais leve para o candidato.

Em entrevista ao Jornal da USPBaracat afirma: “O processo seletivo para entrar em uma universidade pública é desgastante. Ao invés dele ficar 72 horas sobre o estresse de provas, agora serão dois dias”.

Mudanças na segunda fase do vestibular da USP. Foto Marcos Santos/USP Imagens
Mudanças na segunda fase do vestibular da USP devem deixar o processo menos desgastante. Foto Marcos Santos/USP Imagens

Ainda de acordo com o pró-reitor, a eliminação de um dia de prova não afetará a qualidade do processo nem mudará seu caráter seletivo. Com a mudança, Bacarat relata que o aluno “ganha mais tempo para estudar e focar melhor seus estudos nas disciplinas exigidas pela carreira”.

Ações Afirmativas na USP

Outra mudança no vestibular 2019 foi o aumento na reserva de vagas para ingresso na USP. A reserva este ano será de 40% das vagas. Os candidatos deverão optar pela modalidade de concorrência no ato da inscrição. Serão três opções:

Ampla Concorrência (AC): para candidatos sem exigência de pré-requisitos;

Ação Afirmativa Escola Pública (EP): para candidatos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, independentemente da renda;

Ação Afirmativa Preto, Pardo e Indígena (PPI): para candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, independentemente da renda.

O total de vagas da USP é de 11.147, número que será preenchido pelo vestibular FUVEST (8.402 vagas) e pelo SiSU (2.745 vagas). Com a medida de Ação Afirmativa, a divisão de vagas da FUVEST será de

  • 6.569 vagas para candidatos da modalidade AC;
  • 1088 vagas para candidatos da modalidade EP;
  • e 745 vagas para candidatos da modalidade PPI.

 

Diversidade na instituição

Aprovada em julho de 2017 pelo Conselho Universitário da instituição, a medida tem o intuito de aumentar a diversidade dentro dos campi da USP.

Em um artigo para o Jornal da USP, o professor livre docente Ricardo Alexino Ferreira, da Escola de Comunicação e Artes da USP, pontua as ações afirmativas como positivas: “ao adotar o sistema de cotas raciais, a USP sinaliza que está, de certa forma e em seu ritmo, em transformação.”

A meta de reserva de vagas é chegar a 50% das vagas na graduação da USP em 2021. A porcentagem de reserva de vagas aumentará gradativamente, sendo de 40% em 2019, 45% em 2020 e 50% em 2021.

Com a medida de Ações Afirmativas, deixa de existir a concessão de bônus na nota de estudantes de escolas públicas. O programa de bonificação da nota foi criado em 2006 para estimular a entrada de alunos da rede pública.

Processo de Reescolha

Em 2019, o vestibular FUVEST também deixará de adotar o Processo de Reescolha. A reescolha era oferecida a candidatos não matriculados e não eliminados até a sexta chamada. A ideia era preencher vagas de outros cursos, caso o candidato tivesse interesse.

Se sobrarem vagas não preenchidas, elas poderão ser ocupadas com processos de transferência interna (para alunos da USP) e externa (alunos de outras universidades).

Fuvest anuncia mudanças na segunda fase do vestibular da USP. Foto Marcos Santos/USP Imagens
Candidata aguarda abertura dos portões da primeira fase no Vestibular 2018. Foto Marcos Santos/USP Imagens

 

Número de chamadas

A quantidade de chamadas de aprovados diminuirá de seis para cinco em 2019. Em contrapartida, mais candidatos serão chamados na segunda fase.

Calendário do Vestibular 2019 da USP

As inscrições para o processo seletivo começarão no dia 13 de agosto de 2018 e se encerrarão no dia 14 de setembro de 2018.

A primeira fase do vestibular acontecerá no dia 25 de novembro de 2018 (domingo).

A segunda fase será nos dias 6 e 7 de janeiro de 2019 (domingo e segunda-feira).

A divulgação dos aprovados na primeira chamada será feita no dia 02 de fevereiro de 2019.

As matrículas, divididas em uma etapa online e outra presencial, serão nos dias 05 e 06 de fevereiro de 2019 (online, no site da Fuvest) e 15 e 16 de fevereiro de 2019 (presencial, no Serviço de Graduação da Unidade de Ensino e Pesquisa do curso escolhido).

Para as chamadas seguintes, haverá apenas a matrícula presencial.

O que achou das mudanças na segunda fase do vestibular da USP? Deixe seu comentário e continue acompanhando o Blog do Kuadro para ficar por dentro de tudo sobre vestibular!

O que você achou?