Chat with us, powered by LiveChat

Mudanças no vestibular 2019 da Unicamp

A Comissão Permanente para os Vestibulares da Unicamp (COMVEST) anunciou mudanças no vestibular 2019 da Unicamp e em outras formas de entrada na universidade! 

Segundo a Comissão, o objetivo das novas “portas de entrada” é aumentar a representatividade dentro da Unicamp.

Quais as mudanças no vestibular 2019 da Unicamp?

Entre as medidas adotadas a partir do processo seletivo de 2019 estão:

1. Adesão ao ENEM

A partir do vestibular 2019, a Unicamp destinará 20% do total de vagas ao ingresso pelo ENEM. A divisão das vagas é:

  • 10% para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas;
  • 5% para estudantes que sejam autodeclarados pretos ou pardos;
  • 5% para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas e sejam autodeclarados pretos, pardos ou indígenas.

A seleção via Enem estará definida por meio de um edital específico.

2. Adoção do sistema de cotas étnico-raciais

Esse sistema reserva 25% das vagas disponíveis no processo para candidatos autodeclarados pretos e pardos. Serão:

  • 10% das vagas via ENEM;
  • 15% das vagas via vestibular da Unicamp.

A reserva de vagas vai contemplar todos os cursos de graduação em todos os turnos.

3. Criação do Vestibular Indígena

O vestibular separado para a população indígena terá provas e datas específicas, que serão divulgadas em um edital exclusivo.  Serão duas vagas extras ou regulares nos cursos que aderirem ao Vestibular Indígena 2019.

As vagas serão adicionais na 1ª chamada do Vestibular Unicamp, então o número de vagas para as próximas chamadas será mantido.

4. Aprimoramento do Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS)

A ação ajuda estudantes de escolas públicas e dará 20, 40, ou 60 pontos a mais na nota de quem estudou na rede pública no ensino fundamental e/ou médio. A divisão dos pontos é feita da seguinte forma:

  • 20 pontos para quem cursou integralmente o ensino fundamental II em escolas públicas;
  • 40 pontos para quem cursou integralmente o ensino médio em escolas públicas;
  • e, consequentemente, 60 pontos para quem cursou ambas as etapas na rede pública.

5. Vagas para os melhores colocados em Olimpíadas Científicas e outras competições de conhecimento

Nos cursos em que houver disponibilidade, 10% das vagas serão destinadas a medalhistas em olimpíadas científicas. O ingresso é pelo vestibular tradicional.

6. Estudo para ampliar o Programa de Formação Interdisciplinar Superior (ProFis)

O ProFis é um sistema implementado em escolas públicas. Ele destina vagas para os alunos da escola com melhores notas no ENEM.

A partir do vestibular 2019, a COMVEST vai estudar a viabilidade para ampliar o ProFis em escolas de Campinas.

 

Gostou de saber as informações sobre o que mudou no processo seletivo da Unicamp?

Para mais informações sobre o vestibular da Unicamp e de outras universidades, fique de olho no Blog do Kuadro!

Jornalista formada pela UNESP e analista de mídias sociais do Kuadro. É responsável por administrar as postagens do Blog, do Facebook, do Instagram e do Twitter. Se tiver sugestões de conteúdo deixe nos comentários!

Blog Kuadro