sombra

Redação do ITA: como é e qual sua importância para a aprovação

Quando o assunto é o vestibular do ITA, logo se pensa em exatas: Física, Química, Matemática… É comum que as linguagens, como Português, Inglês e Redação, não sejam abordadas com tanta relevância. Mas essa pode não ser uma boa estratégia! Neste texto vamos te contar como é a redação do ITA e por que ela pode ser crucial para a sua aprovação!

Como é a redação do ITA?

Modelo

Assim como a maioria dos vestibulares, a redação do ITA segue o modelo dissertativo-argumentativo.

Neste modelo, o vestibular sugere um tema sobre o qual o aluno deve discorrer e argumentar. Na prova do ITA, os temas cobrados costumam exigir do vestibulando reflexões mais aprofundadas com argumentos que comprovem a tese do candidato.

A professora de redação e orientadora da turma ITA-IME do Kuadro, Érica Heredia, explica que o argumento “cru” não basta. “Os eixos temáticos são de natureza discursiva, porém exigem uma bagagem cultural e humanística maior, por tratarem-se de temas reflexivos”, afirma.

Modelo de Redação do ITA 2018
Modelo de Redação do ITA 2018

Na prática, para a redação é importante que o aluno saiba interpretar o assunto e se posicionar, embasando sua tese com argumentos e ideias bastante consistentes.

Em comparação às redações de outros vestibulares, Érica afirma: “A redação do ITA se aproxima [do modelo] da Fuvest, pois cobra temas mais complexos, reflexivos e filosóficos. Precisam de posicionamento, defesa de opinião e raciocínio completo ratificado na conclusão”.

>> Procurando um curso preparatório para o ITA próximo de você? Conheça o Curso ITA-IME do Kuadro! <<

Pontuação e critérios

A redação do ITA recebe a pontuação de 0 a 10 e obedece a quatro critérios. São eles: tema (0 a 3 pontos); tipo de texto (0 a 3 pontos); coesão e coerência (0 a 2 pontos); e modalidade/conformidade com a norma padrão da Língua Portuguesa (0 a 2 pontos).

A avaliação do candidato leva em conta as capacidades do candidato quanto a cada critério.

Para o primeiro critério (tema), o aluno deve ter a capacidade de “ler textos verbais e não verbais da prova e de relacionar os textos, cujos temas são comuns a outros textos do repertório próprio de leitura”.

Para o segundo critério (tipo de texto), é exigido que o candidato consiga “escolher e relacionar as informações sobre o tema, articulando-as em um texto dissertativo (ou argumentativo) que apresente um ponto de vista crítico, baseado em argumentos consistentes”.

Em relação ao terceiro critério (coesão e coerência), é necessário que o candidato saiba “articular argumentos, construir um texto coerente e informativo, organizado em frases e parágrafos articulados entre si, e de usar com propriedade os mecanismos de coesão textual (conjunções, pronomes, tempos verbais, etc.)”.

Por fim, para o último critério, o aluno deve ter a capacidade de “expor com clareza e precisão as ideias e de escrever segundo a norma padrão da Língua Portuguesa referente à ortografia, morfologia, sintaxe e pontuação”.

Por que você deveria dar atenção à redação do ITA

Embora a maioria das disciplinas cobradas seja de exatas, a redação é importante para o resultado do vestibulando. A gente te conta algumas das razões:

1. Peso na nota

Em 2019, a prova do ITA terá um formato diferente em relação às edições anteriores, passando de uma para duas fases (mais a inspeção de saúde).

O peso das fases é dividido da seguinte forma: a 1ª fase equivale a 20% do total da nota. Os outros 80% são divididos entre as quatro frentes da 2ª fase (Física, Química, Matemática e Redação), sendo 20% para cada frente.

Isso significa que a redação, sozinha, tem o mesmo peso que toda a 1ª fase e que qualquer disciplina da segunda fase! Já é motivo suficiente para não deixá-la de lado, né?

2 . Exigência de nota mínima

Além disso, para ser aprovado, é necessário que a nota na redação do ITA seja de no mínimo 4,0 (quatro). Isto significa que um candidato que zerar a redação está fora do processo seletivo.

3. Diferencial

Em relação à importância da redação do ITA, Érica afirma: “Ela é o diferencial. Neste ano, com a redação na 2ª fase, junto com a prova de Física, vai exigir preparo e dedicação maiores para que a nota seja de fato o maior diferencial.”

Ter um bom desempenho na redação do ITA é importante também por conta do perfil do vestibulando “comum”. É esperado que o aluno que presta Engenharia tenha excelentes resultados nas disciplinas de Exatas, mas não necessariamente em Linguagens. Ao ir bem na redação, o vestibulando se destaca dos que só têm bons resultados em Exatas.

Como mandar bem

Para ter um bom desempenho na redação do ITA é importante seguir algumas boas práticas.

O primeiro ponto destacado pela professora Érica é a frequência com que o aluno treina a redação. Segundo ela, “a prática recorrente, sistemática e observadora de muitos temas de redação faz com que o aluno se sinta mais confiante e equilibrado emocionalmente na hora da prova”.

Fotografia de caderno com caneta ao lado
Praticar é essencial para um bom desempenho na redação do vestibular.

Além disso, é importante que o candidato divida sua preparação entre teoria e prática. Ele deve estudar o modelo da redação e exercitá-lo. A professora Érica conta um pouco sobre o que fazer em cada fase da preparação:

Na teoria:

Em relação à parte teórica da preparação, as sugestões são:

  • Ter internalizado o modelo dissertativo-argumentativo e as características principais de cada parte (introdução, desenvolvimento e conclusão);
  • Ter bom uso de conectores e conhecimentos sólidos de ortografia, acentuação e pontuação;
  • Possuir bagagem cultural diversificada e conhecimento amplo de outras áreas do conhecimento (Arte, Literatura, Filosofia, História, Sociologia e até Cinema). Isso garante autoria e confere originalidade aos argumentos.

Na prática:

Já para a parte prática, a professora sugere as seguintes ações:

  • Criar o hábito de planejar o texto. Indicar tese, modelos de introdução, métodos de raciocínio e ratificação da tese, antes de rascunhar;
  • Manter o tempo limite de 1h ou 1h30 no máximo para todo o processo da redação (leitura da coletânea de texto, planejamento, rascunho e transcrição para a folha definitiva).

 

Esses passos garantem mais tempo hábil para a execução da prova de Física, aplicada no mesmo dia da redação (segundo dia da 2ª fase).

Preparatório para o ITA é no Kuadro!

Quer estudar para o ITA com qualidade?

Prepare-se com o Kuadro! Conheça nossos cursos:

Revisão ITA-IME do Kuadro

Curso Completo ITA-IME (matrículas em outubro)

O que você achou?