Chat with us, powered by LiveChat
Ligações Químicas

Ligações Químicas

Chamamos de ligação química o modo pelo qual os átomos se unem. É importante conhecermos os tipos de ligações químicas pois assim conseguimos prever algumas propriedades dos compostos.

Ligação Iônica

Ligação química entre um metal e um ametal.  Os metais tendem a perder elétrons e formar os cátions. Os ametais tender a receber elétrons e a formar os ânions.

A ligação iônica mantém os átomos unidos através da doação de um elétron do metal para o ametal. Esses compostos tendem a seguir a regra do octeto, que diz que um átomo ficará estável quando sua camada de valência possuir 8 elétrons (ou apenas 2 elétrons, como para hidrogênio e hélio).

Os ânions formadores da ligação iônica se agrupam no que chamamos de retículo cristalino.

A maioria desses compostos possui elevados pontos de fusão e ebulição e, portanto, são sólidos à temperatura ambiente. Eles conduzem corrente elétrica se estiverem no estado líquido ou dissolvidos em água, mas não conduzem se estiverem no estado sólido.

O cloreto de sódio (NaCl) é um exemplo de composto que possui ligação iônica.

Ligação Covalente

Ligação que ocorre entre ametais, semimetais e o hidrogênio.

Como entre esses elementos nenhum terá a tendência de doar elétrons, a ligação química se dará através do compartilhamento de elétrons entre os átomos.

Em certas moléculas pode ocorrer de apenas um átomo entrar com os dois elétrons para o compartilhamento e o outro átomo não entrar com nenhum. Nesse caso, chamamos de ligação covalente coordenada ou dativa.

Os compostos com ligações covalentes também são chamados de moléculas e muitas delas seguem a regra do octeto. Mas existem exceções, como algumas moléculas contendo berílio (Be), boro (B), fósforo (P), enxofre (S), NO, NO2 , ClO2 entre outras.

Compostos covalentes geralmente apresentam baixos pontos de fusão e de ebulição e não conduzem corrente elétrica nos estados líquido ou sólido. Temos como exemplo a água (H2O) e gás carbônico (CO2).

Ligação Metálica

Ligação química que ocorre entre metais.

Os metais têm como principal característica a possibilidade de conduzirem corrente elétrica, que como sabemos, necessita de fluxo de cargas para ocorrer. Com base nessa propriedade, os cientistas formularam a teoria da nuvem eletrônica.

Os metais tendem a perder elétrons e formar cátions. Na ligação metálica, após os cátions serem formados, os elétrons transitam livremente entre os átomos, formando o que chamamos de mar de elétrons (que ficam livres para conduzir corrente elétrica).

Os átomos de metal se agrupam no que chamamos de retículo cristalino. A maioria dos metais possui alto pontos de fusão e de ebulição, brilho metálico, alta densidade, resistência à tração, maleabilidade (facilidade em formar lâmina), ductilidade (facilidade em formar fios) e condutividade térmica e elétrica elevadas.

Exercício de Aplicação de Ligações Químicas:

(Vunesp) Três substâncias puras, X, Y e Z, tiveram suas condutividades elétricas testadas, tanto no estado sólido como no estado líquido, e os dados obtidos encontram–se resumidos na tabela.

Com base nessas informações, é correto classificar como substância(s) iônica(s)

a) Y e Z apenas.

b) X, Y e Z.

c) X e Y, apenas.

d) Y, apenas.

e) X, apenas.

 

O que achou do Resumo Teórico – Ligações Químicas?

Para mais resumos e conteúdos de vestibular, continue acompanhando o Blog do Kuadro e assista nossas Aulas Ao Vivo!

Blog Kuadro