Povoamento das Américas

Povoamento das Américas

Como mencionado no resumo anterior, os colonizadores europeus chegaram à América no início da Idade Moderna, e por muito tempo, o período anterior à chegada deles ficou conhecido como Pré-História da América (os problemas dessa nomeação também já foram colocados anteriormente). O continente, até então desconhecido, foi batizado de “Novo Mundo” embora já fosse habitado por diferentes povos indígenas.

Esses habitantes não eram originários do próprio continente. Segundo uma série de pesquisas, existem algumas hipóteses de como se originou o homem americano. Sobre o povoamento do continente americano temos três teorias principais.

Estreito de Bering

As glaciações de 20, 50 e 100 mil anos formaram um estreito entre Sibéria e o Alasca por onde grupos asiáticos teriam passado para chegar à América. O povoamento, segundo essa teoria teria se dado do norte em direção ao sul do continente.

Ela é também chamada de teoria de Clóvis (1930), isso porque foram encontradas lanças não naturais na região do Novo México há 11.200 anos. Por muito tempo esses vestígios foram considerados os mais antigos da América. A existência dessas lanchas comprovaria essa ideia, que seria a única responsável pelo povoamento do continente.

Pacífico

Também conhecida como teoria de Paul Rivet, foi levantada na década de 19.  A Teoria de Paul Rivet não negava a teoria de Bering, apenas defendia que poderia haver mais de uma rota de povoamento.

Nela, os homens teriam atravessado o oceano pacífico em canoas primitivas vindos da Austrália e Ilhas Polinésias e depois se espalhado pelo resto do continente.

Essa teoria poderia ser comprovada por achados arqueológicos encontrados em sítios na região de Monte Verde, no Chile, e de Pedra Furada, no Brasil. Os fósseis encontrados nesses lugares seriam mais antigos do que os achados na América do Norte.

Ondas migratórias

Nessa teoria, proposta pelo arqueólogo brasileiro Walter Neves, a migração para o continente americano teria se dado em várias ondas migratórias.

As duas principais seriam: uma ocorrida há 14 mil anos, onde a morfologia dos fósseis era africana; e outra, há 12 mil anos com fosseis de morfologia asiática (de onde descenderiam nossos indígenas).

Ocupação do território brasileiro

A ocupação do território brasileiro, por sua vez, teria se dado por três principais rotas migratórias. Elas seriam comprovadas pelos inúmeros sítios arqueológicos que atestam a antiguidade do povoamento em nosso território.

A primeira rota foi do litoral da Colômbia e Venezuela em direção à Amazônia; a segunda pelos Andes; e a terceira pelo litoral, vindos do Caribe em direção ao nordeste brasileiro.

Por fim, cabe uma pergunta: o que temos para pesquisar sobre os primeiros tempos da humanidade?

Arqueólogos, paleontólogos e historiadores trabalham com fósseis encontrados em escavações arqueológicas, com qualquer tipo de vestígios deixados pelo homem. Vestígios que, por sua vez, originam teorias e análises sobre organizações sociais, interferências humanas no meio ambiente e concepções sociais das primeiras sociedades.

No entanto, é preciso levar em conta que, como todo conhecimento científico, o que sabemos só é válido enquanto não for refutado por novos estudos, descobertas e teorias. Isso é ainda mais importante quando tratamos do estudo dos primeiros humanos.

O que achou do Resumo Teórico – Povoamento das Américas? Deixe seu comentário!

Para mais resumos e conteúdos sobre vestibular, continue acompanhando o Blog do Kuadro e assista às nossas Aulas Ao Vivo Gratuitas!

Blog Kuadro