Resumo Teórico - Propriedades Periódicas dos Elementos

Propriedades Periódicas dos Elementos

Todos os elementos químicos que conhecemos estão dispostos na tabela periódica conforme seus números atômicos, conforme podemos conferir no resumo sobre Classificação Periódica dos Elementos.

Certas propriedades variam periodicamente, ou seja, existe uma tendência ao longo da tabela periódica.

Se conhecermos essas tendências, fica fácil prever, mesmo que de maneira qualitativa e relativa, as propriedades de um elemento de posição conhecida.

Raio Atômico

Na prática, o raio atômico significa a distância entre o núcleo do átomo e o elétron de maior energia, ou seja, aquele que se encontra na camada de valência.

Como não é possível determinar a posição do elétron, essa medida é determinada indiretamente através da distância entre os núcleos de dois átomos desse elemento (contanto que não estejam ligados quimicamente).

Em uma família o raio atômico aumenta de cima para baixo, e em um período aumenta da direita para esquerda.

raio atômico

Potencial de ionização

Potencial de ionização ou energia de ionização é a energia necessária para “arrancar” um elétron de um átomo (no estado gasoso e fundamental) e transformá-lo em um cátion.

Note que os elementos com maior probabilidade de terem os elétrons arrancados são os que possuem o menor potencial de ionização (necessitam de menos energia).

Em uma família essa propriedade aumenta de baixo para cima e em um período da esquerda para a direita.

Potencial de ionização

Eletroafinidade

Podemos considerar que a eletroafinidade ou afinidade eletrônica é o fenômeno inverso descrito pelo potencial de ionização. A eletroafinidade é a energia liberada quando um átomo neutro, no estado gasoso e fundamental recebe um elétron.

A eletroafinidade aumenta de baixo para cima e da esquerda para a direita. Essa propriedade é muito importante para os não metais.

Eletroafinidade

Densidade

A densidade (d) de um corpo é a razão entre a massa (m) e o volume (V) ocupado.

d=m/v

Esquematicamente, em uma família, a densidade aumenta de cima para baixo e em um período aumenta da extremidade para o centro da tabela periódica.

Densidade

Ponto de fusão e de ebulição

Ponto de fusão é a temperatura na qual o elemento passa do estado sólido para o estado líquido. Já o ponto de ebulição é a temperatura onde ocorre a mudança do estado líquido para o gasoso.

Para os alcalinos e alcalino terrosos (famílias 1 e 2) os pontos de fusão e ebulição aumentam de baixo para cima.

Para o restante dos elementos, os pontos de fusão e ebulição aumentam de cima para baixo e das extremidades para o centro.

O tungstênio (W) é o metal com maior ponto de fusão (3422 oC).

Nesse esquema, há a exceção do carbono que possui ponto de fusão de 3800 oC.

ponto de fusão e ebulição

Volume atômico

Volume atômico de um elemento é o volume ocupado por 6,02 x 1023 átomos desse elemento no estado sólido.

Em uma família ocorre o aumento do volume atômico de cima para baixo. Para o período o volume aumenta do centro para as extremidades.

volume atômico

Agora fica claro que essas propriedades apresentadas possuem períodos de repetições onde há um aumento e depois um decréscimo seguidamente (ou inverso).

No entanto, existem propriedades que seus valores apenas aumentam ou diminuem com o aumento do número atômico. Por isso, são chamadas aperiódicas. É o caso do número de massa que somente aumenta à medida que se aumenta o numero atômico.

 

O que achou do Resumo Teórico sobre Propriedades Periódicas dos Elementos?

Continue acompanhando o Blog do Kuadro para mais conteúdos e participe da Semana ENEM Kuadro!

Blog Kuadro