Segunda fase da Fuvest: como se preparar?

Falta menos de um mês para a segunda fase da Fuvest, o vestibular da USP (Universidade de São Paulo) e um dos mais concorridos do Brasil.

Este ano, o processo seletivo bateu um número histórico: segundo dados divulgados pelo próprio Jornal da USP em seu portal on-line, a Fuvest (Fundação Vestibular) convocou mais de 35 mil candidatos para a segunda fase, 62,3% mais alunos do que no ano anterior.

Essa etapa é crucial para o estudante que sonha em ser aprovado na prova da USP. Diferente da primeira fase, que tem 90 questões objetivas de todas as disciplinas, a segunda fase é toda dissertativa e tem perguntas específicas, que variam de acordo com o curso escolhido pelo candidato.

Esses 28 dias que separam o resultado da lista de convocados e a segunda fase do vestibular são decisivos. Entre eles há o Natal, Ano Novo, férias… E tudo isso pode ser uma tremenda distração. Por isso, é importante que o estudante mantenha o foco naquilo que é seu objetivo maior, que é passar na prova da Fuvest.

Fique atento: algumas coisas mudaram! 

Como já explicamos neste post, algumas coisas mudaram na segunda fase da Fuvest a partir deste ano – mudanças que passam a valer a partir do vestibular de 2019.

Mais especificamente, é importante você se atentar a alguns pontos: a segunda fase deixa de acontecer em três dias e passa a ocorrer somente em dois. No primeiro dia, a lógica continua a mesma dos anos anteriores, com 10 questões de Língua Portuguesa valendo cinco pontos cada e uma redação, que pode valer até 50 pontos.

No segundo dia que as coisas ficaram um pouco diferentes. Agora, a prova deve conter 12 questões com conteúdos relacionados com a graduação escolhida pelo estudante. Essas podem variar entre duas, três ou quatro disciplinas.   

Isso é importante para que o candidato se prepare para estudar para a segunda fase da Fuvest aquelas que serão as matérias mais particulares do seu curso, e que irão garantir seu ingresso na USP. Por isso, atente-se às específicas!

Treine as questões dissertativas da segunda fase da Fuvest e arrase na prova!

Treine as dissertativas

Como já explicamos, a segunda fase da Fuvest é inteira com questões dissertativas. Isso significa que você deve treinar uma escrita eloquente e que garanta a compreensão por parte do avaliador que vai corrigir sua prova – isso nas questões das Ciências Humanas.

Já nas Exatas, é importante dedicar-se a uma resolução completa, que consiga transmitir seu raciocínio lógico.

A redação é um ponto à parte. Fazendo um levantamento desde 2013, os temas sugeridos pela Fuvest foram: análise de uma publicidade fazendo relação com o consumismo (2013); população idosa (2014); camarotização da sociedade brasileira (2015); utopia (2016); conceito de menoridade (2017); devem existir limites para a arte? (2018).

Os temas, tão diferentes entre si, são ao mesmo tempo muito pertinentes e atuais. Isso prova que o aluno que deseja entrar na USP deve, acima de tudo, estar bem informado sobre o que acontece de mais relevante nos dias atuais – não só no Brasil, mas no mundo.

O modelo é dissertativo-argumentativo, mas o que conta muito na hora da redação da Fuvest é o repertório do aluno. Expor seus conhecimentos e mostrar que eles extravasam do campo escolhido pelo candidato na hora de fazer sua inscrição é um diferencial importante. Então, treine bastante sua redação para garantir um bom desempenho na hora da prova.

Distribua seus estudos

Não adianta tentar correr atrás do que não revisou o ano todo e estudar 12 horas por dia durante o período que separa a primeira da segunda fase da Fuvest. A constância nos estudos é o mais importante e determinante para um bom resultado.

Tente se manter relaxado e bem descansado. A fase do final de ano pode ser tumultuada, então faça escolhas conscientes e mantenha o foco na prova que acontece nos dias 6 e 7 de janeiro de 2019.

A USP aconselha que os candidatos atentem-se ao local de prova da Fuvest. O mais desejado é que visitem o mesmo um dia antes do vestibular, para checar como é o local e garantir que não haja atrasos no dia.

Fique calmo e tenha confiança! E se quiser mais dicas sobre a segunda fase da Fuvest, continue acompanhando o blog do Kuadro.

O que você achou?