Tudo Sobre o SiSU 2019 | Kuadro

Tudo Sobre o SiSU 2019 | Kuadro

As inscrições para o SiSu 2019 começam na semana que vem, e é importante que os estudantes estejam preparados. Geralmente, quem presta pela primeira vez costuma ter dúvidas sobre como esse sistema funciona.

Prestou o ENEM em 2018 e sabe que precisa participar do SiSU, mas não conhece o funcionamento do sistema? Sem crise! O Kuadro te explica!

O que é o SiSU?

Criado em 2009, o Sistema Único de Seleção (SiSU) é o sistema informatizado do MEC (Ministério da Educação) que gerencia as vagas ofertadas pelas instituições participantes aos alunos que fizeram o ENEM no ano anterior.

Atualmente, esse sistema é um dos grandes responsáveis pela democratização do ensino superior. Por meio dele, é possível concorrer às vagas de instituições públicas de todo o país.

Quem pode participar?

Qualquer pessoa que tenha feito o ENEM no ano anterior pode concorrer às vagas no SiSU, mesmo que esteja matriculada em alguma instituição de ensino superior. Caso a instituição seja pública, o candidato deverá abrir mão da vaga que já ocupa. Uma pessoa não pode ocupar duas vagas em instituições públicas simultaneamente.

Caso a instituição seja pública, o candidato deverá abrir mão da vaga que já ocupa. Uma única pessoa não pode ocupar duas vagas em instituições públicas simultaneamente.

A inscrição no SiSU não exige taxas nem documentos. Para efetuar o cadastro é necessário somente ter em mãos o número de inscrição e senha no ENEM do ano anterior.
No entanto, é importante ter os documentos de identificação pessoal para efetuar a matrícula, em caso de seleção para uma das vagas nas universidades escolhidas.

Os participantes do ENEM podem participar das duas edições seguintes do SiSU. Portanto, se você prestou o ENEM 2018, você participará do SiSU 2019 e do SiSU 2019.2 (no meio do ano de 2019).

Funcionamento básico

O SiSU funciona da mesma forma que o Programa Universidade para Todos (ProUni), e sua dinâmica é por turnos. Durante o dia, a seleção e a modificação de cursos ficam abertas para que o candidato faça escolhas. Em parte da madrugada (23h:59min às 01h:59 min) o sistema permanece fechado para edições. Nesse período o sistema gera o ranking.

No dia seguinte, o sistema é reaberto para os estudantes verificarem sua classificação no curso ou universidade escolhido. Caso deseje, o aluno pode alterar o curso e a universidade dentro do período estipulado pelo programa.

Vale notar que não há uma nota de corte do SiSu previamente estabelecida. Isso vai depender da pontuação dos demais concorrentes. Se o estudante verificar que perdeu posição no ranking do curso que deseja, ele pode mudar a opção dele até o último dia.

Escolha dos cursos

O SiSU 2019 possui uma etapa de inscrição, na qual o candidato deve escolher uma ou duas opções de cursos e universidade entre as ofertadas. A escolha dos cursos deve ser feita em ordem de preferência. É também durante a inscrição que o candidato seleciona se vai concorrer às vagas pela ampla concorrência ou pelas vagas reservadas (Lei de Cotas).

Enquanto o período de inscrições estiver aberto é permitida a alteração de cursos. Quando fechadas as inscrições serão considerados os últimos cursos e universidades selecionados.

Graus de pesquisa

As vagas são filtradas por curso, instituição e localização. Cada candidato pode definir duas vagas (1ª e 2ª opção) entre as ofertadas para participar do Sistema de Seleção Unificada.

No portal, os filtros permitidos são: estado (unidades federativas – UF), turnos (matutino, vespertino, noturno e integral) e grau (área básica de ingresso, bacharelado, licenciatura e tecnológico).

A escolha do grau é o que define a titulação do curso escolhido. Isso diz respeito à duração do curso, à formação, ao tipo de diploma e, possivelmente, à atuação no mercado de trabalho.Essas são as opções de graus que os estudantes podem escolher:

  • Área Básica de Ingresso (ABI): Quem optar pelos cursos em ABI no SiSU cumpre um ciclo básico de disciplinas nos primeiros períodos da faculdade, mas a habilitação é escolhida depois;.
  • Bacharelado: A escolha pelo Bacharelado oferece um curso superior mais geral, que oferece ao estudante o conhecimento para atuar no mercado de trabalho;
  • Licenciatura: Os cursos de Licenciatura oferecem as competências necessárias para a atuação na área de educação logo após a formação, como professor,.
  • Tecnólogo: Por fim, os cursos Tecnólogos permitem uma formação especializada em áreas tecnológicas e/ou científicas. Geralmente têm duração mais curta e possibilitam a atuação em áreas caracterizadas por eixos tecnológicos.

SiSU e ProUni

O candidato inscrito no Sisu pode inscrever-se também no Prouni, desde que atenda a todos os critérios para participar do programa. No primeiro semestre de 2019, Sisu e Prouni adotam o Enem de 2018 como critério para seleção dos candidatos.

Se o candidato for selecionado nos dois programas deverá optar somente por um. É vedado ao estudante utilizar uma bolsa do programa e estar, simultaneamente, matriculado em instituição de educação superior pública gratuita.

O bolsista do Prouni também pode se inscrever no Sisu, caso tenha feito o ENEM 2018. Porém, se for selecionado pelo Sisu, deverá optar novamente por uma das vagas.

Notas do ENEM

O SiSU aplica a chamada correção da Teoria da Resposta ao Item, ou TRI, que é o modelo usado para o cálculo da nota do ENEM.
De acordo com a teoria, as notas são calculadas da seguinte forma: a pontuação de cada questão é definida a partir do seu nível de dificuldade. Com base nisso, as questões mais fáceis tem uma pontuação menor em relação às medianas e difíceis.

Isso faz com que a pontuação final não seja proporcional ao número de acertos, mas sim variando de acordo com o nível de dificuldade das questões acertadas.
Você pode ler mais sobre a Correção TRI neste texto.

Nota de corte do SISU

Dentro do período estipulado, o Sistema de Seleção Unificada atualiza diariamente a nota corte de cada curso de cada faculdade que está dentro do seu programa.

A alteração das notas de corte é feita automaticamente, levando em consideração o número de vagas disponíveis e o número de candidatos concorrendo a cada vaga.

Preenchimento de vagas

Depois de encerradas as inscrições, o sistema seleciona automaticamente os candidatos mais bem classificados em cada curso, de acordo com as notas no ENEM. Lembrando que podem haver ponderações como pesos atribuídos às notas, ou bônus, dependendo da instituição à qual se está concorrendo.

As vagas são preenchidas por candidatos classificados dentro do número ofertado pelo SiSU em cada um dos cursos. Caso a nota desse candidato possibilite a classificação nas duas opções selecionadas previamente, ele será classificado exclusivamente em sua primeira opção. Portanto é preciso ficar atento na hora de escolher os cursos em que se quer concorrer.

Selecionado na 1ª opção

Caso o aluno atinja a pontuação necessária para se matricular no curso marcado como primeira opção em sua inscrição no SiSU, essa é a única oportunidade de efetuar a matrícula. Mesmo que a data seja perdida ou o aluno não deseje se matricular no curso, não poderá concorrer à vaga de 2ª Opção, nem em lista de espera.

Selecionado na 2ª opção

Atingindo a pontuação apenas para ser classificado na sua segunda opção, o aluno poderá manifestar interesse em participar da lista de espera no curso escolhido como primeira opção. Essa opção independe da ocupação da vaga conquistada ou não.

Portanto, mesmo que o aluno se matricule no curso de segunda opção, se for chamado pela lista de espera da sua primeira opção, ele/a poderá ocupar essa vaga. Vale lembrar: isso implica automaticamente desistir da vaga colocada em 2ª opção.

Chamadas e matrículas

A chamada para matrícula acontece apenas uma vez. Os candidatos selecionados terão um prazo para efetuar a matrícula e ocupar sua vaga.

As informações sobre chamadas e matrículas podem ser encontradas no site do SiSU ou da instituição para a qual o candidato foi selecionado.

Lista de espera

Depois de ter preenchido todas as vagas pela chamada regular do processo seletivo, o SiSU disponibiliza às instituições uma lista de espera que é utilizada para preenchimento das vagas não ocupadas.

Para participar da lista de espera, os candidatos devem acessar a sua página do SiSU e manifestar o interesse. E podem participar todos os alunos não selecionados em nenhuma de suas opções e aqueles que foram selecionados na sua segunda opção, tendo ou não se matriculado.

Cronograma do SiSU 2019.1

As inscrições para o SiSU 2019.1 ficarão abertas entre os dias 22 e 25 de janeiro, pelo site sisu.mec.gov.br. O sistema continuará divulgando apenas uma chamada regular, que será no dia 28 de janeiro.

Os selecionados na chamada regular do SiSU 2019.1 deverão efetuar matrícula nas instituições de ensino superior públicas entre os dias 30 de janeiro e 4 de fevereiro. Por isso, fique atento ao cronograma do SiSu 2019 para não perder a sua oportunidade!

Inscrições: 22 a 25 de janeiro
Resultado: 28 de janeiro
Matrículas: 30 de janeiro a 4 de fevereiro
Lista de espera: 28 de janeiro a 4 de fevereiro
Convocação: 07 de fevereiro

Nós do Kuadro desejamos que você tenha um bom desempenho no SiSu 2019. Ficou com dúvidas? Veja só o vídeo que preparamos:

Blog Kuadro