Chat with us, powered by LiveChat
Tudo sobre o vestibular: conheça os termos importantes

Tudo sobre o vestibular: conheça os termos importantes

Se você deseja entrar na universidade neste ou nos próximos anos, é importante que conheça alguns termos específicos. Não, não estamos falando dos conteúdos que caem no processo seletivo. Você deve entender tudo sobre o vestibular e a rotina universitária, como a diferença entre bacharelado e licenciatura.

À primeira vista, esses conceitos parecem complicados, mas não são. Para quem está nesta fase de provas, vale a pena se dedicar um pouquinho para conhecer mais a fundo os vestibulares. Pensando nessa questão, preparamos uma espécie de glossário com tudo o que você precisa saber. Veja só!

Bacharelado

O bacharelado é o tipo de curso universitário mais comum no país. Ele tem duração de quatro a seis anos e prepara o estudante, especialmente, para o mercado de trabalho.

Esse tipo de graduação é ofertada em instituições públicas e privadas. Pode-se citar, como exemplos de bacharelado, os seguintes cursos: Administração, Direito, Medicina, Veterinária, Publicidade, Odontologia e Ciências Contábeis.

Quem se forma em um curso de bacharelado é chamado de bacharel. Geralmente, ele já pode atuar na área, porém, algumas carreiras possuem exigências específicas. Quem deseja ser advogado, por exemplo, precisa prestar o exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), pois apenas bacharel não pode entrar nas causas.

Candidato/vaga

Na hora de prestar um vestibular, é normal os estudantes se depararem com a expressão candidato/vaga e um valor ao lado. Na prática, o termo significa uma proporção que relaciona o número total de concorrentes ao de vagas disponíveis.

Se uma universidade disponibiliza 100 vagas e 2000 pessoas fazem a prova, então, a relação candidato/vaga é 20. Cada vaga é disputada por 20 estudantes. Para consultar esse índice, você deve ir ao site da universidade que deseja cursar.

Para se ter uma ideia, o curso mais concorrido na Fuvest é o de Medicina, com relação candidato/vaga de 115,2. Já entre as opções menos desejadas estão Química no campus de Ribeirão Preto, com 3,18, e Engenharia de Biossistemas em Pirassununga, com 2,83.

Enem

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é mais do que uma avaliação da aprendizagem brasileira. Ele também serve como uma forma de ingressos em diversas instituições estaduais, federais e privadas do país.

Por meio da nota do Enem, o estudante pode se cadastrar no SiSu (Sistema Unificado) e concorrer às vagas em universidades públicas. Caso ele tenha estudado em escola pública ou em particular com bolsa integral, existe a possibilidade de prestar o ProUni (Programa Universidade para Todos).

Diferentemente do SiSu, o ProUni oferta vagas em instituições privadas. Nos dois casos, o candidato utiliza a pontuação do Enem para participar de um processo seletivo. Algumas vezes, dependendo da universidade, além do Enem, é necessário ainda fazer alguma etapa do vestibular.

Fies

Se o estudante não conseguir a vaga que almeja pelo SiSu e não se enquadrar nos critérios do ProUni, ele ainda pode conseguir financiar o curso. O Fies (Financiamento Estudantil) é um programa feito pelo governo para incentivar o acesso ao ensino superior para pessoas de baixa renda.

Para participar do Fies, o estudante não pode ter tido pontuação inferior a 450 no Enem, possuir renda mensal bruta superior a três salários mínimos e ser beneficiário de outro programa, como o ProUni. É importante conferir todas essas condições antes de se matricular na universidade.

Licenciatura

Os cursos de licenciatura servem para preparar o profissional para a função de ensinar. Portanto, essas graduações são ideais para quem deseja se tornar professor.

Como a licenciatura está diretamente relacionada com o ensino em si, os cursos disponíveis estão relacionados com as matérias escolares. São exemplos de licenciaturas: Letras, Matemática, Física, Química, Biologia, etc.

Tecnólogo

Além do bacharelado e da licenciatura, existe outro tipo de graduação, conhecido como tecnólogo. Cada vez mais comum, essa graduação ainda é bastante confundida com o técnico, um curso de nível médio.

O tecnólogo tem duração de dois a três anos e garantem ao estudante o diploma de nível superior. Apesar de ter menor duração, após o curso, você pode fazer uma pós-graduação, inclusive um mestrado.

A diferença principal do técnico para o tecnólogo é que o primeiro prepara o estudante para cargos mais operacionais. Já a graduação tecnológica tem a função de garantir aos estudantes a base necessária para ser um bom profissional, até mesmo em cargos gerenciais.

Já está sabendo tudo sobre o vestibular? Então, chegou o momento de você se preparar para o processo seletivo. Conte com o Kuadro para te ajudar nesta caminhada!

Blog Kuadro