Um sanduba na cantina do ITA mudou minha vida.

Um sanduba na cantina do ITA mudou minha vida.

Lembro-me de um papo que tive com um amigo na cantina, quando eu estava no quarto ano do ITA.

A gente estava esperando o rapaz preparar o sanduba.

O cheiro de bacon e carne fritando naquela chapa que nunca tinha sido limpa nos últimos 20 anos inebriava minha alma e me deixava meio lerdo.

Esse meu amigo era muito engraçado. Ele tinha um ar todo filosófico e intelectual. Cada vez que dava sua opinião, era um evento solene. A gente morria de rir.

Nesse dia, no meio da fumaça e do cheiro do bacon ele se levantou do banco, me olhou bem sério, e me disse o seguinte:

Bruno, em breve não existirão mais escolas como as que conhecemos hoje. Daqui a uns anos, todo mundo vai estudar em casa, na frente do computador. Esse evolução vai facilitar muito, mas vai deixar algumas pessoas perdidas nesse novo modelo.

Normalmente, eu dava gargalhada do jeito que ele falava, mas nesse dia, algo soou diferente.

Eu fiquei olhando para ele e confesso que tentei imaginar como seria.

Se você tem mais de 40 anos, deve ter visto o desenho da família Jetsons.

Esse desenho mostra como seria a vida no futuro, com robôs cuidando da casa, carros voadores, sistemas de comunicação avançados e muitas coisas que vemos hoje no dia a dia.

Eu disse que achava que realmente o modelo que temos nas escolas é muito chato e cansativo, mas não tinha entendido o motivo por que algumas pessoas ficariam perdidas nesse processo.

Ele me disse algo que nunca vou esquecer:

Bruno, tem gente que não vai dar conta de estudar sozinho. Tem gente que precisa de um apoio de alguém para orientar o processo de estudos, para ajudar a aumentar sua confiança e lhe incentivar.

Hoje, depois de tantos anos trabalhando na área educacional, eu acredito que meu amigo tem razão.

Algumas pessoas, seja pelo motivo que for, precisam de alguém ao lado, mesmo que por um pequeno período de tempo.

Eu e você somos diferentes: temos momentos, necessidades, características e personalidades diferentes. Irmão gêmeos são assim.

É pensando nisso que eu lutei com todas as forças para montar o Spaces.

Eu sei que o Kuadro on-line é um modelo fantástico, que tem ajudado muita gente a aprender e passar em vestibulares concorridos.

Eu sei que o modelo funciona, afinal, o número de aprovados que temos é monstruoso.

Mas e as pessoas que querem um apoio presencial para facilitar seu desempenho?

E as pessoas que tiveram a confiança abalada por não terem passado de primeira?

E as pessoas que, por qualquer motivo que seja, querem um ambiente especialmente projetado para o estudo e aprendizado, sem interferências ou distrações?

O Spaces foi desenhado pensando nessas pessoas e em como podem explorar o seu melhor.

Como podem, rapidamente, se preparar e passar em qualquer vestibular do Brasil.

Como melhoram sua confiança, sua autoestima e seu vigor.

Quando você conhecer o Spaces, vai entender do que estou falando.

O Spaces não é um lugar para o desenvolvimento da excelência, da superação e de empoderamento.

E não é todo mundo, afinal, o processo de ingresso nas Universidades é bem apertado, e são pouquíssimas vagas por ano.

É um local para potencializar o que você tem de melhor, ajudar a superar limitações e a entrar rapidamente na faculdade.

Eu tenho muito a agradecer a esse meu amigo, pelo apoio que me deu durante meu curso e, hoje, com o Spaces, eu quero dar a você a chance de agilizar o seu processo de aprendizagem.

Tudo isso sem o cheiro do bacon do sanduba do ITA.

Blog Kuadro