Vestibular de Medicina: É Possível Passar Sem Cursinho?

Vestibular de Medicina: É Possível Passar Sem Cursinho?

A concorrência no vestibular de medicina de qualquer universidade é arrebatadora. No último ano, a relação candidato/vaga da Fuvest dobrou. Em 2016 foram 63,04 candidatos por vaga, em 2017 foram 135,7. São cada vez mais candidatos disputando pela mesma quantidade de vagas independente do processo seletivo.  

Muitos passam pelo momento de reflexão onde pensam se é realmente possível entrar em uma faculdade de Medicina sem ter passado por um cursinho pré-vestibular. Seja devido à sua realidade financeira, por falta de tempo ou por outras decisões pessoais, alguns avaliam se será viável adentrar nessa difícil jornada.

A realidade do vestibular de Medicina

A verdade é que, no vestibular da Fuvest, apenas cerca de 30% dos aprovados não se preparam com o apoio de cursinhos pré-vestibulares. Isso não significa que é impossível chegar lá, mas sim que é bem mais difícil. Porém, são os estudantes de cursos preparatórios que quase sempre estão no topo da lista de aprovados.

O aluno que conta com o apoio de um cursinho acaba aumentando suas chances de passar devido à rede de apoio que tem e aos instrumentos que esse tipo de aprendizado oferece. Independentemente de ser on-line ou presencial, é mais dinâmico, o que ajuda bastante o nosso cérebro na hora de gravar as informações.

Existe uma infinidade de cursos de graduação disponíveis nas universidades brasileiras e muito deles realmente não demandam uma quantidade tão grande de conhecimento como o vestibular de Medicina. Por isso, para quem visa esse curso, optar por uma preparação especializada pode ser o diferencial.

A diferença entre o aluno que faz cursinho e o que não faz

À primeira vista, podem existir poucas diferenças além da possibilidade de assistir a algumas aulas, mas a verdade é que é muito mais do que isso. O aluno do cursinho tem a chance de rever com profissionais da área todo o conteúdo que aprendeu ao longo dos três anos de ensino médio. Como o volume de matérias é grande, essa pode ser a chave para ele conseguir absorver algo que se perdeu com o tempo.

Em muitos casos, o aluno têm contato com conteúdos que sequer se lembra de ter aprendido. Quem não faz cursinho também não conta com o apoio de professores especializados e dificilmente conseguirá enxergar esse tipo de falha.

O Kuadro é um cursinho on-line que conta com uma turma especial de Medicina, com profissionais prontos para te ajudar tanto na área acadêmica, quanto na pessoal. Confira os detalhes!

Aulas grátis para o ENEM

Blog Kuadro