FUVEST: Como ir bem em Química na prova objetiva?

Ao fazer uma prova de matemática, história ou física da Fuvest, você vai encontrar muitas questões que cobram muito dos conteúdos e pouco de habilidades interdisciplinares. Entretanto, química é uma exceção a essa “regra”. Apesar de continuarmos enfrentando um vestibular que cobra amplamente toda a matéria do ensino médio, é inevitável notar o grande número de questões que abordam mais de uma área da química ou que às vezes necessitam de um certo domínio da física ou da matemática.

Para facilitar o seu entendimento, o Kuadro traz para você uma pesquisa que aponta quantas questões de cada conteúdo caíram nos últimos anos na parte objetiva de química da Fuvest. Lembre-se que a cada ano as perguntas mudam. Mas a proporção entre os conteúdos tende a permanecer a mesma durante um certo período de tempo.

Prova objetiva de química da FUVEST

Observando a tabela acima, saiba algumas dicas que podem ser um diferencial para a sua aprovação:

  • Estude química orgânica. 20% da prova gira em torno desse conteúdo. Entretanto, é importante saber como estudar, pois existem uma infinidade de reações orgânicas. Uma boa ideia é focar no aprendizado das características e propriedades químicas das funções orgânicas. Isso facilitará bastante o estudo das reações. Lembre-se: aprenda mais e decore menos!
  • As reações químicas entre os mais variados compostos são, sem dúvida, o assunto mais cobrado na parte de química do vestibular da Fuvest. Por isso, a ideia para ir bem não é aprender inúmeros métodos específicos, mas saber vários tipos de reações. Uma boa dica é começar pelas reações que envolvem ácidos, bases, óxidos e sais, que são as mais recorrentes.
  • Estequiometria, gases, soluções e equilíbrios são conteúdos que caem sempre. Eles compõem, em sua maior parte, o que chamamos de físico-química. Tenha bastante atenção, afinal em toda prova você encontrará questões dessas matérias.
  • Ainda relacionado com a dica anterior, não se esqueça de que não é suficiente saber apenas os conceitos de química para resolver questões de química. Principalmente na área de físico-química. Muitos erros ocorrem no desenvolvimento do raciocínio que depende de conceitos da matemática básica (porcentagem, rendimento, aritmética). 

Seguindo essas dicas e fazendo a prova atenciosamente, não tem erro. A parte objetiva da prova de química da Fuvest será um sucesso. E para garantir ainda mais a sua vitória, estamos a disposição para tirar a sua dúvida. Venha conversar com o Kuadro!

Como ir bem na prova objetiva de física da FUVEST?

Com a consolidação do Enem como maior vestibular do Brasil, muitos dos vestibulares que ainda existem buscam também se adaptar ao modelo de questões do Exame Nacional do Ensino Médio. Neles existem inúmeras questões interdisciplinares, isto é, perguntas que para serem respondidas necessitam de conhecimentos de duas ou mais matérias.

Entretanto, esse não é o caso da prova de física da  Fuvest. Mesmo com o passar dos anos, ela continua cobrando muito mais o conhecimento da Física do que a capacidade de interpretação dos candidatos. É um tipo de vestibular que exige um estudo muito mais aprofundado e requer mais tempo de preparação. Por isso, visando otimizar o seu tempo, nós do Kuadro analisamos os conteúdos mais cobrados nos últimos anos na prova de física objetiva da Fuvest, bem como o estilo das questões:

Prova objetiva de física da FUVEST

Dessa forma, temos algumas dicas para você fazer a melhor prova de física na FUVEST!

  • Um quarto da prova é composta por questões de mecânica. A grande maioria são questões clássicas, ou seja: após se assegurar de que sabe a teoria, se prepare para a prova de física resolvendo provas de anos anteriores. Nelas você encontrará inúmeras questões que caem com uma certa recorrência, mudando apenas os dados do problema.
  • Uma característica da prova da Fuvest é a boa distribuição das questões entre todos os conteúdos de física. Por isso, não existe parte da matéria que possa ser desprezada, inclusive alguns detalhes ou fórmulas que são específicas. No caso de gases, as questões não costumam ser cobradas na prova de física, mas sim na de química e por isso não estão contabilizadas nos dados.
  • Nos últimos anos, radioatividade foi um assunto bastante recorrente na prova,  assim como reflexão e refração. É uma boa ideia estudar bem esses assuntos, pois podem tranquilamente aparecer de novo.
  • Faça todas as questões com atenção. Erros de conta podem comprometer a prova de alguém que já fez a parte mais difícil , que é dominar os conceitos físicos envolvidos em cada questão.
  • Física costuma ser uma matéria que aterroriza grande parte dos candidatos. Faça a prova com calma e segurança e você já estará um passo a frente dos outros candidatos.

Esperamos que com essas dicas você possa levar bem a prova de física e, com ela, se diferenciar da maioria. Gostou desse artigo? Sinta-se à vontade para deixar o seu comentário e nos ajudar a trazer cada vez mais informações para você!

LOGO-KUADRO-branco

PDF – MÉTODO KUADRO DE APROVAÇÃO

Preencha o formulário e receba o seu PDF