Questões - FUVEST 1999 | Gabarito e resoluções

1-15 de 40chevron right center
Questão
1999História

(Fuvest 1999) Ao povo dei tanto privilgio quanto lhe bastasse, nada tirando ou acrescentando sua honra; Quanto aos que tinham poder e eram famosos por sua riqueza, tambm tive cuidado para que no sofressem nenhum dano... e no permiti que nenhum dos dois lados triunfasse injustamente. Sobre esse texto, correto afirmar que seu autor,

Questão
1999Matemática

(FUVEST - 1999) A diferena entre 1/3 e seu valor aproximado 0,333 igual a x% do valor exato. Ento o valor de x :

Questão
1999Matemática

(FUVEST - 1999) Dados dois nmeros reais a e b que satisfazem as desigualdades , pode-se afirmar que

Questão
1999Matemática

(FUVEST - 1997) O menor nmero natural n, diferente de zero, que torna o produto de 3888 por n um cubo perfeito

Questão
1999História

(Fuvest 1999) A peste, a fome e a guerra constituram os elementos mais visveis e terrveis do que se conhece como a crise do sculo XIV. Como consequncia dessa crise, ocorrida na Baixa Idade Mdia,

Questão
1999Português

(Fuvest 1999) O espectador de olhar imediatista talvez tenha dificuldade para apreender a principal qualidade de KENOMA. Tal mérito não ocupa a tela de modo escancarado, mas por meio do acúmulo de imagens. É preciso aceitar o ritmo cadenciado e os silêncios da narrativa para perceber a sintonia da direção com o ambiente retratado - um grotão esquecido do Brasil, registrado por uma câmera realista, às vezes documental, mas com toques lúdicos. Mérito significativo em se tratando de um relato de investigação sobre uma realidade social e geográfica distante dos realizadores. Ainda mais em uma época tomada por filmes cujo ritmo acelerado impede a permanência das imagens na retina e a apreensão de seus significados após a sessão. (ÉPOCA, 31/08/98, p. 89) O termo MÉRITO em Tal MÉRITO não ocupa... refere-se a

Questão
1999Geografia

Fuvest 99) Abaixo esto relacionadas algumas caractersticas da produo agrcola familiar e da grande empresa agrcola no Brasil: 1) trabalho e gesto intimamente relacionados. 2) trabalho assalariado predominante. 3) predomnio da especializao da produo. 4) trabalho assalariado complementar. 5) trabalho e gesto completamente separados. So caractersticas da produo agrcola:

Questão
1999Português

(Fuvest -1999) Existe, hoje, uma percepo disseminada pela intelectualidade e por boa parte da opinio pblica mundial de uma grande e acelerada mudana operando em vrias dimenses da sociedade moderno-contempornea. No h, certamente, consenso sobre esse fenmeno, variando definies, terminologia e, sobretudo, avaliaes positivas, negativas ou matizadas. De qualquer modo, h uma tendncia macia para reconhecer o carter ampliado das mudanas econmicas e tecnolgicas que afetariam, com maior ou menor impacto, todas as sociedades do planeta, justificando o termo globalizao mesmo quando se critica a sua possvel banalizao como instrumento de conhecimento. Gilberto Velho, Revista de Cultura Brasileira, 03/98, n 1. Em relao s mudanas econmicas e tecnolgicas mencionadas no texto, correto afirmar que

Questão
1999Física

(Fuvest 1999) No grfico, a curva I representa o resfriamento de um bloco de metal a partirde 180 oC e a curva II, o aquecimento de uma certa quantidade de um lquido a partir de 0 oC,ambos em funo do calor cedido ou recebido no processo. Se colocarmos num recipientetermicamente isolante a mesma quantidade daquele lquido a 20 oC e o bloco a 100 oC, atemperatura de equilbrio do sistema (lquido+bloco) ser de aproximadamente

Questão
1999Português

(FUVEST) Leia: Oh! Benedito o que semeia Livros... livros mo cheia... E manda o povo pensar! O livro caindo nalma germe - que faz a palma, chuva - que faz o mar. Vs, que o templo das ideias Largo - abris s multides, Pra o batismo luminoso Das grandes revolues Agora que o trem de ferro Acorda o tigre no cerro E espanta os caboclos nus, Fazei desse rei dos ventos - Ginete dos pensamentos, - Arauto da grande luz!... (Castro Alves) Se iniciarmos a segunda estrofe pelo pronome TU, os verbos ABRIS e FAZEI, que aparecem no texto, devero mudar, respectivamente, para:

Questão
1999Geografia

(Fuvest 1999) Os itens referem-se a uma realidade regional brasileira em dois momentos distintos. Dcada de 50 - agricultura de subsistncia - terras frteis em poucas reas - pecuria extensiva - pastos naturais - rea sem futuro promissor (Adap. de Atlas do Brasil/ IBGE, 1959). Dcada de 90 - existncia de seis meses de seca, de abril a setembro - 37% do bioma j perdeu sua cobertura primitiva - uso atual: extensas reas de soja, milho, arroz e pastagens (Adap. de Tarifa, 1994). Os comentrios anteriores referem-se:

Questão
1999Matemática

(FUVEST - 1999) O nmero de faces triangulares de uma pirmide 11. Pode-se, ento, afirmar que esta pirmide possui

Questão
1999Português

(Fuvest 1999) Transforma-se o amador na cousa amada, por virtude do muito imaginar; no tenho, logo, mais que desejar, pois em mim tenho a parte desejada. Se nela est minhalma transformada, que mais deseja o corpo de alcanar? Em si somente pode descansar, pois consigo tal alma est liada. Mas esta linda e pura semideia, que, como um acidente em seu sujeito, assi co a alma minha se conforma, est no pensamento como ideia: e o vivo e puro amor de que sou feito, como a matria simples busca a forma. (Cames, ed. A. J. da Costa Pimpo) A relao semntica expressa pelo termo LOGO no verso No tenho, LOGO, mais que desejar ocorre igualmente em:

Questão
1999Química

(Fuvest-SP) Têm-se amostras de 3 gases incolores X, Y e Z, que devem ser H2, He e SO2, não necessariamente nesta ordem. Para identificá-los, determinaram-se algumas de suas propriedades, as quais estão na tabela abaixo: Propriedade X Y Z Solubilidade em água Alta Baixa Baixa Reação com oxigênio na presença de catalisador Ocorre Ocorre Não ocorre Reação com solução aquosa de uma base Ocorre Não ocorre Não ocorre Com base nessas propriedades, conclui-se que X, Y e Z são, respectivamente:

Questão
1999Física

(Fuvest 1999) A figura mostra uma bomba de encher pneu de bicicleta. Quando o êmbolo está todo puxado, a uma distância de 30 cm da base, a pressão dentro da bomba é igual à pressão atmosférica normal. A área da seção transversal do pistão da bomba é de 24 cm2. Um ciclista quer encher ainda mais o pneu da bicicleta que tem volume de 2,4 litros e já está com uma pressão interna de 3 atm. Ele empurra o êmbolo da bomba até o final de seu curso. Suponha que o volume do pneu permaneça constante, que o processo possa ser considerado isotérmico e que o volume do tubo que liga a bomba ao pneu seja desprezível. A pressão final do pneu será, então, de aproximadamente:

1-15 de 40chevron right center