Questões de Português - FUVEST 2001 | Gabarito e resoluções

1-15 de 37chevron right center
Questão 1
2001Português

(FUVEST - 2001 - 1a fase) (...) e tudo ficou sob a guarda de Dona Plcida, suposta, e, a certos respeitos, verdadeira dona da casa. Custou-lhe muito a aceitar a casa; farejara a inteno, e doa-lhe o ofcio; mas afinal cedeu. Creio que chorava, a princpio: tinha nojo de si mesma. Ao menos, certo que no levantou os olhos para mim durante os primeiros dois meses; falava-me com eles baixos, sria, carrancuda, s vezes triste. Eu queria angari-la, e no me dava por ofendido, tratava-a com carinho e respeito; forcejava por obter-lhe a benevolncia, depois a confiana. Quando obtive a confiana, imaginei uma histria pattica dos meus amores com Virglia, um caso anterior ao casamento, a resistncia do pai, a dureza do marido, e no sei que outros toques de novela. Dona Plcida no rejeitou uma s pgina da novela; aceitou-as todas. Era uma necessidade da conscincia. Ao cabo de seis meses quem nos visse a todos trs juntos diria que Dona Plcida era minha sogra. No fui ingrato; fiz-lhe um peclio de cinco contos, - os cinco contos achados em Botafogo, - como um po para a velhice. Dona Plcida agradeceu-me com lgrimas nos olhos, e nunca mais deixou de rezar por mim, todas as noites, diante de uma imagem da Virgem, que tinha no quarto. Foi assim que lhe acabou o nojo. (Machado de Assis, MEMRIAS PSTUMAS DE BRS CUBAS) Em relao a Custou-lhe muito a aceitar a casa, as formas verbais farejara e doa expressam, respectivamente,

Questão 1
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 1) Dinheiro encontrado no lixo ORGANIZADOS numa cooperativa em Curitiba, catadores de lixo livraramse dos intermedirios e conseguem ganhar por ms, em mdia, R$ 600,00 o salrio inicial de uma professora de escola pblica em So Paulo. O negcio prosperou porque est em Curitiba, cidade conhecida dentro e fora do pas pelo sucesso na reciclagem do lixo. (Folha de S. Paulo, 22/09/00) Quando se l esta notcia, nota-se que seu ttulo tem duplo sentido. a) Quais so os dois sentidos do ttulo? b) Crie para a notcia um ttulo que lhe seja adequado e no apresente duplo sentido.

Questão 2
2001Português

(FUVEST - 2001 - 1a fase) (...) e tudo ficou sob a guarda de Dona Plcida, suposta, e, a certos respeitos, verdadeira dona da casa. Custou-lhe muito a aceitar a casa; farejara a inteno, e doa-lhe o ofcio; mas afinal cedeu. Creio que chorava, a princpio: tinha nojo de si mesma. Ao menos, certo que no levantou os olhos para mim durante os primeiros dois meses; falava-me com eles baixos, sria, carrancuda, s vezes triste. Eu queria angari-la, e no me dava por ofendido, tratava-a com carinho e respeito; forcejava por obter-lhe a benevolncia, depois a confiana. Quando obtive a confiana, imaginei uma histria pattica dos meus amores com Virglia, um caso anterior ao casamento, a resistncia do pai, a dureza do marido, e no sei que outros toques de novela. Dona Plcida no rejeitou uma s pgina da novela; aceitou-as todas. Era uma necessidade da conscincia. Ao cabo de seis meses quem nos visse a todos trs juntos diria que Dona Plcida era minha sogra. No fui ingrato; fiz-lhe um peclio de cinco contos, - os cinco contos achados em Botafogo, - como um po para a velhice. Dona Plcida agradeceu-me com lgrimas nos olhos, e nunca mais deixou de rezar por mim, todas as noites, diante de uma imagem da Virgem, que tinha no quarto. Foi assim que lhe acabou o nojo. (Machado de Assis, MEMRIAS PSTUMAS DE BRS CUBAS) A expresso que retrata de modo mais depreciativo o comportamento de Dona Plcida

Questão 2
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 2) a) Se eu no tivesse atento e olhado o rtulo, o paciente teria morrido, declarou o mdico. Reescreva a frase acima, corrigindo a impropriedade gramatical que nela ocorre. b) A econologia, combinao de princpios da economia, sociologia e ecologia, defendida por ambientalistas como maneira de se viabilizarem formas alternativas de desenvolvimento. Reescreva a frase acima, transpondo-a para a voz ativa.

Questão 3
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 3) A gente via Brejeirinha: primeiro, os cabelos, compridos, lisos, louro-cobre; e, no meio deles, coisicas diminutas: a carinha nocomprida, o perfilzinho agudo, um narizinho que-carcia. Aos tantos, no parava, andorinhava, espiava agora o xixixi e o empapar-se da paisagem as pestanas til-til. Porm, disse-se-dizia ela, pouco se v, pelos entrefios: Tanto chove, que me gela! (Guimares Rosa, Partida do audaz navegante, Primeiras estrias) a) Os diminutivos com que o narrador caracteriza a personagem traduzem tambm sua atitude em relao a ela. Identifique essa atitude, explicando-a brevemente. b) Andorinhava palavra criada por Guimares Rosa. Explique o processo de formao dessa palavra. Indique resumidamente o sentido dessa palavra no texto.

Questão 3
2001Português

(FUVEST - 2001 - 1a fase) (...) e tudo ficou sob a guarda de Dona Plcida, suposta, e, a certos respeitos, verdadeira dona da casa. Custou-lhe muito a aceitar a casa; farejara a inteno, e doa-lhe o ofcio; mas afinal cedeu. Creio que chorava, a princpio: tinha nojo de si mesma. Ao menos, certo que no levantou os olhos para mim durante os primeiros dois meses; falava-me com eles baixos, sria, carrancuda, s vezes triste. Eu queria angari-la, e no me dava por ofendido, tratava-a com carinho e respeito; forcejava por obter-lhe a benevolncia, depois a confiana. Quando obtive a confiana, imaginei uma histria pattica dos meus amores com Virglia, um caso anterior ao casamento, a resistncia do pai, a dureza do marido, e no sei que outros toques de novela. Dona Plcida no rejeitou uma s pgina da novela; aceitou-as todas. Era uma necessidade da conscincia. Ao cabo de seis meses quem nos visse a todos trs juntos diria que Dona Plcida era minha sogra. No fui ingrato; fiz-lhe um peclio de cinco contos, - os cinco contos achados em Botafogo, - como um po para a velhice. Dona Plcida agradeceu-me com lgrimas nos olhos, e nunca mais deixou de rezar por mim, todas as noites, diante de uma imagem da Virgem, que tinha no quarto. Foi assim que lhe acabou o nojo. (Machado de Assis, MEMRIAS PSTUMAS DE BRS CUBAS) Para obter o que lhe convinha, a personagem Brs Cubas usou a estratgia de

Questão 4
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 4) Leia o excerto, observando as diferentes formas verbais. Chegou. Ps a cuia no cho, escorou-a com pedras, matou a sede da famlia. Em seguida acocorou-se, remexeu o ai, tirou o fuzil, acendeu as razes de macambira, soprou-as, inchando as bochechas cavadas. Uma labareda tremeu, elevou-se, tingiu-lhe o rosto queimado, a barba ruiva, os olhos azuis. Minutos depois o pre torcia-se e chiava no espeto de alecrim. Eram todos felizes. Sinha Vitria vestiria uma saia larga de ramagens. A cara murcha de sinha Vitria remoaria (...). (...) A fazenda renasceria e ele, Fabiano, seria o vaqueiro, para bem dizer seria dono daquele mundo. (Graciliano Ramos, Vidas secas) a) Considerando que no primeiro pargrafo predomina o pretrito perfeito, justifique o emprego do imperfeito em o pre torcia-se e chiava no espeto de alecrim. b) Explique o efeito de sentido produzido no excerto pelo emprego do futuro do pretrito.

Questão 4
2001Português

(FUVEST - 2001 - 1a fase) (...) e tudo ficou sob a guarda de Dona Plcida, suposta, e, a certos respeitos, verdadeira dona da casa. Custou-lhe muito a aceitar a casa; farejara a inteno, e doa-lhe o ofcio; mas afinal cedeu. Creio que chorava, a princpio: tinha nojo de si mesma. Ao menos, certo que no levantou os olhos para mim durante os primeiros dois meses; falava-me com eles baixos, sria, carrancuda, s vezes triste. Eu queria angari-la, e no me dava por ofendido, tratava-a com carinho e respeito; forcejava por obter-lhe a benevolncia, depois a confiana. Quando obtive a confiana, imaginei uma histria pattica dos meus amores com Virglia, um caso anterior ao casamento, a resistncia do pai, a dureza do marido, e no sei que outros toques de novela. Dona Plcida no rejeitou uma s pgina da novela; aceitou-as todas. Era uma necessidade da conscincia. Ao cabo de seis meses quem nos visse a todos trs juntos diria que Dona Plcida era minha sogra. No fui ingrato; fiz-lhe um peclio de cinco contos, - os cinco contos achados em Botafogo, - como um po para a velhice. Dona Plcida agradeceu-me com lgrimas nos olhos, e nunca mais deixou de rezar por mim, todas as noites, diante de uma imagem da Virgem, que tinha no quarto. Foi assim que lhe acabou o nojo. (Machado de Assis, MEMRIAS PSTUMAS DE BRS CUBAS) O recurso da gradao, presente em obter-lhe a benevolncia, depois a confiana, tambm ocorre em:

Questão 5
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 5) Observe este anncio, com foto que retrata um depsito de lixo (Adaptado de campanha publicitria Instituto Ethos) a) Passe para o discurso indireto a frase Filho, um dia isso tudo ser seu. b) Considere a seguinte afirmao: Da associao entre a frase Filho, um dia isso tudo ser seu e a imagem fotogrfica decorre um sentido irnico. A afirmao aplica-se ao anncio? Justifique resumidamente sua resposta

Questão 5
2001Português

(FUVEST - 2001 - 1a fase) (...) e tudo ficou sob a guarda de Dona Plcida, suposta, e, a certos respeitos, verdadeira dona da casa. Custou-lhe muito a aceitar a casa; farejara a inteno, e doa-lhe o ofcio; mas afinal cedeu. Creio que chorava, a princpio: tinha nojo de si mesma. Ao menos, certo que no levantou os olhos para mim durante os primeiros dois meses; falava-me com eles baixos, sria, carrancuda, s vezes triste. Eu queria angari-la, e no me dava por ofendido, tratava-a com carinho e respeito; forcejava por obter-lhe a benevolncia, depois a confiana. Quando obtive a confiana, imaginei uma histria pattica dos meus amores com Virglia, um caso anterior ao casamento, a resistncia do pai, a dureza do marido, e no sei que outros toques de novela. Dona Plcida no rejeitou uma s pgina da novela; aceitou-as todas. Era uma necessidade da conscincia. Ao cabo de seis meses quem nos visse a todos trs juntos diria que Dona Plcida era minha sogra. No fui ingrato; fiz-lhe um peclio de cinco contos, - os cinco contos achados em Botafogo, - como um po para a velhice. Dona Plcida agradeceu-me com lgrimas nos olhos, e nunca mais deixou de rezar por mim, todas as noites, diante de uma imagem da Virgem, que tinha no quarto. Foi assim que lhe acabou o nojo. (Machado de Assis, MEMRIAS PSTUMAS DE BRS CUBAS) Considerado no contexto da obra a que pertence, este excerto revela que

Questão 6
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 6) As pessoas ficam zoando, falando que a gente no conseguiria entrar em mais nada, por isso vamos prestar Letras, diz a candidata ao vestibular. Entre os motivos que a ligaram carreira esto o gosto por literatura e ingls, que estuda h oito anos. (Adaptado da Folha de S. Paulo, 22/10/00) a) As aspas assinalam, no texto acima, a fala de uma pessoa entrevistada pelo jornal. Identifique duas marcas de coloquialidade presentes nessa fala. b) No trecho que no est entre aspas ocorre um desvio em relao norma culta. Reescreva o trecho, fazendo a correo necessria.

Questão 6
2001Português

(FUVEST - 2001 - 1a fase) A nica frase que NO apresenta desvio em relao regncia (nominal e verbal) recomendada pela norma culta :

Questão 7
2001Português

(FUVEST - 2001 - 1a fase) Considerando-se a relao lgica existente entre os dois segmentos dos provrbios adiante citados, o espao pontilhado NO poder ser corretamente preenchido pela conjuno mas, apenas em:

Questão 7
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 7) Costuma-se reconhecer que estes poemas, pertencentes ao Modernismo, apresentam aspectos caractersticos do poema-piada, modalidade bastante praticada nesse perodo literrio. a) Identifique um recurso de estilo tipicamente modernista que esteja presente em ambos os poemas. Explique-o sucintamente. b) Considere a seguinte afirmao: O poema-piada visa a um humorismo instantneo e, por isso, esgota-se em si mesmo, no indo alm desse objetivo imediato. A afirmao aplica-se aos poemas aqui reproduzidos? Justifique brevemente sua resposta.

Questão 8
2001Português

(FUVEST - 2001 - 2a fase - Questo 8) Tanto Gonalo, em A ilustre casa de Ramires, quanto Brs Cubas, em Memrias pstumas de Brs Cubas, desenvolveram atividades polticas. a) O modo pelo qual Gonalo, quando candidato, se relacionava com os eleitores que iria representar caracteriza-o como um poltico de que tipo? Explique sucintamente. b) Compare as atuaes de Gonalo e de Brs Cubas como deputados, caracterizando-as brevemente.

1-15 de 37chevron right center