A USP (Universidade de São Paulo) tem um dos vestibulares mais difíceis do país, a Fuvest. Ou seja, ser aprovado lá não é tarefa fácil. Agora, como fazer para passar em medicina na USP?

Não é nada impossível! Inclusive aqui no Kuadro já tivemos diversos alunos aprovados lá. Inclusive em medicina. E hoje vamos trazer a história da Kamilla Dolgoff, que passou em medicina na USP esse ano.

Sempre foi seu sonho, bora conhecer sua história?

Antes de começar o artigo, que tal conhecer outros alunos do Kuadro aprovados nos vestibulares mais concorridos do país? Vem aqui na página de aprovados do Kuadro!

História de Aprovação | Kamilla Dolgoff

Kamilla Dolgoff tem 19 anos e, depois de muito estudo, foi aprovada em medicina na USP. A história dela com a área de saúde começa desde cedo. Kamilla conta que desde pequena queria fazer medicina, sempre teve o interesse de ajudar as pessoas.

Desde os 8 anos de idade sua mãe fala que ela quis fazer medicina e não tirou isso da cabeça!

Já no Ensino Médio, Kamilla começou a fazer um cursinho, pois sentia a necessidade de um complemento da escola.

No final das contas ela conseguiu ser aprovada em medicina na USP, que foi o melhor dia da sua vida! Bora conhecer um pouco mais sobre a história da Kamilla Dolgoff? Continue lendo o post!

Formei, e agora?

Kamilla era uma aluna comum, que estudava na escola apenas para ir bem nas provas. E essa é a realidade da maioria dos estudantes brasileiros.

“A escola prepara a gente para passar de ano. Preparar para entrar no vestibular, tem que ser um cursinho, com professores que estão determinados a te ensinar a fazer a prova. O modelo da prova é muito importante.”

Quando ela se formou no Ensino Médio, Kamilla chegou a fazer os vestibulares. Passar direto do 3º ano é uma tarefa difícil se você não estava se preparando para o vestibular durante o Ensino Médio. E acabou que ela não conseguiu passar.

Depois da reprovação, Kamilla decidiu que iria fazer um cursinho presencial preparatório para medicina, ela não podia deixar o sonho escapar por conta de uma reprovação.

Durante esses 2 anos de cursinho presencial, Kamilla sentiu uma evolução, mas não conseguiu a aprovação. Ainda faltava algo.

“Durante o cursinho presencial, eu tive o apoio da família e tive o apoio de amigos, mas eu não tinha apoio de um profissional que sabia o que eu estava passando.”

Isso é bem comum durante a preparação. Às vezes, mesmo com o apoio da família, nos sentimos sozinhos. Afinal, não é todo mundo que entende e já passou por aquilo que você está passando

“O meu psicológico não estava preparado para o vestibular. Eu não sabia me controlar emocionalmente durante as provas.”

E além da questão psicológica, Kamilla não se sentia 100% preparada para realizar a prova. Ela aprendia as questões e os assuntos, mas não sabia chegar na prova específica da Fuvest e ir bem em questões Fuvest, por exemplo.

Rotina do cursinho para passar em medicina na USP

Durante seus 2 anos de cursinho presencial, Kamilla acordava muito cedo para chegar na aula a tempo. Durante a parte da manhã ela assistia ativamente às aulas e na parte da tarde tentava estudar aquelas aulas do dia.

“Tinham matérias que eu tinha facilidade e eu ia rápido. Mas tinham matérias que eu tinha muita dificuldade e se eu não acabasse naquele dia, no dia seguinte não tinha como eu recuperar”

Além disso, Kamilla se sentia muito sufocada no cursinho presencial. Pressionada por ela, por outros alunos, seus concorrentes, pelos professores. Tudo aumentava a sua pressão psicológica.

Depois de 2 anos de cursinho presencial e sem sucesso no vestibular, Kamilla viu que era a hora de mudar. Ela estava exausta, havia perdido 15 quilos durante a preparação.

E quando ela finalmente investiu em um cursinho online, ela viu a diferença que um cronograma de estudos que adapta à sua rotina faz.

Ela sabia o que tinha que estudar por dia e não precisava se esforçar mais que o necessário.

Quer passar em medicina na USP, no ENEM ou onde quiser? Conheça a Turma Medicina do Kuadro!

Papel do Kuadro para passar em medicina na USP 

Depois de 2 anos e 2 reprovações, Kamilla precisava mudar seus estudos. Saiu do cursinho presencial e foi buscar um preparatório online para medicina.

Para escolher o curso dentre muitos, Kamilla olhou o número de aprovados. Foi aí que ela decidiu por vir estudar com a gente, já tínhamos muitos aprovados em medicina nos vestibulares mais concorridos.

“Conheci a plataforma, me apaixonei e desde março (2020) não parei até agora, janeiro.”

E Kamilla não teve dúvidas sobre o método do Kuadro. Tudo encaixou perfeitamente na sua rotina, as aulas ao vivo estavam ajudando-a muito a tirar dúvidas com os professores.

Em pouco tempo de estudo, Kamilla já estava resolvendo muitos exercícios por dia. Depois, entramos na sua plataforma para ver quantos exercícios ela havia feito no total para contar para ela. Ela fazia, em média, 100 exercícios por dia! É assim que se aprende.

Uma das coisas que ela ganhou no Kuadro foi agilidade e rapidez para resolver esses exercícios.

“Você, fazendo muitos exercícios, acaba pegando o padrão de prova. Então eu peguei muita agilidade de eliminar uma alternativa fácil, tirar o absurdo…”

E quando ia chegando mais perto do vestibular, Kamilla já era totalmente diferente daquela menina formada no Ensino Médio que morria de medo das provas, que ficava nervosa.

Ela se sentia cada vez mais confiante e sabia que conseguiria passar

“Eu nunca fiz uma prova tão tranquila igual esse ano”

E não foi diferente, Kamilla acertou mais de 90% da prova, totalizando 84 questões certas em 90. Que notão, né?

E ela mesmo falou com a gente que quando saiu da prova ela tinha certeza que ia passar. Ela viu a nota de corte alta e sabia que ia passar. Kamilla estava acostumada com a prova da Fuvest e tirou de letra!

Já pensou que pode ser você mandando tão bem assim na Fuvest e passando na USP? Ou no ENEM? Ou Unicamp? Enfim, onde você quiser? Clica aqui para conhecer nosso curso!

Quer ver a história completa da Kamilla? Só dar o play no vídeo abaixo:

Kamilla Dolgoff, aprovada em medicina na USP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *