Chat with us, powered by LiveChat
Por que você deve fazer de tudo para passar no ITA?

Por que você deve fazer de tudo para passar no ITA?

São quinze anos de relacionamento com o ITA. Dois tentando passar no vestibular, cinco lá dentro, e oito trabalhando com centenas de estudantes interessados passar no ITA e entrar para a comunidade ITEANA. Interessados porque muitos desistiram e desistem logo ao se depararem com a primeira questão do ITA dentro de uma lista de exercícios. Mas por que desistiram e desistem?!

Pensando nesse tema, compartilho com vocês as respostas que esses anos de relacionamento com o ITA me deram para a pergunta desse artigo.

Alta densidade demográfica de gente inteligente

São 170 vagas para todo o Brasil, num vestibular com muitas questões praticamente impossíveis para um estudante sem preparação específica. Todos os aprovados estão entre os cinco melhores alunos de sua turma. Exceto no Ceará, onde esse pessoal se reúne bem antes do vestibular em turmas de 40 alunos, todos de altíssimo nível, lutando pela tão sonhada vaga no ITA.

Esses 170 se reúnem a outros 500 que já vivem numa panela de pressão chamada H8, o alojamento onde os alunos do ITA vivem e criam de tudo. Empresas, ONGs, teorias, engenhocas e muito mais. Discussões sobre todos os assuntos que assolam a humanidade, com argumentações que dão inveja a qualquer especialista de qualquer área. Na verdade, sempre tem alguém no ITA que já estudou muito sobre determinado assunto e pode discutir em altíssimo nível.

E daí? E daí que você sai de lá muito mais inteligente do que era quando entrou. Isso pode render dividendos pessoais e materiais por várias gerações.

Cobrança nas alturas!

A trajetória acadêmica do ITA é um calvário. Imagine um professor que recebe apenas bons alunos, louco de vontade de exigir desses alunos até o limite? Pois é, o problema é que sempre tem um cara cujo limite é muito acima daquele de qualquer ser humano acima da média. Os professores sabem disso e querem extrapolar o limite daquele cara que está bem acima dos demais. Todo mundo sofre e no final…no final descobrimos que sempre suportamos um pouco mais de exigência. Existe um limite? Deve existir, mas ainda não ouvi ninguém dizer que o encontrou.

Oportunidades profissionais

As empresas sabem que os engenheiros do ITA sempre aguentam um pouco mais de cobrança. Então, adivinhe onde elas vão buscar pessoas para aquelas posições onde o investimento e expectativa são maiores. Em vários lugares, mas são extremamente frequentes palestras de RHs de grandes empresas no ITA. É verdade que os alunos do primeiro ano vão pelo coquetel, mas cinco anos depois essa mesma “turma do lanchinho” tem quatro, cinco propostas de emprego que qualquer jovem sonharia receber.

Atalho garantido

Você está no meio da faculdade e vai começar a procurar estágio. O que você faz? Entra no site de uma grande empresa, manda currículo para o RH e acende uma vela para ser encontrado no meio de uma pilha com milhares de currículos.

E o aluno do ITA?…

Além de todos os argumentos supracitados, nada melhor que conversar, ouvir um Iteano, e perguntar-lhe essencialmente o seguinte: “valeu à pena batalhar para entrar e sair formado do ITA?! Você faria tudo novamente?!” Posso te garantir que a resposta será um sonoro sim!

Passar no ita

O Bruno é formado no ITA, mestrado em Educação em Portugal e é CEO do Kuadro. Além de ser fera nas exatas é um grande empreendedor e vai compartilhar sua experiências por aqui de vez em quando.

Blog Kuadro