Questões de Química - FUVEST 2017 | Gabarito e resoluções

1-15 de 23chevron right center
Questão 1
2017Química

(FUVEST - 2017) Um estudante realizou em laboratrio a reao de hidrlise do cloreto de terc-butila ((CH3)3CCl) para produzir terc-butanol. Para tal, fez o seguinte procedimento: adicionou 1 mL do cloreto de terc-butila a uma soluo contendo 60 % de acetona e 40 % de gua, em volume. Acrescentou, ainda, algumas gotas de indicador universal (mistura de indicadores cido-base). Ao longo da reao, o estudante observou a mudana de cor: inicialmente a soluo estava esverdeada, tornou se amarela e, finalmente, laranja. a) Complete, na pgina de respostas, a equao qumica que representa a reao de hidrlise do cloreto de terc-butila. b) Explique por que a cor da soluo se altera ao longo da reao. O estudante repetiu a reao de hidrlise nas mesmas condies experimentais anteriormente empregadas, exceto quanto composio do solvente. Nesse novo experimento, o cloreto de terc-butila foi solubilizado em uma mistura contendo 70 % de acetona e 30 % de gua, em volume. Verificou que, para atingir a mesma colorao laranja observada anteriormente, foi necessrio um tempo maior. c) Explique por que a mudana da composio do solvente afetou o tempo de reao.

Questão 2
2017Química

(FUVEST - 2017) Para estudar a velocidade da reao entre carbonato de cobre (CuCO3) e cido ntrico (HNO3), foram feitos trs experimentos, em que o volume de dixido de carbono (CO2) produzido foi medido em vrios intervalos de tempo. A tabela apresenta as condies em que foram realizados esses experimentos. Nos trs experimentos, foram utilizadas massas idnticas de carbonato de cobre e a temperatura foi mantida constante durante o tempo em que as reaes foram acompanhadas. Os dados obtidos nos trs experimentos foram representados em um grfico de volume de CO2em funo do tempo de reao. Esse grfico est apresentado a seguir. a) Escreva a equao qumica balanceada que representa a reao que ocorreu entre o carbonato de cobre e o cido ntrico b) Com base nas condies empregadas em cada experimento, complete a legenda do grfico, na pgina de respostas, com o nmero do experimento. Considere irrelevante a perda de volume de CO2coletado devido dissoluo na soluo. Justifique suas resposta c) Nos trs experimentos, o mesmo reagente estava em excesso. Qual esse reagente? Explique

Questão 3
2017Química

(FUVEST - 2017) O Brasil produziu, em 2014, 14 milhes de toneladas de minrio de nquel. Apenas uma parte desse minrio processada para a obteno de nquel puro. Uma das etapas do processo de obteno do nquel puro consiste no aquecimento, em presena de ar, do sulfeto de nquel (Ni2S3), contido no minrio, formando xido de nquel (NiO) e dixido de enxofre (SO2). O xido de nquel , ento, aquecido com carvo, em um forno, obtendo-se o nquel metlico. Nessa ltima etapa, forma se, tambm, dixido de carbono (CO2) a) Considere que apenas 30 % de todo o minrio produzido em 2014 foram destinados ao processo de obteno de nquel puro e que, nesse processo, a massa de nquel puro obtida correspondeu a 1,4 % da massa de minrio utilizada. Calcule a massa mnima de carvo, em quilogramas, que foi necessria para a obteno dessa quantidade de nquel puro b) Cada um dos gases produzidos nessas etapas de obteno do nquel puro causa um tipo de dano ambiental. Explique esse fato para cada um desses gases.

Questão 4
2017Química

(FUVEST - 2017) Uma das formas de se medir temperaturas em fase gasosa por meio de reaes com constantes de equilbrio muito bem conhecidas, chamadas de reaes-termmetro. Uma dessas reaes, que ocorre entre o nion tiofenolato e o 2,2,2-trifluoroetanol, est representada pela equao qumica Para essa reao, foram determinados os valores da constante de equilbrio em duas temperaturas distintas. a) Essa reao exotrmica ou endotrmica? Explique, utilizando os dados de constante de equilbrio apresentados. b) Explique por que, no produto dessa reao, h uma forte interao entre o tomo de hidrognio do lcool e o tomo de enxofre do nion.

Questão 5
2017Química

(FUVEST - 2017) Os pneus das aeronaves devem ser capazes de resistir a impactos muito intensos no pouso e bruscas alteraes de temperatura. Esses pneus so constitudos de uma cmara de borracha reforada, preenchida com o gs nitrognio (N2) a uma presso tpica de 30 atm a 27 o C. Para a confeco dessa cmara, utiliza-se borracha natural modificada, que consiste principalmente do poliisopreno, mostrado a seguir: Em um avio, a temperatura dos pneus, recolhidos na fuselagem, era -13C durante o voo. Prximo ao pouso, a temperatura desses pneus passou a ser 27C, mas seu volume interno no variou. a) Qual a presso interna de um dos pneus durante o voo? Mostre os clculos. b) Qual o volume interno desse mesmo pneu, em litros, dado que foram utilizados 14 kg de N2para ench-lo? Mostre os clculos. c) Escreva a frmula estrutural do monmero do poli-isopreno.

Questão 6
2017Química

(FUVEST - 2017) Muitos medicamentos analgsicos contm, em sua formulao, o cido acetilsaliclico, que considerado um cido fraco (constante de ionizao do cido acetilsaliclico = 3,2 x 10-4). A absoro desse medicamento no estmago do organismo humano ocorre com o cido acetilsaliclico em sua forma no ionizada. a) Escreva a equao qumica que representa a ionizao do cido acetilsaliclico em meio aquoso, utilizando frmulas estruturais. b) Escreva a expresso da constante de equilbrio para a ionizao do cido acetilsaliclico. Para isto, utilize o smbolo AA para a forma no ionizada e o smbolo AA-para a forma ionizada. c) Considere um comprimido de aspirina contendo 540 mg de cido acetilsaliclico, totalmente dissolvido em gua, sendo o volume da soluo 1,5 L. Calcule a concentrao, em mol/L, dos ons H+nessa soluo. Em seus clculos, considere que a variao na concentrao inicial do frmaco, devido sua ionizao, desprezvel. d) No pH do suco gstrico, a absoro do frmaco ser eficiente? Justifique sua resposta.

Questão 40
2017QuímicaGeografia

(FUVEST- 2017)Segundo relatrio do Painel Intergovernamental de Mudanas Climticas (IPCC), inmeras gigatoneladas de gases do efeito estufa de origem antropognica (oriundos de atividades humanas) vm sendo lanadas na atmosfera h sculos. A figura mostra as emisses em 2010 por setor econmico. Com base na figura e em seus conhecimentos, aponte a afirmao correta.

Questão 90
2017MatemáticaQuímica

(FUVEST - 2017) Uma quantidade fixa de um gs ideal mantida a temperatura constante, e seu volume varia com o tempo de acordo com a seguinte frmula: V(t) = log2 (5 + 2 sen(t)), 0 t 2, em que t medido em horas e V(t) medido em m3. A presso mxima do gs no intervalo de tempo [0,2] ocorre no instante:

Questão
2017Química

(FUVEST- 2017) Nas mesmas condies de presso e temperatura, 50 L de gs propano (C3H8) e 250 L de ar foram colocados em um reator, ao qual foi fornecida energia apenas suficiente para iniciar a reao de combusto. Aps algum tempo, no mais se observou a liberao de calor, o que indicou que a reao havia-se encerrado.Com base nessas observaes experimentais, trs afirmaes foram feitas: I. Se tivesse ocorrido apenas combusto incompleta, restaria propano no reator. II. Para que todo o propano reagisse, considerando a combusto completa, seriam necessrios, no mnimo, 750 L de ar. III. provvel que, nessa combusto, tenha se formado fuligem. Est correto apenas o que se afirma em Note e adote: - Composio aproximada do ar em volume: 80% de N2 e 20% de O2.

Questão
2017Química

(FUVEST - 2017) O Brasil produziu, em 2014, 14 milhes de toneladas de minrio de nquel. Apenas uma parte desse minrio processada para a obteno de nquel puro. Uma das etapas do processo de obteno do nquel puro consiste no aquecimento, em presena de ar, do sulfeto de nquel (), contido no minrio, formando xido de nquel (NiO) e dixido de enxofre (). O xido de nquel , ento, aquecido com carvo, em um forno, obtendo-se o nquel metlico. Nessa ltima etapa, forma se, tambm, dixido de carbono (). a) Considere que apenas 30 % de todo o minrio produzido em 2014 foram destinados ao processo de obteno de nquel puro e que, nesse processo, a massa de nquel puro obtida correspondeu a 1,4 % da massa de minrio utilizada. Calcule a massa mnima de carvo, em quilogramas, que foi necessria para a obteno dessa quantidade de nquel puro b) Cada um dos gases produzidos nessas etapas de obteno do nquel puro causa um tipo de dano ambiental. Explique esse fato para cada um desses gases.

Questão
2017Química

(FUVEST- 2017) Em uma aula experimental, dois grupos de alunos (G1 e G2) utilizaram dois procedimentos diferentes para estudar a velocidade da reao de carbonato de clcio com excesso de cido clordrico. As condies de temperatura e presso eram as mesmas nos dois procedimentos e, em cada um deles, os estudantes empregaram a mesma massa inicial de carbonato de clcio e o mesmo volume de soluo de cido clordrico de mesma concentrao. O grupo G1 acompanhou a transformao ao longo do tempo, realizada em um sistema aberto, determinando a variao de massa desse sistema (Figura 1 e Tabela). O grupo G2 acompanhou essa reao ao longo do tempo, porm determinando o volume de dixido de carbono recolhido (Figura 2). Comparando os dois experimentos, os volumes aproximados de CO2, em litros, recolhidos pelo grupo G2aps 60, 180 e 240 segundos devem ter sido, respectivamente Note e adote: - massa molar do CO2: 44 g mol; - volume molar do CO2: 24 L mol; - desconsidere a solubilidade do CO2 em gua.

Questão
2017Química

(FUVEST- 2017) Reatores nucleares no so exclusivamente criaes humanas. No perodo pr-cambriano, funcionou na regio de Oklo, frica, durante centenas de milhares de anos, um reator nuclear natural, tendo como combustvel um istopo do urnio. Para que tal reator nuclear natural pudesse funcionar, seria necessrio que a razo entre a quantidade do istopo fssil (235U) e a do urnio 238U fosse cerca de 3%. Esse o enriquecimento utilizado na maioria dos reatores nucleares, refrigerados a gua, desenvolvidos pelo homem. O 235U decai mais rapidamente que o 238U; na Terra, atualmente, a frao do istopo 235U, em relao ao 238U, cerca de 0,7%. Com base nessas informaes e nos dados fornecidos, pode-se estimar que o reator natural tenha estado em operao h

Questão
2017BiologiaQuímica

(FUVEST - 2017)A hemoglobina (Hb) a protena responsvel pelo transporte de oxignio. Nesse processo, a hemoglobina se transforma em oxihemoglobina (Hb(O2)n). Nos fetos, h um tipo de hemoglobina diferente da do adulto, chamada de hemoglobina fetal. O transporte de oxignio pode ser representado pelo seguinte equilbrio: em que Hb representa tanto a hemoglobina do adulto quanto a hemoglobina fetal. A figura mostra a porcentagem de saturao de Hb por O2 em funo da presso parcial de oxignio no sangue humano, em determinado pH e em determinada temperatura. A porcentagem de saturao pode ser entendida como: Com base nessas informaes, um estudante fez as seguintes afirmaes: Para uma presso parcial de O2 de 30 mmHg, a hemoglobina fetal transporta mais oxignio do que a hemoglobina do adulto. Considerando o equilbrio de transporte de oxignio, no caso de um adulto viajar do litoral para um local de grande altitude, a concentrao de Hb em seu sangue dever aumentar, aps certo tempo, para que a concentrao de Hb(O2)n seja mantida. Nos adultos, a concentrao de hemoglobina associada a oxignio menor no pulmo do que nos tecidos. correto apenas o que o estudante afirmou em

Questão
2017Química

(FUVEST- 2017) Para aumentar o grau de conforto do motorista e contribuir para a segurana em dias chuvosos, alguns materiais podem ser aplicados no para-brisa do veculo, formando uma pelcula que repele a gua. Nesse tratamento, ocorre uma transformao na superfcie do vidro, a qual pode ser representada pela seguinte equao qumica no balanceada: Das alternativas apresentadas, a que representa o melhor material a ser aplicado ao vidro, de forma a evitar o acmulo de gua, :

Questão
2017Química

(FUVEST- 2017)Clulas a combustvel so opes viveis para gerar energia eltrica para motores e outros dispositivos. O esquema representa uma dessas clulas e as transformaes que nela ocorrem. A corrente eltrica (i), em ampre (coulomb por segundo), gerada por uma clula a combustvel que opera por 10 minutos e libera 4,80 kJ de energia durante esse perodo de tempo,

1-15 de 23chevron right center