Gabarito UFT - Provas Anteriores

1-15 de 26chevron right center
Questão
2020Português

(UFT - 2020) TEXTO I TEXTO II Sem merenda: quando frias escolares significam fome no Brasil Me corta o corao eles quererem um po e eu no ter. J coloquei os meninos na escola pra isso mesmo, por causa da merenda. Um pouquinho de arroz sempre algum me d, mas nas frias complica, afirma Alessandra, que, desempregada, coleta latinhas na favela de Paraispolis, em So Paulo, onde mora. [...] O drama de Alessandra no incomum. As frias escolares, quando muitas crianas deixam de ter o acesso dirio merenda, intensificam a vulnerabilidade social de muitas famlias em todo o pas. Embora variem em contedo e qualidade (s vezes, so apenas bolacha ou po, em outras, so refeies completas de arroz, feijo, legumes e carne), as merendas ocupam funo importante no dia a dia de certos alunos. Para essas crianas, nos perodos sem aulas que a fome, uma ameaa ao longo de todo ano, torna-se uma realidade a ser enfrentada. [...] Embora no haja estudos nacionais que indiquem o tamanho da insegurana alimentar durante o perodo de frias escolares, uma srie de indicadores comprova a evoluo da pobreza no pas e o modo como ela incide sobre as crianas. De acordo com a Fundao Abrinq, que fez clculos, a partir de dados do IBGE, 9 milhes de brasileiros entre zero e 14 anos do Brasil vivem em situao de extrema pobreza. O Sistema de Vigilncia Alimentar e Nutricional do Ministrio da Sade (Sisvan) identificou, no ano retrasado, 207 mil crianas menores de cinco anos com desnutrio grave no Brasil. A mais recente pesquisa de Segurana Alimentar do IBGE, de 2013, apontava que uma a cada cinco famlias brasileiras tinha restries alimentares ou preocupao com a possibilidade de no ter dinheiro para pagar comida. Se a pesquisa fosse feita hoje, a famlia da faxineira Marinalva Maria de Paula, de 57 anos, se enquadraria nessa condio. Com uma renda de R$ 360,00 mensais para trs adultos e uma criana, ela se v cotidianamente frente a decises dramticas: Se eu pagar a prestao do apartamento ou a conta de gua, no temos o que comer. [...] O fenmeno que acontece na casa da faxineira j havia sido identificado pelo Instituto Brasileiro de Anlises Sociais e Econmicas (Ibase) em 2008, quando um tero dos titulares do Bolsa Famlia declaravam em pesquisa que a alimentao da famlia piorava durante as frias escolares. [...] Marinalva no consegue emprego formal h quatro anos. Ela est muito longe de atingir a renda mnima familiar, estimada pelo Departamento Intersindical de Estatstica e Estudos Socioeconmicos (Dieese) em R$ 4.214,62, para suprir sem carncias as necessidades com alimentao, moradia, sade, educao, vesturio, higiene, transporte, lazer e previdncia dos quatro integrantes da casa. O valor, calculado em julho, equivale a aproximadamente quatro vezes o salrio mnimo atual, de R$ 998,00. Fonte: IDOETA, Paula Adamo; SANCHES, Mariana. In: BBC News Brasil. 15 jul. 2019. Disponvel em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-48953335. Acesso em: 09 agost. 2019. (texto adaptado). Sobre os vocbulos: incomum e insegurana, presentes no texto II, analise as afirmativas. I. Nos vocbulos, o prefixo in- denota sentido de negao. II. Os vocbulos passaram por derivao parassinttica, com a anexao concomitante de afixos aos substantivos. III. Os vocbulos so formados pelo processo de derivao, ou seja, quando se obtm uma palavra nova (derivada), pela anexao de afixos palavra primitiva. IV. Na formao dos vocbulos, ambos sofreram alteraes em sua estrutura pelos prefixos, provocadas pelo fenmeno da assimilao. Assinale a alternativa CORRETA.

Questão
2020Sociologia

(UFT 2020) A concepo de democracia racial no Brasil acaba por ocultar as discriminaes sofridas diariamente pelos(as) negros(as) e indgenas, pois imaginamos uma sociedade em que brancos(as), negros(as) e indgenas convivem harmoniosamente e no h discriminao tnico-racial. Assinale a alternativaCORRETA.

Questão
2020Filosofia

(UFT 2020) Conhecemos somente o nosso modo de perceber a natureza dos objetos em si mesmos, modo que nos peculiar, mas pode muito bem no ser necessariamente o de todos os seres, embora seja o de todos os homens. deste modo apenas que nos temos de ocupar. O espao e o tempo so as formas desse modo de perceber; a sensao em geral a sua matria. Fonte: KANT, I. Crtica da razo pura. Lisboa: Calouste, 2013, p. 79. O trecho ilustra alguns aspectos da teoria kantiana do conhecimento. Sobre esta mesma teoria, assinale a opoCORRETA.

Questão
2020Filosofia

(UFT 2020) Um dos principais pensadores da ps-modernidade, Michel Foucault, afirma, por exemplo, que vivemos numa sociedade em que h mltiplas formas de dominao e que, em grande parte, marcha ao compasso da verdade‟ ou seja, que produz e faz circular discursos que funcionam como verdade, que passam por tal e que detm, por esse motivo, poderes especficos. Fonte: FOUCAULT, M. Microfsica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 2009, p. 181; 321. Essas afirmaes exemplificam o modo pelo qual Foucault compreende a sociedade ps-moderna. Sobre os resultados das investigaes de Foucault acerca das novas formas de organizao social, assinale a alternativaCORRETA.

Questão
2020Biologia

Para explicar a ascenso da seiva no xilema, a hiptese mais amplamente aceita a da coeso-tenso, descrita primeiramente pelo botnico Henry Horatio Dixon, em 1914. Considerando essa hiptese, as palavras que preenchem, respectivamente, as lacunas do texto a seguir so: Ao perder gua por __________________, as _________ criam uma tenso que puxa a seiva dos tubos ________________, com isso, a coluna de seiva sobe. A tenso da coluna chega at _____________, retirando gua de suas clulas; assim, por sua vez, elas absorvem gua do solo. Assinale a alternativaCORRETA.

Questão
2020Matemática

(UFT - 2020)A Faculdade de Matemtica de um Centro Universitrio com 400 acadmicos props a oferta de dois cursos opcionais: Yoga e Pilates, para estimular a prtica de atividades que promovam benefcios sade fsica e mental. Obteve-se o seguinte resultado em relao s matrculas nos cursos: 250 matricularam-se em Pilates, 200 matricularam-se em Yoga e 150 matricularam-se em ambos os cursos. Assinale a alternativa CORRETA que indica o nmero de acadmicos que no se matricularam nesses cursos:

Questão
2019Filosofia

(UFT 2019) Supe ento uma linha cortada em duas partes desiguais; corta novamente cada um dos segmentos a mesma proporo, o da espcie visvel e o da inteligvel; e obters, no mundo visvel, segundo a sua claridade ou obscuridade relativa, uma seco, a das imagens. [...] Na parte anterior, a alma, servindo-se, como se fossem imagens, dos objectos que ento eram imitados, forada a investigar a partir de hipteses, sem poder caminhar para o princpio, mas para a concluso; ao passo que, na outra parte, a que conduz ao princpio absoluto, parte da hiptese, e, dispensando as imagens que havia no outro, faz caminho s com o auxlio das ideias Fonte: Plato, A Repblica, Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2012, p. 311. Ao apresentar uma proposta dualista da realidade, o trecho apresentado acaba por descreditar certo tipo de conhecimento que o autor pensa ser insuficiente para a compreenso da verdade. Com isso, descreve um processo que vai do grau mais inferior ao mais elevado de conhecimento. Quanto ao assunto, analise as afirmativas abaixo. I. A princpio temos contato com o que apresentado pelos sentidos, e, por fim, conhecemos as Ideias com auxlio da razo. II. O conhecimento parte do abandono do que prope a multiplicidade das coisas rumo ao que idntico a si mesmo. III. As impresses e as opinies que delas advm devem ser deixadas de lado, bem como o conhecimento das Ideias eternas. IV. O conhecimento das Ideias encontrado na multiplicidade das coisas que so percebidas sensivelmente. Assinale, entre as alternativas abaixo, aquela que indica as afirmativasCORRETASquanto ao conhecimento, segundo o passo citado a partir dA Repblica de Plato.

Questão
2019Filosofia

(UFT 2019) No livro Confisses, Santo Agostinho, principal representante da Patrstica medieval, trata do seguinte problema Deus o autor do mal?. Desse problema advm as seguintes indagaes: Onde est, portanto, o mal? De onde e por onde conseguiu penetrar? Qual a sua raiz e a sua semente? Porventura no existe nenhuma? Por que recear muito, ento, o que no existe? Fonte: (AGOSTINHO, S. Confisses. So Paulo: Nova Cultural, 1999, p. 177 (Col. Os pensadores)). Com relao ao problema do mal em Confisses analise as afirmativas a seguir: I. todas as coisas que existem so boas, e o mal no uma substncia, pois, se fosse substncia seria um bem. II. todas as coisas que se corrompem no so boas, pois so privadas de todo bem. III. o mal se no substncia, a perverso da vontade desviada da substncia suprema. IV. o mal a corrupo que afeta diretamente a substncia divina que est sujeita a ela. Com base nas afirmativas, assinale a alternativaCORRETA.

Questão
2019Geografia

(UFT) Sobre a agricultura de plantation CORRETOafirmar que:

Questão
2019Filosofia

(UFT 2019) Como todas as coisas que existem so particulares, como formamos os termos gerais? As palavras tornam-se gerais por serem estabelecidas como os sinais das ideias gerais; e as ideias tornam-se gerais separando-se delas as circunstncias de tempo e lugar, e quaisquer outras ideias que possam determin-las para esta ou aquela existncia particular. Por este meio de abstrao elas tornam-se capazes de representar mais do que um indivduo, cada um dos quais, tendo nisto uma conformidade com esta ideia, desta espcie Fonte: (LOCKE, J. Ensaio sobre o entendimento humano. So Paulo: Abril Cultural, 1983, p. 227). Neste trecho, sublinham-se alguns aspectos fundamentais da teoria do conhecimento do autor. A partir da leitura do fragmento CORRETOafirmar que:

Questão
2018Filosofia

(UFT 2020) Segundo Toms de Aquino, o homem entendido como um composto de corpo e alma, fazendo eco, sobretudo, a teorias aristotlicas sobre o ser humano. Por isso, naSuma contra os gentioso filsofo afirma que impossvel que o homem e o animal sejam uma alma servindo-se de um corpo, e no uma coisa composta de corpo e alma. Fonte: TOMS DE AQUINO. Suma contra os gentios. Caxias do Sul: Sulina, 1990, p. 264. Tendo em vista esta citao, assinale a alternativa queNOapresenta uma caracterstica que o Aquinata utiliza para descrever o homem:

Questão
2018Sociologia

(COPESE - UFT) Leio o excerto da entrevista com o socilogo Zygmunt Bauman, concedida revista ISTO, e responda a questo. ISTO O que caracteriza a modernidade lquida? Zygmunt Bauman Lquidos mudam de forma muito rapidamente, sob a menor presso. Na verdade, so incapazes de manter a mesma forma por muito tempo. No atual estgio lquido da modernidade, os lquidos so deliberadamente impedidos de se solidificarem. A temperatura elevada ou seja, o impulso de transgredir, de substituir, de acelerar a circulao de mercadorias rentveis no d ao fluxo uma oportunidade de abrandar, nem o tempo necessrio para condensar e solidificar-se em formas estveis, com uma maior expectativa de vida. ISTO As pessoas esto conscientes dessa situao? Zygmunt Bauman Acredito que todos estamos cientes disso, num grau ou outro. Pelo menos, s vezes, quando uma catstrofe, natural ou provocada pelo homem, torna impossvel ignorar as falhas. Portanto, no uma questo de abrir os olhos. O verdadeiro problema : quem capaz de fazer o que deve ser feito para evitar o desastre que j podemos prever? O problema no a nossa falta de conhecimento, mas a falta de um agente capaz de fazer o que o conhecimento nos diz ser necessrio fazer, e urgentemente. Por exemplo: estamos todos conscientes das consequncias apocalpticas do aquecimento do planeta. E todos estamos conscientes de que os recursos planetrios sero incapazes de sustentar a nossa filosofia e prtica de crescimento econmico infinito e de crescimento infinito do consumo. Sabemos que esses recursos esto rapidamente se aproximando de seu esgotamento. Estamos conscientes mas e da? H poucos (ou nenhum) sinais de que, de prpria vontade, estamos caminhando para mudar as formas de vida que esto na origem de todos esses problemas. ISTO E o que o senhor chama de amor lquido? Zygmunt Bauman Amor lquido um amor at segundo aviso, o amor a partir do padro dos bens de consumo: mantenha-os enquanto eles te trouxerem satisfao e os substitua por outros que prometem ainda mais satisfao. O amor com um espectro de eliminao imediata e, assim, tambm de ansiedade permanente, pairando acima dele. Na sua forma lquida, o amor tenta substituir a qualidade por quantidade mas isso nunca pode ser feito, como seus praticantes mais cedo ou mais tarde acabam percebendo. bom lembrar que o amor no um objeto encontrado, mas um produto de um longo e muitas vezes difcil esforo e de boa vontade. Fonte: BAUMAN, Zygmunt. In: Revista ISTO. Disponvel em: https://istoe.com.br/102755_VIVEMOS+TEMPOS+LIQUIDOS+NADA+E+PARA+DURAR+/. Acesso em: 12 fev. 2018 (fragmento adaptado). De acordo com o conceito de modernidade lquida de Zygmunt Bauman, assinale a alternativaINCORRETA.

Questão
2015Sociologia

(UFT 2015) Sobre o capitalismo financeiro e a globalizao, CORRETOafirmar.

Questão
2014História

(UFT - 2014) O Mercantilismo resulta numa exaltao do esprito de empresa e trabalho criador. Realiza assim, em relao aos ideais pregados pela cultura medieval, uma verdadeira subverso das hierarquias e dos valores. levado a lutar contra os preconceitos nobilirios, a ociosidade, o gosto da funo pblica, mantido pela venalidade e hereditariedade dos ofcios. FONTE: DEYON, Pierre. O Mercantilismo. SP: Perspectiva, 1992, p. 54. O Mercantilismo tinha como princpio bsico:

Questão
2013Química

(UFT - 2013) No nosso dia-a-dia, convivemos com vrios processos que so denominados de fenmenos fsicos e fenmenos qumicos. Fenmenos fsicos so aqueles em que ocorrem mudanas de fase da matria sem alterar sua composio qumica. J os fenmenos qumicos so aqueles que ocorrem com alterao da composio qumica das substncias. Qual das alternativas a seguir contm somente fenmenos qumicos?

1-15 de 26chevron right center