Entre em contato com nossa equipe comercial gratuitamente pelo WhatsApp
Chamar no Whatsapp - KuadroChamar no WhatsApp

Questões e gabarito - UNICAMP 2016

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
31-45 de 176
Questão 16
2016Biologia

Aedes aegypti modificados (transgênicos) têm sido utilizados no combate à dengue. Esses mosquitos produzem uma proteína que mata seus descendentes ainda na fase de larva. Mosquitos machos modificados são soltos na natureza para procriar com fêmeas nativas, mas os filhotes resultantes desse cruzamento não sobrevivem. É possível monitorar a presença de ovos resultantes do cruzamento de machos modificados com fêmeas nativas a partir da luz fluorescente emitida pelos ovos. a) Descreva o princípio da técnica utilizada para produzir os mosquitos modificados. b) Por que os ovos resultantes do cruzamento dos machos modificados com fêmeas nativas emitem luz fluorescente? O que é preciso fazer com os ovos para saber se eles emitem luz fluorescente?

Questão 16
2016Geografia

A figura abaixo apresenta a sequência evolutiva de um perfil de solo. a) Quais são os fatores ambientais que interagem para o desenvolvimento de um perfil de solo? b) A ação humana pode interferir no desenvolvimento de um perfil de solo como o apresentado. Como pode ser essa interferência?

Questão 17
2016Biologia

As figuras abaixo representam interações ecológicas. a) Pode-se afirmar que as interações ecológicas representadas em A e B são associações? Justifique sua resposta. b) Cite duas interações ecológicas harmônicas.

Questão 17
2016Geografia

A imagem abaixo apresenta um gráben, formado a partir do abatimento de um bloco da crosta ao longo de falhas normais. a) Quais são os processos que geram abatimentos da crosta associados às falhas normais? Por que nessas áreas formam-se bacias sedimentares? b) Indique dois recursos minerais que se formam junto com a evolução de bacias sedimentares.

Questão 18
2016Biologia

Muitas vezes se observa o efeito do vento nas plantas, que faz com que a copa das árvores e eventualmente o caule balancem vigorosamente sem, contudo, se romper. No entanto, quando ocorre a ruptura de um ramo, as plantas têm a capacidade de retomar o crescimento e ocupar novamente o espaço deixado pela queda do ramo. a) Cite e caracterize os tipos de tecidos que promovem a sustentação e a flexibilidade dos ramos e caules. b) Como se dão o surgimento e o crescimento do novo ramo em plantas danificadas pelo vento?

Questão 18
2016Geografia

A questão da inserção do negro na sociedade nacional e sua mobilidade social é recorrente no debate da sociologia brasileira. Embora as desigualdades raciais ainda permaneçam, nas últimas três décadas importantes políticas foram adotadas pelo Estado brasileiro, reconhecendo o valor histórico dos negros para a formação da sociedade nacional. Nesse contexto, vêm se construindo políticas compensatórias, a partir de ações afirmativas, voltadas para essa população. a) Indique ao menos uma mudança importante introduzida na Constituição Federal de 1988 que se tornou garantia de reconhecimento dos direitos dos negros pelo Estado Brasileiro. Explique o que são políticas públicas compensatórias. b) Em julho de 2010, foi aprovada a Lei Federal 12.288, que instituiu o Estatuto da Igualdade Racial destinado à população negra do país. Essa lei tornou-se um importante instrumento de promoção de ações afirmativas e de combate ao racismo. Aponte duas ações para a promoção dos direitos fundamentais da população afrodescendente, uma referente à educação e outra referente à cultura, decorrentes do referido Estatuto.

Questão
2016Português

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: É possível fazer educação de qualidade sem escola É possível fazer educação embaixo de um pé de manga? Não só é, como já acontece em 20 cidades brasileiras e em Angola, Guiné-Bissau e Moçambique. Decepcionado com o processo de ensinagem, o antropólogo Tião Rocha pediu demissão do cargo de professor da UFOP (Universidade Federal de Ouro Preto) e criou em 1984 o CPCD (Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento). Curvelo, no Sertão mineiro, foi o laboratório da escola que abandonou mesa, cadeira, lousa e giz, fez das ruas a sala de aula e envolveu crianças e familiares na pedagogia da roda. A roda é um lugar da ação e da reflexão, do ouvir e do aprender com o outro. Todos são educadores, porque estão preocupados com a aprendizagem. É uma construção coletiva, explica. O educador diz que a roda constrói consensos. Porque todo processo eletivo é um processo de exclusão, e tudo que exclui não é educativo. Uma escola que seleciona não educa, porque excluiu alguns. A melhor pedagogia é aquela que leva todos os meninos a aprenderem. E todos podem aprender, só que cada um no seu ritmo, não podemos uniformizar. Nesses 30 anos, o educador foi engrossando seu dicionário de terminologias educacionais, todas calcadas no saber popular: surgiu a pedagogia do abraço, a pedagogia do brinquedo, a pedagogia do sabão e até oficinas de cafuné. Esta última foi provocada depois que um garoto perguntou: Tião, como faço para conquistar uma moleca? Foi a deixa para ele colocar questões de sexualidade na roda. Para resolver a falência da educação, Tião inventou uma UTI educacional, em que mães cuidadoras fazem biscoito escrevido e folia do livro (biblioteca em forma de festa) para ajudar na alfabetização. E ainda colocou em uso termos como empodimento, após várias vezes ser questionado pelas comunidades: Pode [fazer tal coisa], Tião? Seguida da resposta certeira: Pode, pode tudo. Aos 66 anos, Tião diz estar convicto de que a escola do futuro não existirá e que ela será substituída por espaços de aprendizagem com todas as ferramentas possíveis e necessárias para os estudantes aprenderem. Educação se faz com bons educadores, e o modelo escolar arcaico aprisiona e há décadas dá sinais de falência. Não precisamos de sala, precisamos de gente. Não precisamos de prédio, precisamos de espaços de aprendizado. Não precisamos de livros, precisamos ter todos os instrumentos possíveis que levem o menino a aprender. Sem pressa, seguindo a Carta da Terra e citando Ariano Suassuna para dizer que terceira idade é para fruta: verde, madura e podre, Tião diz se sentir privilegiado de viver o que já viveu e acreditar na utopia de não haver mais nenhuma criança analfabeta no Brasil. Isso não é uma política de governo, nem de terceiro setor, é uma questão ética, pontua. (Qsocial, 09/12/2014. Disponível em http://www.cpcd.org.br/portfolio/e_possivel_fazer_educacao_de_qualidade_100_escola/.) (Unicamp 2016) Em relação ao trecho E ainda colocou em uso termos como empodimento, após várias vezes ser questionado pelas comunidades: Pode [fazer tal coisa], Tião? Seguida da resposta certeira: Pode, pode tudo, é correto afirmar:

Questão
2016Geografia

(UNICAMP - 2016) A Constituição Federal promulgada em 1988 define que aRepública Federativa Brasileira compreende a União, osEstados Federados, o Distrito Federal e os municípios,todos autônomos. Das alternativas abaixo, aponte aquela que apresentacorretamente atribuições que são de competênciaexclusiva da União.

Questão
2016Português

(UNICAMP - 2016) Morro da Babilônia À noite, do morro descem vozes que criam o terror (terror urbano, cinquenta por cento de cinema, e o resto que veio de Luanda ou se perdeu na língua Geral). Quando houve revolução, os soldados espalharam no morro, o quartel pegou fogo, eles não voltaram. Alguns, chumbados, morreram. O morro ficou mais encantado. Mas as vozes do morro não são propriamente lúgubres. Há mesmo um cavaquinho bem afinado que domina os ruídos da pedra e da folhagem e desce até nós, modesto e recreativo, como uma gentileza do morro. (Carlos Drummond de Andrade, Sentimento do mundo. São Paulo:Companhia das Letras, 2012, p.19.) No poema Morro da Babilônia, de Carlos Drummond deAndrade,

Questão
2016Português

(UNICAMP - 2016) (...) plantai batatas, ó geração de vapor e de pó de pedra, *macadamizai estradas, fazei caminhos de ferro, construí passarolas de Ícaro, para andar a qual mais depressa, estas horas contadas de uma vida toda material, maçuda e grossa como tendes feito esta que Deus nos deu tão diferente do que a que hoje vivemos. Andai, ganha-pães, andai: reduzi tudo a cifras, todas as considerações deste mundo a equações de interesse corporal, comprai, vendei, agiotai. No fim de tudo isto, o que lucrou a espécie humana? Que há mais umas poucas dúzias de homens ricos. E eu pergunto aos economistas políticos, aos moralistas, se já calcularam o número de indivíduos que é forçoso condenar à miséria, ao trabalho desproporcionado, à desmoralização, à infâmia, à ignorância crapulosa, à desgraça invencível, à penúria absoluta, para produzir um rico? *Macadamizar: pavimentar. (Almeida Garrett, Viagens na minha terra. São Paulo: Ateliê Editorial,2012, p.77.) Formou Deus o homem, e o pôs num paraíso de delícias; tornou a formá-lo a sociedade, e o pôs num inferno de tolices. (Almeida Garrett, Viagens na minha terra. São Paulo: Ateliê Editorial,2012, p.190.) Vários discursos organizam a estrutura narrativa doromance Viagens na minha terra, de Almeida Garrett. Issopermite afirmar que a visão de mundo dessa narrativa

Questão
2016Geografia

(UNICAMP - 2016) Considerando as atuais características demográficas dapopulação indígena brasileira, assinale a alternativacorreta.

Questão
2016Português

(UNICAMP-2016) A publicidade acima foi divulgada no site da agênciaFAMIGLIA no dia 24 de janeiro de 2007, véspera doaniversário de São Paulo, no período em que foi propostaa campanha Cidade Limpa. Na base da foto, em letrasbem pequenas, está escrito: Tomara, mas tomara mesmo,que nos próximos aniversários o paulistano comemore umacidade nova de verdade. Considerando os sentidos produzidos por esse anúncio, écorreto afirmar:

Questão
2016História

(UNICAMP - 2016) Por que a ética voltou a ser um dos temas maistrabalhados do pensamento filosófico contemporâneo? Nosanos 1960 a política ocupava esse lugar e muitoscometeram o exagero de afirmar que tudo era político. (José Arthur Gianotti, Moralidade Pública e Moralidade Privada, emAdauto Novaes, Ética. São Paulo: Companhia das Letras, 1992, p.239.) A partir desse fragmento sobre a ética e o pensamentofilosófico, é correto afirmar que:

Questão
2016Geografia

(UNICAMP - 2016) Sobre o papel da cabotagem no processo de formação doterritório brasileiro, é correto afirmar:

Questão
2016Geografia

(UNICAMP 2016) O processo contemporâneo de metropolização do espaçoe a grande metamorfose que vem ocorrendo em algumasmetrópoles têm significado mudanças territoriaisexpressivas. Há intensificação e multiplicidade de fluxos depessoas, mercadorias e informações, bem comocrescimento do número de cidades conurbadas, onde nãose distingue muito bem, na continuidade da imensa áreaconstruída, o limite municipal de cada uma delas. Tanto emSão Paulo, por exemplo, como na Cidade do México, emBuenos Aires ou em Santiago, vamos encontrar amanifestação desse momento mais avançado daurbanização. (Adaptado de Sandra Lencioni, A metamorfose de São Paulo: oanúncio de um novo mundo de aglomerações difusas. RevistaParanaense de Desenvolvimento, Curitiba, n.120, p. 133-148, jan./jun., 2011.) Tendo em vista a metrópole contemporânea, é corretoafirmar que se trata de uma

NOVIDADES
Kuadro