Entre em contato com nossa equipe comercial gratuitamente pelo WhatsApp.
Kuadro - Se prepare para entrar nas faculdades de medicina mais concorridas do Brasil.Kuadro - Se prepare para entrar nas faculdades de medicina mais concorridas do Brasil.


ESTUDE COM O CURSINHO
QUE APROVA NOS
VESTIBULARES MAIS
CONCORRIDOS!


Questões de História - ENEM

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
1-15 de 362
Questão 48
2019História

(ENEM 2019) O processamento da mandioca era uma atividade já realizada pelos nativos que viviam no Brasil antes da chegada de portugueses e africanos. Entretanto, ao longo do processo de colonização portuguesa, a produção de farinha foi aperfeiçoada e ampliada, tornando-se lugar comum em todo o território da colônia portuguesa na América. Com a consolidação do comércio atlântico em suas diferentes conexões, a farinha atravessou os mares e chegou aos mercados africanos. BEZERRA, N. R. Escravidão, farinha e tráfico atlântico: um novo olhar sobre as relações entre o Rio de Janeiro e Benguela (1790 1830) Disponível em www.bn.br. Acesso em 20 ago. 2014 (adaptado) Considerando a formação do espaço atlântico, esse produto exemplifica historicamente a

Questão 50
2019HistóriaGeografiaSociologia

(ENEM 2019) Tratava-se agora de construir um ritmo novo. Para tanto, era necessário convocar todas as forças vivas da Nação, todos os homens que, com vontade de trabalhar e confiança no futuro, pudessem erguer, num tempo novo, um novo Tempo. E, à grande convocação que conclamava o povo para a gigantesca tarefa, começaram a chegar de todos os cantos da imensa pátria os trabalhadores: os homens simples e quietos, com pés de raiz, rostos de couro e mãos de pedra, e no calcanho, em carro de boi, em lobo de burro, em paus-de-arara, por todas as fomas possíveis e imagináveis, em sua mudez cheia de esperança, muitas vezes deixando para trás mulheres e filho a aguarda suas promessas de melhores dias; foram chegando de tantos povoados, tantas cidades cujos nomes pareciam cantar saudades ais seus ouvidos, dentro dos antigos ritmos da imensa pátria... Terra de sol, Terra de Luz... Brasil! Brasil! Brasília! MORAES, V.; JOBIM, A.C. Brasília, sinfonia da alvorada. III - A chegada dos candangos. Disponível em www.viniciusdemoraes.com.br. Acesso em : 14 ago. 2012 (Adaptado). No texto, a narrativa produzida sobe a construção de Brasília articula os elementos políticos e socioeconômicos indicados, respectivamente, em:

Questão 53
2019História

(Enem 2019) Nossa cultura não cabe nos seus museusTOLENTINO, A. B. Patrimônio cultural e discursos museológicos.Midas, n. 6; 2016. Produzida no Chile, no final da década de 1970, a imagem expressa um conflito entre culturas e sua presença em museus decorrente da

Questão 55
2019História

(ENEM 2019) A cidade medieval é, antes de mais nada, uma sociedade da abundância, concentrada num pequeno espaço em meio a vastas regiões pouco povoadas. Em seguida, é um lugar de produção e de trocas, onde se articulam o artesanato e o comércio, sustentados por uma economia monetária. É também o centro de um sistema de valores particular, do qual emerge a prática laboriosa e criativa do trabalho, o gosto pelo negócio e pelo dinheiro, a inclinação para o luxo, o senso da beleza. É ainda um sistema de organização de um espaço fechado com muralhas, onde se penetra por portas e se caminha por ruas e praças e que é guarnecido por torres. LE GOFF, J.; SCHMITT, J. -C. Dicionário temático do Ocidente Medieval. Bauru: Edusc, 2006. No texto, o espaço descrito se caracteriza pela associação entre a ampliação das atividades urbanas e a

Questão 58
2019História

TEXTO I: A centralização econômica, o protecionismo e a expansão ultramarina engrandeceram o Estado, embora beneficiassem a burguesia incipiente. ANDERON, P. In:DEYON, P. O mercantilismo. Lisboa: Gradiva,1989 (adaptado). TEXTO II: As interferências da legislação e das práticas exclusivistas restringem a operação benéfica da lei natural na esfera das relações econômicas. SMITH, A. A riqueza das Nações. São Paulo: Abril Cultura, 1983 (adaptado). Entre os séculos XVI e XIX, diferentes concepções sobre as relações entre Estado e economia foram formuladas. Tais concepções, associadas a cada um dos textos, confrontam-se, respectivamente, na oposição entre as práticas de

Questão 59
2019História

(ENEM 2019) A lenda diz que, em um belo dia ensolarado, Newton estava relaxando sob uma macieira. Pássaros gorjeavam em suas orelhas. Havia uma brisa gentil. Ele cochilou por alguns minutos. De repente, uma maçã caiu sobre sua cabeça e ele acordou com um susto. Olhou para cima. Com certeza um pássaro ou um esquilo derrubou a maçã da árvore, supôs. Mas não havia pássaros ou esquilos na árvore por perto. Ele, então, pensou: Apenas alguns minutos antes, a maçã estava pendurada na árvore. Nenhuma força externa fez ela cair. Deve haver alguma força subjacente que causa a queda das coisas para a terra. SILVA, C. C.; MARTINS, R. A. Estudos de história e filosofia das ciências. São Paulo: Livraria da Física, 2006 (adaptado). Em contraponto a uma interpretação idealizada, o texto aponta para a seguinte dimensão fundamental da ciência moderna:

Questão 60
2019História

(ENEM 2019) Dificilmente passa-se uma noite sem algum sitiante tenha seu celeiro ou sua pilha de cereais destruídos pelo fogo. Vários trabalhadores não diretamente envolvidos nos ataques pareciam apoiá-los, como se vê neste depoimento ao The Times: deixa queimar, pena que não foi a casa; podemos nos aquecer agora;nós só queríamos algumas batatas, há um fogo ótimo para cozinhá-las. HOBSBAWM,E.; RUDÉ, G. Capitão Swing. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982 (adaptado). A revolta descrita no texto, ocorrida na Inglaterra no século XIX, foi uma reação ao seguinte processo socioespacial:

Questão 61
2019História

(ENEM 2019) Entre os combatentes estava a mais famosa heroína da Independência. Nascida em Feira de Santana, filha de lavradores pobres, Maria Quitéria de Jesus tinha trinta anos quando a Bahia começou a pegar em armas contra os Portugueses. Apesar da proibição de mulheres nos batalhões de voluntários, decidiu se alistar às escondidas. Cortou os cabelos, amarrou os seios, vestiu-se de homem e incorporou-se às fileiras brasileiras com o nome de Soldado Medeiros. GOMES, L. 1822. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2010. No processo de Independência do Brasil, o caso mencionado é emblemático porque evidencia a

Questão 68
2019História

(ENEM 2019) Art.90. As nomeações dos deputados e senadores para a Assembleia Geral, e dos membros dos Conselhos Gerais das províncias, serão feitas por eleições, elegendo a massa dos cidadãos ativos em assembleias paroquiais, os eleitores de pronvícia, e estes, os representantes da nação e província. Art. 92. São excluídos de votar nas assembleias paroquiais: I Os menores de vinte e cinco anos, nos quais não compreendem os casados, os oficiais militares, que forem maiores de vinte e um anos, os bacharéis formados e os clérigos de ordens sacras. II Os filhos de famílias, que estiverem na companhia de seus pais, salvo se servirem a ofícios públicos. III Os criados de servir, em cuja classe não entram os guarda livros, e primeiros caixeiros das casas de comércio, os criados da Casa Imperial, que não forem de galão branco, e os administradores das fazendas rurais e fábricas. IV Os religiosos e quaisquer que vivam em comunidade claustral. V Os que não tiverem de renda líquida anual cem mil réis por bens de raiz, industria, comércio, ou emprego. BRASIL, Constituição de 1824. Disponível em: www.planalto.gov.br Acesso em: 4 abr, 2015 (adaptado) De acordo com os artigos do dispositivo legal apresentado, o sistema eleitoral instituído no início do Império é marcado pelo(a)

Questão 71
2019História

(ENEM-2019)A soberanização dos cidadãos dotados de plenos direitos era imprescindível para a existência da cidade-estado. Segundo os regimes políticos, a proporção desses cidadãos em relação à população total dos homens livres podia variar muito, sendo bastante pequena nas aristocracias e oligarquias e maior nas democracias. CARDOSO, C.F. A cidade-estado clássicas. São Paulo: África, 1985. Nas cidades-estados da Antiguidade Clássica, a proporção de cidadãos descrita no texto é explicada pela adoção do seguinte critério para a participação política:

Questão 72
2019História

(ENEM 2019) A revolta da vacina (1904) mostrou claramente o aspecto defensivo, desorganizado, fragmentado da ação popular. Não se negava o Estado, não se reivindicava participação nas decisões políticas; defendiam-se valores e direitos considerados acima da intervenção do Estado. Carvalho, J. M. Os bestializados: o Rio de Janeiro e a República que não foi. São Paulo: Cia. das letras, 1987(adaptado). A mobilização analisada representou um alerta a medida em que a ação popular questionava.

Questão 73
2019História

(ENEM-2019) A partir da segunda metade do século XVIII, o número de escravos recém chegados cresce no Rio e se estabiliza na Bahia. Nenhum lugar servia tão bem à recepção de escravos quanto o Rio de Janeiro. FRANÇA, R. O tamanho real da escravidão. O Globo, 5 abr. 2015 (adaptado). Na matéria, o jornalista informa uma mudança na dinâmica do tráfico atlântico que está relacionada à seguinte atividade:

Questão 74
2019História

(ENEM-2019) A ocasião fez o ladrão: Francis Drake travava sua guerra de pirataria contra a Espanha papista quando roubou as tropas de mulas que levavam o ouro do Peru para o Panamá. Graças à cumplicidade da rainha Elizabeth I, ele reincide e saqueia as costas do Chile e do Peru antes de regressar pelo Oceano Pacífico, e depois pelo Índico. Ora, em Ternate ele oferece sua proteção a um sultão revoltado com os portugueses; assim nasce o primeiro entreposto inglês ultramarino. FERRO, M História das colonizações. Das colonizações às independências. Séculos XIII a XX. São Paulo: Cia. das Letras, 1996. A tática adotada pela Inglaterra do século XVI, conforme citada no texto, foi o meio encontrado para

Questão 83
2019História

(ENEM 2019) O cristianismo incorporou antigas práticas relativas ao fogo para criar uma festa sincrética. A igreja retomou a distância de seis meses entre os nascimentos de Jesus Cristo e João Batista e instituiu a data de comemoração a este último de tal maneira que as festas do solstício de verão europeu com suas tradicionais fogueiras se tomaram fogueiras de São João. A festa do fogo e da luz no entanto não foi imediatamente associada a São João Batista. Na Baixa Idade Média, algumas práticas tradicionais da festa (como banhos, danças e cantos) foram perseguidas por monges e bispos. A partir do Concílio de Trento (1545-1563), a Igreja resolveu adotar celebrações em torno do fogo e associá-las à doutrina cristã. CHIANCA, L. Devoção e diversão: expressões contemporâneas de festas e santos católicos. Revista Anthropológicas, n. 18, 2007 (adaptado). Com o objetivo de se fortalecer, a instituição mencionada no texto adotou as práticas descritas, que consistem em:

Questão 49
2018História

(Enem 2018 Dia 1) O encontro entre o Velho e o Novo Mundo, que a descoberta de Colombo tornou possível, é de um tipo muito particular: é uma guerra ou a Conquista -, como se dizia então. E um mistério continua: o resultado do combate. Por que a vitória fulgurante, se os habitantes da América eram tão superiores em número aos adversários e lutaram no próprio solo? Se nos limitarmos à conquista do México a mais espetacular . já que a civilização mexicana é a mais brilhante do mundo pré-colombiano como explicar que Cortez, liderando centenas de homens, tenha conseguindo tomar o reino de Montezuma, que dispunha de centenas de milhares de guerreiros? TODOROV. T. A conquista da América. São Paulo; Martins Fontes. 1991 (adaptado) No contexto da conquista, conforme análise apresentada no texto, uma estratégia para superar as disparidades levantadas foi

NOVIDADES
Kuadro