Questões de Química - FUVEST | Gabarito e resoluções

Questão 70
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) As figuras abaixo representam, esquematicamente, estruturas de diferentes substncias, temperatura ambiente. Sendo assim, as figuras I, II e III podem representar, respectivamente,

Questão 71
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Em soluo aquosa, ons de tlio podem serprecipitados com ons cromato. Forma-se o sal poucosolvel, cromato de tlio, Tx(CrO4)y. Tomaram-se 8 tubos de ensaio. Ao primeiro, adicionaram-se 1 mL de soluo de ons tlio (incolor) na concentraode 0,1 mol/L e 8 mL de soluo de onscromato (amarela), tambm na concentrao de0,1 mol/L. Ao segundo tubo, adicionaram-se 2 mL dasoluo de ons tlio e 7 mL da soluo de ons cromato.Continuou-se assim at o oitavo tubo, no qual os volumesforam 8 mL da soluo de ons tlio e 1 mL da soluode ons cromato. Em cada tubo, obteve-se um precipitadode cromato de tlio. Os resultados foram os dafigura. Os valores de x e y, na frmula Tx(CrO4)y, so,respectivamente:

Questão 72
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Considere trs metais A, B e C, dos quais apenas A reage com cido clordrico diludo, liberando hidrognio. Varetas de A, B e C foram espetadas em uma laranja, cujo suco uma soluo aquosa de pH =4. A e B foram ligados externamente por um resistor (formao da pilha 1). Aps alguns instantes, removeu-se o resistor, que foi ento utilizado para ligar A e C (formao da pilha 2). Nesse experimento, o plo positivo e o metal corrodo na pilha 1 e o plo positivo e o metal corrodo na pilha 2 so, respectivamente,

Questão 73
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) O composto , em gua, dissocia-se de acordo com o equilbrio: As porcentagens relativas, em mols, das espciesedependem do pH da soluo aquosa. Qual o grfico que representa corretamente a alterao dessas porcentagens com a variao do pH da soluo? (Dado: Constante de dissociao do em gua, a 25 C: 4 108)

Questão 74
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) O aspartame, um adoante artificial, pode ser utilizado para substituir o acar de cana. Bastam 42 miligramas de aspartame para produzir a mesma sensao de doura que 6,8 gramas de acar de cana. Sendo assim, quantas vezes, aproximadamente, o nmero de molculas de acar de cana deve ser maior do que o nmero de molculas de aspartame para que se tenha o mesmo efeito sobre o paladar? Dados: massas molares aproximadas (g/mol) acar de cana: 340 adoante artificial: 300

Questão 75
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Quando se efetua a reao de nitrao do bromobenzeno, so produzidos trs compostos isomricos mononitrados: Efetuando-se a nitrao do para-dibromobenzeno, em reao anloga, o nmero de compostos mononitrados sintetizados igual a:

Questão 75
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Quando se efetua a reao de nitrao do bromobenzeno, so produzidos trs compostos isomricos mononitrados: Efetuando-se a nitrao do para-dibromobenzeno, em reao anloga, o nmero de compostos mononitrados sintetizados igual a:

Questão 76
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Quando o composto LiOH dissolvido em gua, forma-se uma soluoaquosa que contm os ons Li+(aq) e OH-(aq).Em um experimento, certo volume de soluoaquosa de LiOH, temperatura ambiente, foi adicionado a um bquer de massa 30,0 g,resultando na massa total de 50,0 g. Evaporando a soluo AT A SECURA, a massa final(bquer + resduo) resultou igual a 31,0 g. Nessa temperatura, a solubilidade do LiOH em gua cerca de 11 g por 100 g de soluo. Assim sendo, pode-se afirmar que, na soluo daexperincia descrita, a porcentagem, em massa, de LiOH era de

Questão 77
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Buscando processos que permitam o desenvolvimento sustentvel, cientistas imaginaram um procedimento no qual a energia solar seria utilizada para formar substncias que, ao reagirem, liberariam energia. Observe a figura adiante: A = REFLETOR PARABLICO B = REATOR ENDOTRMICO C = REATOR EXOTRMICO D e E = RESERVATRIOS Considere as seguintes reaes e as energias mdias de ligao indicadas na figura acima: I) 2H2 + 2CO CH4 + CO2 II) CH4 + CO2 2H2 + 2CO A associao correta que ilustra a reao que ocorre em B, o contedo de D e o contedo de E em tal processo so:

Questão 78
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) O vrus da febre aftosa no sobrevive em pH 6 ou pH 9, condies essas que provocam a reao de hidrlise das ligaes peptdicas de sua camada proteica. Para evitar a proliferao dessa febre, pessoas que deixam zonas infectadas mergulham, por instantes, as solas de seus sapatos em uma soluo aquosa de desinfetante, que pode ser o carbonato de sdio. Nesse caso, considere que a velocidade da reao de hidrlise aumenta com o aumento da concentrao de ons hidroxila (OH-). Em uma zona afetada, foi utilizada uma soluo aquosa de carbonato de sdio, mantida temperatura ambiente, mas que se mostrou pouco eficiente. O que bastaria para tornar esse procedimento mais eficaz?

Questão 79
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Paracombater o carbnculo,tambmchamado antraz, usado o antibacterianociprofloxacina,cuja frmulaestrutural est representadaao lado.Na molcula desse composto, h:

Questão 79
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Para combater o carbnculo, tambm chamado antraz, usado o antibacteriano ciprofloxacina, cuja frmula estrutural : Na molcula desse composto, h

Questão 80
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Para determinar a composio de umamistura slida de carbonato de sdio e hidrxido desdio, esta mistura foi tratada com cido clordricode concentrao 0,50 mol/L. Gastaram-se 500 mLdessa soluo para obter, aps ligeiro aquecimento,uma soluo neutra. No processo, houve liberaode gs carbnico que, aps secagem, apresentou ovolume de 1,23 L, medido temperatura de 25 C e presso de 1,0 bar. Quais eram, respectivamente, as quantidades, em mols,de carbonato de sdio e hidrxido de sdio, na misturaslida? Dado: Volume molar do gs carbnico a 25 C e 1 bar:24,6 L/mol

Questão
2002Química

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) As equaes abaixo representam, de maneira simplificada, o processo de tingimento da fibra de algodo. Certo corante pode ser preparado pela reao de cloreto de benzenodiaznio com anilina: A fixao deste corante ou de outro do mesmo tipo, fibra de algodo (celulose), no se faz de maneira direta, mas, sim, atravs da triclorotriazina. Abaixo est representada a reao do corante com a triclorotriazina. O produto orgnico dessa ltima reao que se liga aos grupos OH da celulose, liberando HCl. Dessa maneira, a) escreva a frmula estrutural do composto que, ao reagir com o cloreto de benzenodiaznio, forma o corante crisoidina, cuja estrutura molecular : b) escreva a frmula estrutural do produto que se obtm quando a crisoidina e a triclorotriazina reagem na proporo estequiomtrica de 1 para 1. c) mostre como uma molcula de crisoidina se liga celulose, um polmero natural, cuja estrutura molecular est esquematicamente representada na pgina ao lado.

Questão
2002Química

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Vinho contm cidos carboxlicos, como o tartrico e o mlico, ambos cidos fracos. Na produo de vinho, usual determinar a concentrao de tais cidos. Para isto, uma amostra de vinho titulada com soluo aquosa de hidrxido de sdio de concentrao conhecida. Se o vinho estiver muito cido, seu pH poder ser corrigido pela adio de uma bactria que transforma o cido mlico em cido lctico. Alm disso, tambm usual controlar a quantidade de dixido de enxofre, caso tenha sido adicionado como germicida. Para tanto, uma amostra de vinho titulada com soluo aquosa de iodo de concentrao conhecida. a) Qual dos indicadores da tabela abaixo dever ser utilizado na titulao cido-base? Justifique. b) Por que a transformao do cido mlico em cido lctico contribui para o aumento do pH do vinho? Explique. c) Qual a equao balanceada que representa a reao entre dixido de enxofre e iodo aquosos, em meio cido, e na qual se formam ons sulfato e iodeto? Escreva essa equao. Dados: Constantes de ionizao : cido mlico: K1 = 4 x 10-4; K2 = 8 x 10-6 cido lctico: K = 1 x 10-4