Questões e gabarito - UNESP 2010

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
31-45 de 72
Questão
2010Matemática

(Unesp 2010) A figura mostra a representação de algumas das ruas de nossas cidades. Essas ruas possuem calçadas de 1,5 m de largura, separadas por uma pista de 7 m de largura. Vamos admitir que: I. os postes de iluminação projetam sobre a rua uma área iluminada na forma de uma elipse de excentricidade 0,943; II. o centro dessa elipse encontra-se verticalmente abaixo da lâmpada, no meio da rua; III. o eixo menor da elipse, perpendicular à calçada, tem exatamente a largura da rua (calçadas e pista). Se desejarmos que as elipses de luz se tangenciem nas extremidades dos eixos maiores, a distância, em metros, entre dois postes consecutivos deverá ser de aproximadamente: Dado: 0,9432 0,889 e 0,333

Questão
2010Matemática

(Unesp 2010) Uma fábrica utiliza dois tipos de processos, P1 e P2, para produzir dois tipos de chocolates, C1 e C2. Para produzir 1000 unidades de C1 são exigidas 3 horas de trabalho no processo P1 e 3 horas em P2. Para produzir 1000 unidades de C2 são necessárias 1 hora de trabalho no processo P1 e 6 horas em P2. Representada por x a quantidade diária de lotes de 1000 unidades de chocolates produzidas pelo processo P1 e por y a quantidade diária de lotes de 1000 unidades de chocolates produzidas pelo processo P2, sabe-se que o número de horas trabalhadas pelo dia no processo P1 é 3x + y, e que o número de horas trabalhadas em um dia no processo P2 é 3x + 6y. Dado que no processo P1 pode-se trabalhar no máximo 9 horas por dia e no processo P2 pode-se trabalhar no máximo 24 horas por dia, a representação no plano cartesiano do conjunto dos pontos (x, y) que satisfazem, simultaneamente, às duas restrições de número de horas possíveis de serem trabalhadas nos processos P1 e P2 em um dia, é:

Questão
2010Português

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 5 QUESTÕES: Pensar em nada A maravilha da corrida: basta colocar um pé na frente do outro. Assim como numa família de atletas um garoto deve encontrar certa resistência ao começar a fumar, fui motivo de piada entre alguns parentes quase todos intelectuais quando souberam que eu estava correndo. O esporte é bom pra gente, disse minha avó, num almoço de domingo. Fortalece o corpo e emburrece a mente. Hoje, dez anos depois daquele almoço, tenho certeza de que ela estava certa. O esporte emburrece a mente e o mais emburrecedor de todos os esportes inventados pelo homem é, sem sombra de dúvida, a corrida por isso que eu gosto tanto. Antes que o primeiro corredor indignado atire um tênis em minha direção (número 42, pisada pronada, por favor), explicome. É claro que o esporte é fundamental em nossa formação. Não entendo lhufas de pedagogia ou pediatria, mas imagino que jogos e exercícios ajudem a formar a coordenação motora, a percepção espacial, a lógica e os reflexos e ainda tragam mais outras tantas benesses ao conjunto psico-moto-neuro-blá-blá-blá. Quando falo em emburrecer, refiro-me ao delicioso momento do exercício, àquela hora em que você se esquece da infiltração no teto do banheiro, do enrosco na planilha do Almeidinha, da extração do siso na próxima semana, do pé na bunda que levou da Marilu, do frio que entra pela fresta da janela e do aquecimento global que pode acabar com tudo de uma vez. Você começa a correr e, naqueles 30, 40, 90 ou 180 minutos, todo esse fantástico computador que é o nosso cérebro, capaz de levar o homem à Lua, compor músicas e dividir um átomo, volta-se para uma única e simplíssima função: perna esquerda, perna direita, perna esquerda, perna direita, inspira, expira, inspira, expira, um, dois, um, dois. A consciência é, de certa forma, um tormento. Penso, logo existo. Existo, logo me incomodo. A gravidade nos pesa sobre os ombros. Os anos agarram-se à nossa pele. A morte nos espreita adiante e quando uma voz feminina e desconhecida surge em nosso celular, não costuma ser a última da capa da Playboy, perguntando se temos programa para sábado, mas a mocinha do cartão de crédito avisando que a conta do cartão encontra-se em aberto há 14 dias e querendo saber se há previsão de pagamento. Quando estamos correndo, não há previsão de pagamento. Não há previsão de nada porque passado e futuro foram anulados. Somos uma simples máquina presa ao presente. Somos reduzidos à biologia. Uma válvula bombando no meio do peito, uns músculos contraindo-se e expandindo-se nas pernas, um ou outro neurônio atento aos carros, buracos e cocôs de cachorro. Poder, glória, dinheiro, mulheres, as tragédias gregas, tá bom, podem ser coisas boas, mas naquele momento nada disso interessa: eis-nos ali, mamíferos adultos, saudáveis, movimentando- nos sobre a Terra, e é só. (Antonio Prata. Pensar em nada. Runners World, n. 7, São Paulo: Editora Abril, maio/2009.) A série de cinco períodos curtos com que se inicia o quarto parágrafo expressa, num crescendo, algumas preocupações existenciais do cronista. A partir do sexto período, porém, a expressão dessas grandes preocupações se frustra com a ocorrência trivial da ligação da moça do cartão de crédito. Essa técnica de enumeração ascendente que termina por uma súbita descendente constitui um recurso estilístico denominado:

Questão
2010Geografia

(Unesp 2010) Analise as afirmações sobre os recursos naturais brasileiros e os biomas que os agregam. I. Na Amazônia, a expansão agrícola e a presença de assentamentos, a partir das margens de novas rodovias, não colaboram com a degradação da floresta. II. O estudo da biodiversidade dos biomas brasileiros pode gerar riqueza e crescimento econômico na forma de novos medicamentos e novas fontes de biocombustível. III. O cerrado, desde que corretamente manejado, é ideal para o cultivo da soja e para a criação de gado e por apresentar espécies arbóreas, arbustivas e herbáceas, frequentemente devastadas por queimadas, é considerado como um bioma pouco expressivo em biodiversidade. IV. Os desmatamentos e as queimadas da Floresta Amazônica transformam os solos férteis, ricos em húmus, em solos frágeis e pobres em nutrientes, tornando-os inadequados à agricultura. V. A conservação de áreas com vegetação nativa ajuda a purificar e manter os cursos dágua, restaurando o solo e diminuindo o impacto das mudanças climáticas. (Edward O. Wilson. Veja, Edição Especial 40 anos, Setembro/2008. Adaptado.) Estão corretas apenas as afirmações

Questão
2010Biologia

(UNESP - 2010) Observe a tirinha, que alude gripe Influenza A (H1N1). Na tirinha, o personagem afirma que os vrus podem ser de DNA ou RNA e que estes no tm vida prpria fora das clulas. Esta ltima afirmao se justifica, pois os vrus de:

Questão
2010Física

Num jato que se desloca sobre uma pista horizontal, em movimento retilíneo uniformemente acelerado, um passageiro decide estimar a aceleração do avião. Para isto, improvisa um pêndulo que, quando suspenso, seu fio fica aproximadamente estável, formando um ângulo = 25 com a vertical e em repouso em relação ao avião. Considere que o valor da aceleração da gravidade no local vale 10 m/s2, e que sen 25 0,42; cos 25 0,90; tan 25 0,47. Das alternativas, qual fornece o módulo aproximado da aceleração do avião e melhor representa a inclinação do pêndulo?

Questão
2010História

(Unesp 2010) A cidade-Estado clássica parece ter sido criada paralelamente pelos gregos e pelos etruscos e/ou romanos. No caso destes últimos, a influência grega foi inegável, embora difícil de avaliar e medir. (Ciro Flamarion S. Cardoso. A cidade-Estado antiga,1985.) Aponte quais eram as características comuns às cidades-Estados clássicas. I. Possuíam governo tripartido em assembleia, conselho e certo número de magistrados escolhidos entre os homens elegíveis. II. Os cidadãos podiam participar de forma direta no processo político. III. Havia separação entre os órgãos de governo e de justiça.

Questão
2010Inglês

TEXTO PARA AS PRÓXIMAS 2 QUESTÕES: Música Calling occupants of interplanetary craft Calling occupants of interplanetary craft In your mind you have capacities you know To telepath messages through the vast unknown Please close your eyes and concentrate With every thought you think Upon the recitation we’re about to sing Calling occupants of interplanetary craft Calling occupants of interplanetary most extraordinary craft Calling occupants of interplanetary craft Calling occupants of interplanetary craft Calling occupants of interplanetary, most extraordinary craft You’ve been observing our earth And we’d like to make a contact with you We are your friends Calling occupants of interplanetary craft Calling occupants of interplanetary ultra-emissaries We’ve been observing your earth And one night we’ll make a contact with you We are your friends Calling occupants of interplanetary quite extraordinary craft And please come in peace, we beseech you Only a landing will teach them Our earth may never survive So do come, we beg you Please interstellar policeman Oh won’t you give us a sign Give us a sign that we’ve reached you With your mind you have ability to form And transmit thought energy far beyond the norm You close your eyes, you concentrate Together that’s the way To send the message We declare world contact day Calling occupants Calling occupants Calling occupants of interplanetary, anti-adversary craft We are your friends (http://www.lyricsfreak.com) 9. (Unesp 2010) As palavras unknown, beseech, survive e interstellar podem ser entendidas, respectivamente, como

Questão
2010História

No início dos anos 1990, o presidente Frederik de Klerk declarou oficialmente o fim do apartheid na África do Sul. Esta política racista

Questão
2010Matemática

(Unesp 2010) Em situao normal, observa-se que os sucessivos perodos de aspirao e expirao de ar dos pulmes em um indivduo so iguais em tempo, bem como na quantidade de ar inalada e expelida. A velocidade de aspirao e expirao de ar dos pulmes de um indivduo est representada pela curva do grfico, considerando apenas um ciclo do processo. Sabendo-se que, em uma pessoa em estado de repouso, um ciclo de aspirao e expirao completo ocorre a cada 5 segundos e que a taxa mxima de inalao e exalao, em mdulo, 0,6 1/s, a expresso da funo cujo grfico mais se aproxima da curva representada na figura :

Questão
2010Geografia

(Unesp 2010) A Coreia do Norte e a Coreia do Sul foram delimitadas após a 2. Guerra Mundial, quando soviéticos e americanos dividiram a península da Coreia no paralelo 38N. Durante o período da Guerra Fria a reunificação se tornou inviável, surgindo em 1948 as duas Coreias. Nos últimos 56 anos as duas Coreias se mantiveram em estado de guerra. A tensão nesta área se torna crítica em 2009, devido ao fato de a Coreia do Norte ter realizado testes nucleares. (Cláudia Trevisan, O Estado de S.Paulo. Coreia do Norte deixa armistício e ameaça Seul com ataque militar, Maio/2009. Adaptado.) Ao fazer uma retrospectiva deste período histórico é possível afirmar que:

Questão
2010Física

Um professor de física propôs aos seus alunos que idealizassem uma experiência relativa ao fenômeno luminoso. Pediu para que eles se imaginassem numa sala completamente escura, sem qualquer material em suspensão no ar e cujas paredes foram pintadas com uma tinta preta ideal, capaz de absorver toda a luz que incidisse sobre ela. Em uma das paredes da sala, os alunos deveriam imaginar uma fonte de luz emitindo um único raio de luz branca que incidisse obliquamente em um extenso espelho plano ideal, capaz de refletir toda a luz nele incidente, fixado na parede oposta àquela na qual o estudante estaria encostado (observe a figura). Se tal experiência pudesse ser realizada nas condições ideais propostas pelo professor, o estudante dentro da sala

Questão
2010Biologia

(UNESP 2010) Alguns metais são imprescindíveis para o bom funcionamento do organismo humano. Os denominados oligo-elementos, normalmente são encontrados em pequenas quantidades e, quando presentes em excesso, podem ser prejudiciais à saúde. A Doença de Wilson, por exemplo, é caracterizada pelo acúmulo de um metal não prateado, que, se liberado na corrente sanguínea, pode resultar na formação de um anel de coloração escura no olho do indivíduo. Assinale a alternativa que indica, respectivamente, o metal e o órgão do portador da Doença de Wilson onde ele se acumula antes de ser liberado para a corrente sanguínea.

Questão
2010História

(Unesp 2010) Observe a figura. A Europa já não é a liberdade e a paz, mas a violência e a guerra.Durante a ocupação alemã de Paris, a alguns críticos alemães que virão lhe falar de Guernica,Picasso responderá com amargura:Não fui eu que a fiz, fizeram-na vocês.(Giulio Carlo Argan. Arte moderna, 1992.) O comentário de Pablo Picasso, em relação à sua obra Guernica, refere-se

Questão
2010História

(Unesp 2010) Entre as várias rebeliões ocorridas no período regencial, destaca-se a chamada Guerra dos Farrapos, iniciada em 1835. O conflito

31-45 de 72
NOVIDADES
Kuadro