Kuadro
Entrar
VestibularEdição do vestibular

(ENEM 1999)

Leia um texto publicado no jornal Gazeta Mercantil. Esse texto é parte de um artigo que analisa algumas situações de crise no mundo, entre elas, a quebra da Bolsa de Nova Iorque em 1929, e foi publicado na época de uma iminente crise financeira no Brasil.

Deu no que deu. No dia 29 de outubro de 1929, uma terça-feira, praticamente não havia compradores no pregão de Nova Iorque, só vendedores. Seguiu-se uma crise incomparável: o Produto Interno Bruto dos Estados Unidos caiu de 104 bilhões de dólares em 1929, para 56 bilhões em 1933, coisa inimaginável em nossos dias. O valor do dólar caiu a quase metade. O desemprego elevou-se de 1,5 milhão para 12,5 milhões de trabalhadores – cerca de 25% da população ativa – entre 1929 e 1933. A construção civil caiu 90%. Nove milhões de aplicações, tipo caderneta de poupança, perderam-se com o fechamento dos bancos. Oitenta e cinco mil firmas faliram. Houve saques e norte-americanos que passaram fome.

Ao citar dados referentes à crise ocorrida em 1929 em um artigo jornalístico atual, pode-se atribuir ao jornalista a intenção de

A

questionar a interpretação da crise.

B

comunicar sobre o desemprego.

C

instruir o leitor sobre aplicações em bolsa de valores.

D

relacionar os fatos passados e presentes.

E

analisar dados financeiros americanos.