Kuadro
Entrar
VestibularEdição do vestibular

(Enem/2003)  

Pequenos tormentos da vida

De cada lado da sala de aula, pelas janelas altas, o

azul convida os meninos,

as nuvens desenrolam-se, lentas como quem vai

inventando

preguiçosamente uma história sem fim...

Sem fim é a aula: e nada acontece,

nada... Bocejos e moscas. Se, ao menos, pensa

Margarida, se ao menos um

avião entrasse por uma janela e saísse por outra!

 

(Mário Quintana, Poesias)

 

Na cena retratada no texto, o sentimento do tédio:

A

provoca que os meninos fiquem contando histórias.   

B

leva os alunos a simularem bocejos, em protesto contra a monotonia da aula.   

C

acaba estimulando a fantasia, criando a expectativa de algum imprevisto mágico.  

D

prevalece de modo absoluto, impedindo até mesmo a distração ou o exercício do pensamento.   

E

decorre da morosidade da aula, em contraste com o movimento acelerado das nuvens e das moscas.  

F

Não sei.