Gabarito VUNESP - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
1-15 de 35
Questão
2018Sociologia

(VUNESP) Segundo Queiroz e Moita (2007), o Conceito de Educao no consenso, ao contrrio, abrange uma diversidade significativa de concepes e correntes de pensamento, que esto relacionadas diretamente ao perodo histrico, ao movimento social, econmico, cultural, poltico nacional e internacional. Conforme essas autoras, mile Durkheim, que viveu em um rico e conturbado momento histrico (de um lado, a Revoluo Francesa; de outro, a Revoluo Industrial), entendia que Educao essencialmente o processo pelo qual aprendemos a ser

Questão
2016Biologia

(VUNESP-2016) Espcies exticas invasoras tm um significativo impacto na vida e no modo de vida das pessoas. Sobre essas espcies, correto afirmar que

Questão
2016História

(VUNESP - 2016) O Mercosul continua em crise pela passagem da presidncia rotativa do bloco. A reunio de seus scios fundadores, realizada nesta quinta-feira (04.08.2016) em sua sede de Montevidu, terminou sem qualquer avano ou consenso. A reunio permitiu a constatao de que no houve consenso em torno do tema da presidncia pro tempore, disse o vice-chanceler paraguaio a jornalistas depois do encontro. A crise no Mercosul prolonga-se desde junho, sem sinal de soluo. Na ltima sexta (29.07.2016), o Uruguai deu por encerrada sua gesto na presidncia rotativa, sem anunciar a transferncia do posto a qualquer um dos scios do bloco. (G1, 04.08.2016. Disponvel em: http://goo.gl/NBZQux . Adaptado) A principal motivao para essa crise

Questão
2014Geografia

Analisando a figura, que representa as grandes unidades estruturais do Brasil, segundo Petri Fúlfaro (1983), pode-se afirmar corretamente que

Questão
2012História

(VUNESP) Logo aps a Segunda Guerra Mundial, formou-se a Organizao das Naes Unidas (ONU). Um dos mais importantes rgos da ONU o seu Conselho de Segurana, que conta com cinco membros permanentes com poder de veto: os EUA, a Frana, a Inglaterra, a China e a Rssia. A ausncia de Japo e Alemanha como membros permanentes do Conselho de Segurana pode ser explicada, entre outros motivos, pelo fato de

Questão
2011Filosofia

(VUNESP 2011) Ao se considerar a frase de Pascal, filsofo francs do sculo XVII, O corao tem razes que a prpria razo desconhece, pode-se afirmar que:

Questão
2010Biologia

A desaceleração econômica causada pela crise global, desde o fim do ano de 2008, na maioria dos países provocou desemprego e muitos projetos de desenvolvimento foram adiados. Esse fato influenciou diretamente na emissão de gases poluentes na atmosfera. Em consequência desse fato é possível afirmar: I. A queda na produção industrial provocou aumento da emissão de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. II. Em muitos países, os investimentos para o desenvolvimento de energias renováveis aumentaram, na tentativa de diminuir a dependência excessiva de combustíveis fósseis. III. Com a diminuição da produção industrial em várias partes do mundo, o tráfego de caminhões caiu, amenizando as emissões de gases que causam as mudanças climáticas e a poluição local em grandes centros urbanos. IV. Com a redução da demanda de aço no mundo, dezenas de pequenas siderúrgicas em alguns países em desenvolvimento tiveram de parar as suas atividades e, em consequência, a concentração de dióxido de enxofre (SO2), substância responsável pela chuva ácida, aumentou expressivamente nesses lugares. V. Com o preço da soja e da carne em queda no Brasil, houve menos incentivos para derrubar a floresta e substituíla por pastos ou lavouras, tendo, como consequência, a redução, na Amazônia, do desmatamento no período de agosto de 2008 a janeiro de 2009, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. (www.planetasustentavel.abril.com.br/notícia/ambiente/ Adaptado.) Estão corretas apenas as afirmações:

Questão
2010Matemática

(Vunesp 2010) Uma fábrica utiliza dois tipos de processos, P1 e P2, para produzir dois tipos de chocolates, C1 e C2. Paraproduzir 1000 unidades de C1 são exigidas 3 horas de trabalho no processo P1 e 3 horas em P2. Para produzir1000 unidades de C2 são necessárias 1 hora de trabalho no processo P1 e 6 horas em P2. Representada por x aquantidade diária de lotes de 1000 unidades de chocolates produzidas pelo processo P1 e por y a quantidade diária de lotes de 1000 unidades de chocolates produzidas pelo processo P2, sabe-se que o número de horas trabalhadaspelo dia no processo P1 é 3x + y, e que o número de horas trabalhadas em um dia no processo P2 é 3x + 6y. Dado que o lucro na venda de uma unidade do chocolate produzido pelo processo P1 é de R$ 0,50, enquanto que o lucro na venda de uma unidade do chocolate produzido pelo processo P2 é de R$ 0,80, e se forem vendidas todas as unidades produzidas em um dia nos dois processos, no número máximo possíveis de horas, o lucro obtido, em reais, será: *no processo P1 pode-se trabalhar no máximo 9 horas por dia e no processo P2 pode-se trabalhar no máximo 24 horas por dia

Questão
2009Filosofia

(VUNESP 2009) Por que os nossos sentidos nos enganam às vezes, quis supor que não havia coisa alguma que fosse tal como eles nos fazem imaginar. E, porque há homens que se equivocam ao raciocinar, mesmo no tocante às mais simples matérias de geometria, e cometem aí paralogismos, rejeitei como falsas, julgando que estava sujeito a falhar como qualquer outro, todas as razões que eu tomara até então por demonstrações. E enfim, considerando todos os mesmos pensamentos que temos quando despertos nos podem também ocorrer quando dormimos, sem que haja nenhum, nesse caso, que seja verdadeiro, resolvi fazer de conta que todas as coisas que até então haviam entrado no meu espírito não eram mais verdadeiras que as ilusões de meus sonhos. Mas, logo em seguida, adverti que, enquanto eu queria pensar que tudo era falso, cumpria necessariamente que eu, que pensava, fosse alguma coisa. E, notando que esta verdade: eu penso, logo existo, era tão firme e tão certa que todas as mais extravagantes suposições dos céticos não seriam capaz de a abalar, julguei que podia aceitá-la, sem escrúpulo, como o primeiro princípio de Filosofia que procurava. Discurso do Método, abril, 1979 Penso, logo existo significa que

Questão
2009Biologia

(VUNESP - 2009) Analisando-se a ilustrao da clula eucaritica, a relao entre a organela e a sua funo :

Questão
2008Química

(VUNESP-2008) Considere a equação química a seguir, que apresenta a reação entre dois aminoácidos produzindo um dipeptídio. Excluindo as funções amina e ácido carboxílico, comuns a todos os aminoácidos, as demais funções presentes na molécula do dipeptídio são:

Questão
2008Química

Dada a reação exotérmica: a alteração que favorece a formação dos produtos é a elevação da

Questão
2007Química

(VUNESP-2007) Cientistas russos conseguem isolar o elemento 114 superpesado. (Folha Online, 31.05.2006.) Segundo o texto, foi possível obter o elemento 114 quando um átomo de plutônio-242 colidiu com um átomo de cálcio- 48, a 1/10 da velocidade da luz. Em cerca de 0,5 segundo, o elemento formado transforma-se no elemento de número atômico 112 que, por ter propriedades semelhantes às do ouro, forma amálgama com mercúrio. O provável processo que ocorre é representado pelas equações nucleares: Com base nestas equações, pode-se dizer que a e b são, respectivamente:

Questão
2006Química

(VUNESP-2006) As radiações nucleares podem ser extremamente perigosas ao ser humano, dependendo da dose, pois promovem a destruição das células, queimaduras e alterações genéticas. Em 1913, os cientistas Frederick Soddy e Kasimir Fajans estabeleceram as leis das desintegrações por partículas alfa e beta. O elemento químico tório-232 () ao emitir uma partícula alfa transforma-se no elemento

Questão
2006Química

(VUNESP-2006) As radiações nucleares podem ser extremamente perigosas ao ser humano, dependendo da dose, pois promovem a destruição das células, queimaduras e alterações genéticas. Em 1913, os cientistas Frederick Soddy e Kasimir Fajans estabeleceram as leis das desintegrações por partículas alfa e beta. O elemento químico tório-232 ( ) ao emitir uma partícula alfa transforma-se no elemento

1-15 de 35
NOVIDADES
Kuadro