Gabarito UFF - Provas Anteriores

Questão
2010Português

(UFF - 2010) Tudo o que aqui escrevo forjado no meu silncio e na penumbra. Vejo pouco, ouo quase nada. Mergulho enfim em mim at o nascedouro do esprito que me habita. Minha nascente obscura. Estou escrevendo porque no sei o que fazer de mim. Quer dizer: no sei o que fazer com meu esprito. O corpo informa muito. Mas eu desconheo as leis do esprito: ele vagueia. Meu pensamento, com a enunciao das 5 palavras mentalmente brotando, sem depois eu falar ou escrever - esse meu pensamento de palavras precedido por uma instantnea viso sem palavras, do pensamento - palavra que se seguir, quase imediatamente - diferena espacial de menos de um milmetro. Antes de pensar, pois, eu j pensei. Clarice Lispector. Um sopro de vida. Assinale a opo que corresponde ao pensamento de Clarice Lispector sobre a criao literria, no texto.

Questão
2010Filosofia

(Uff 2010) Segundo o filósofo inglês Francis Bacon (1561-1626), o ser humano tem o direito de dominar a natureza e as técnicas; as ciências são os meios para exercer esse poder.Que processo histórico pode ser diretamente associado a essas ideias?

Questão
2010Português

(Uff 2010) Na organização sintático-semântica do Texto VII, o emprego da expressão será que se justifica por:

Questão
2010Filosofia

(Uff 2010) Filosofia O mundo me condena, e ninguém tem penaFalando sempre mal do meu nomeDeixando de saber se eu vou morrer de sedeOu se vou morrer de fomeMas a filosofia hoje me auxiliaA viver indiferente assimNesta prontidão sem fimVou fingindo que sou ricoPra ninguém zombar de mimNão me incomodo que você me digaQue a sociedade é minha inimigaPois cantando neste mundoVivo escravo do meu samba, muito embora vagabundoQuanto a você da aristocraciaQue tem dinheiro, mas não compra alegriaHá de viver eternamente sendo escrava dessa genteQue cultiva hipocrisia. Assinale a sentença do filósofo grego Epicuro cujo significado é o mais próximo da letra da canção “Filosofia”, composta em 1933 por Noel Rosa, em parceria com André Filho.

Questão
2010Química

(Uff 2010) Existem metais que, na forma de compostos, dão colorações características à chama azul do bico de Bunsen. Essa propriedade é usada em laboratórios no reconhecimento de metais. Com o calor da chama do bico de Bunsen, os elétrons dos íons metálicos absorvem energia e saltam para níveis mais externos e, ao retornarem para os níveis internos, emitem radiações coloridas típicas de cada metal.Observe a figura a seguir e assinale a opção correta.

Questão
2010Química

(Uff 2010) Existem metais que, na forma de compostos, dão colorações características à chama azul do bico de Bunsen. Essa propriedade é usada em laboratórios no reconhecimento de metais. Com o calor da chama do bico de Bunsen, os elétrons dos íons metálicos absorvem energia e saltam para níveis mais externos e, ao retornarem para os níveis internos, emitem radiações coloridas típicas de cada metal.Observe a figura a seguir e assinale a opção correta.

Questão
2010Física

(Uff 2010) Antoine de Saint-Exupéry gostaria de ter começado a história do PequenoPríncipe dizendo:Era uma vez um pequeno príncipe que habitava um planeta pouco maior que ele, e que tinhanecessidade de um amigo Considerando que o raio médio da Terra é um milhão de vezes o raio médio do planeta doPequeno Príncipe, assinale a opção que indica a razão entre a densidade do planeta doPequeno Príncipe,P, e a densidade da Terra,T, de modo que as acelerações da gravidadenas superfícies dos dois planetas sejam iguais.

Questão
2010Física

(Uff 2010) Um cilindro de volume V, inicialmente aberto, é colocado sobre uma balança. A tara da balança é então ajustada para que a leitura seja zero. O cilindro é fechado e ligado a uma bomba com um manômetro acoplado para medir a pressão do ar no seu interior. É, então, bombeado ar para o interior desse cilindro e a pressão (P) como função da variação da massa m registrada através da leitura da balança é ilustrada no gráfico. Considere o ar, durante toda a experiência, como um gás ideal cuja massa molecular é M. O volume V e a temperatura T do cilindro são mantidos constantes durante toda a experiência, e a pressão atmosférica é P0. a) Determine a massa inicial de ar (m0) no interior do cilindro em termos de P0 , M, V, T e da constante universal dos gases R. b) Determine o valor de m, correspondente a P = 0, onde a reta ilustrada na figura corta o eixo horizontal. c) Mostre como ficaria o gráfico P x m, se a experiência fosse realizada a uma temperatura T1 T, aproveitando a figura do enunciado para esboçar o novo resultado.

Questão
2010Física

(Uff 2010) Antoine de Saint-Exupéry gostaria de ter começado a história do PequenoPríncipe dizendo:Era uma vez um pequeno príncipe que habitava um planeta pouco maior que ele, e que tinhanecessidade de um amigo Considerando que o raio médio da Terra é um milhão de vezes o raio médio do planeta doPequeno Príncipe, assinale a opção que indica a razão entre a densidade do planeta doPequeno Príncipe,P, e a densidade da Terra,T, de modo que as acelerações da gravidadenas superfícies dos dois planetas sejam iguais.

Questão
2009História

(UFF - 2009) A poltica norte-americana para a Amrica Latina, no perodo de 1945 a 1975, pode ser dividida em duas aes distintas. Essas distines esto relacionadas, de um lado, ao processo da Guerra Fria, e de outro, aos controles econmicos e polticos da regio. Assinale a alternativa que indica corretamente as duas fases da poltica externa norte-americana para a Amrica Latina.

Questão
2009História

(UFF - 2009) Todos os homens foram criados iguais e so dotados de certos direitos inalienveis, dentre os quais esto a Vida, a Liberdade e a Busca da Felicidade. A Declarao de Independncia dos Estados Unidos foi marco de um processo que apontou para grandes transformaes; com ela rompia-se o domnio colonial europeu sobre o continente americano. Entretanto, no assistimos s a rupturas, mas tambm a continuidades na separao das colnias inglesas e na formao estadunidense. Sobre tal processo, pode-se afirmar que: I - embora baseada nos ideais liberais de igualdade e liberdade, a legislao americana, poca da independncia, por mais que garantisse a liberdade de religio, de expresso e de reunio, construiu uma soberania popular restrita, a partir de um sistema eleitoral censitrio, que beneficiava os proprietrios; II - a Constituio de 1787 reforava o poder central e equilibrava as disparidades entre os estados, atravs do Congresso bicameral o Senado e a Cmara de Representantes e do papel atribudo Suprema Corte, construindo um sistema inteiramente novo; III - os ideais liberais da Revoluo Americana definem-se pela defesa intransigente da liberdade econmica e pela renncia a qualquer tipo de protecionismo, resultando na dominao dos setores do Norte, de forte tradio comercial e pela necessidade de importao dos bens produzidos pela indstria inglesa, contrariando os interesses dos proprietrios sulistas, que buscavam fortalecer a sua economia, para abastecer o mercado interno; IV - a manuteno da escravido, uma das grandes heranas do perodo colonial, visava a atender os interesses dos proprietrios rurais da regio sul, bem como dos comerciantes de almas, inclusive retirando-se da redao final da Declarao de Independncia o trecho que criticava a propriedade escrava. Assinale a opo correta.

Questão
2009Geografia

(UFF) Sobre o GPS (Sistema Global de Posio), pode-se afirmar que: I permite a determinao exata da posio na superfcie terrestre, informando, latitude, longitude e altitude; II facilita o trabalho de empresas e o deslocamento de pessoas em diversos setores de atividades; III tem enorme potencial estratgico-militar e poucas utilidades civis; IV trata-se de um aparelho receptor de sinais de satlites artificiais que giram em torno da Terra em rbitas geoestacionrias. A anlise das afirmativas permite concluir que esto corretas apenas as afirmativas:

Questão
2008História

(UFF - 2008) A transferncia da Corte Portuguesa para o Brasil tem sido objeto de intensos e calorosos debates na historiografia luso-brasileira. Dentre as novidades implantadas pela chegada da Corte de D. Joo, esto: I) Maior controle sobre a concesso de sesmarias, via criao da Mesa do Desembargo do Pao do Rio de Janeiro II) Fundao do Banco do Brasil III) Criao da Companhia Geral de Comrcio do Gro Par e Maranho IV) Criao da Intendncia Geral da Polcia V) Institucionalizao do Tribunal da Relao do Rio de Janeiro para julgar as querelas da Provncia Assinale a alternativa que rene os elementos identificados com a transferncia da Corte Portuguesa:

Questão
2008Inglês

(UFF -2008) CURIOSITY: a path toward knowledge? 4Curiositys virtue is its greed. It wonders, often indiscriminately, about everything it focuses on. Curiosity carries you, limited by time and space, beyond the immediate. It knows no boundaries, and it pushes you to learn about everything thats still unknown or unfamiliar to you. 1It can as easily direct itself to the ancient Egyptians as to the wriggling pond-life under your microscope. But thats also its vice, for its usually directed to very particular interests - say, to ballet or to bugs. You therefore have to make strenuous efforts to extend its range, so that your wonder about ballet becomes knowledge about dance, or so that your fascination with bugs turns into a lifelong love affair with the entire natural world. When you were a child, your eagerness to learn defined your behavior. You were full of wonder about everything - touching, holding, maybe wrecking anything that came into your reach. And as soon as you could talk you were full of questions: 2why is the sky blue? why is up up? why cant tomorrow be yesterday? You found everything curiouser and curiouser, as Alice found it in Wonderland. Adults tried to answer your endless questions (even if you sometimes drove them crazy with them), for they knew that by rewarding your natural inquisitiveness and by satisfying your excitement to know, theyd help you to learn and, equally important, to acquire a taste for learning throughout your life. Yet you must keep this in mind about knowledge: it isnt the same thing as information. Knowledge is information that has been given organization, meaning, and use. 3Facts exist by themselves. Knowledge is a human creation. 5Hydrogen and chlorine are elements of nature. Thats a fact. Your understanding that, when combined, these two elements create new substances, such as hydrochloric acid, which has certain characteristics that hydrogen and chlorine independently dont have, constitutes knowledge. Knowledge differs from information as music differs from sound. An orchestra warming up doesnt make music; it makes only noise. It makes music when the conductor takes over and each performer follows the score in cooperation with one another. Music is sound given form and significance. Similarly, knowledge is information given structure and meaning. The facts in your head become knowledge when you put them together so that theyre related to one another and, put together, take on meaning that is large than the mere facts alone. Nothing has meaning by itself. Information has to gain meaning from the application of human thought. To attain knowledge, you must struggle endlessly to derive meaning from information. Curiosity can be every students best friend. Its the inner signal of what your mind and spirit want to know at any particular time. You ask questions and pursue your curiosity for a single reason: to create knowledge. (Adapted from BANNER, Jr., M.J. and CANNON, H.C. The elements of learning. New Haven: Yale Press, 1999.) Glossary greed = ganncia, avidez wriggling = remexendo-se, contorcendo-se to wreck = destruir to reward = recompensar to pursue = buscar, perseguir to struggle = esforar-se Mark the option in which the apostrophe S is used as in curiositys virtue (ref. 4).

Questão 6
2007Português

BEM-AVENTURADOS Bem-aventurados os pintores escorrendo luz Que se expressam em verde Azul Ocre Cinza Zarcão! Bem-aventurados os músicos... E os bailarinos E os mímicos E os matemáticos... Cada qual na sua expressão! Só o poeta é que tem de lidar com a ingrata linguagem alheia... A impura linguagem dos homens! Mário Quintana Em relação à sintaxe do texto Bem-aventurados, afirma-se que: