Gabarito UFPE - Provas Anteriores

chevron left center31-45 de 87chevron right center
Questão
2005RedaçãoPortuguês

(UFPE 2005) Nasce um escritor O primeiro dever passado pelo novo professor de portugus foi uma descrio tendo o mar como tema. A classe se inspirou, toda ela, nos encapelados mares de Cames, aqueles nunca dantes navegados. Prisioneiro no internato, eu vivia na saudade das praias do Pontal onde conhecera a liberdade e o sonho. O mar de Ilhus foi o tema de minha descrio. Padre Cabral levara os deveres para corrigir em sua cela. Na aula seguinte, entre risonho e solene, anunciou a existncia de uma vocao autntica de escritor naquela sala de aula. Pediu que escutassem com ateno o dever que ia ler. Tinha certeza, afirmou, que o autor daquela pgina seria no futuro um escritor conhecido. No regateou elogios. Eu acabara de completar onze anos. Passei a ser uma personalidade, segundo os cnones do colgio, ao lado dos futebolistas, dos campees de matemtica, dos que obtinham medalhas. Fui admitido numa espcie de Crculo Literrio onde brilhavam alunos mais velhos. Nem assim deixei de me sentir prisioneiro. Houve, porm, sensvel mudana na limitada vida do aluno interno: o padre Cabral tomou-me sob sua proteo e colocou em minhas mos livros de sua estante. Primeiro As Viagens de Gulliver, depois clssicos portugueses, tradues de ficcionistas ingleses e franceses. Recordo com carinho a figura do jesuta portugus, erudito e amvel. Menos por me haver anunciado escritor, sobretudo por me haver dado o amor aos livros, por me haver revelado o mundo da criao literria. Ajudou-me a suportar aqueles dois anos de internato, a fazer mais leve a minha priso, minha primeira priso. (Jorge Amado.O menino Grapina. Rio de Janeiro: Record, 1987, p. 117-120. Adaptado). Para realizar o trabalho que Padre Cabral lhes imps, os alunos deviam possuir um saber, que era

Questão
2005Português

(UFPE 2005) Nasce um escritor O primeiro dever passado pelo novo professor de portugus foi uma descrio tendo o mar como tema. A classe se inspirou, toda ela, nos encapelados mares de Cames, aqueles nunca dantes navegados. Prisioneiro no internato, eu vivia na saudade das praias do Pontal onde conhecera a liberdade e o sonho. O mar de Ilhus foi o tema de minha descrio. Padre Cabral levara os deveres para corrigir em sua cela. Na aula seguinte, entre risonho e solene, anunciou a existncia de uma vocao autntica de escritor naquela sala de aula. Pediu que escutassem com ateno o dever que ia ler. Tinha certeza, afirmou, que o autor daquela pgina seria no futuro um escritor conhecido. No regateou elogios. Eu acabara de completar onze anos. Passei a ser uma personalidade, segundo os cnones do colgio, ao lado dos futebolistas, dos campees de matemtica, dos que obtinham medalhas. Fui admitido numa espcie de Crculo Literrio onde brilhavam alunos mais velhos. Nem assim deixei de me sentir prisioneiro. Houve, porm, sensvel mudana na limitada vida do aluno interno: o padre Cabral tomou-me sob sua proteo e colocou em minhas mos livros de sua estante. Primeiro As Viagens de Gulliver, depois clssicos portugueses, tradues de ficcionistas ingleses e franceses. Recordo com carinho a figura do jesuta portugus, erudito e amvel. Menos por me haver anunciado escritor, sobretudo por me haver dado o amor aos livros, por me haver revelado o mundo da criao literria. Ajudou-me a suportar aqueles dois anos de internato, a fazer mais leve a minha priso, minha primeira priso. (Jorge Amado. O menino Grapina. Rio de Janeiro: Record, 1987, p. 117-120. Adaptado). Uma anlise da forma como o texto est construdo nos faz reconhec-lo como um texto predominantemente:

Questão
2005Português

(Ufpe 2005) Discreta e formosíssima Maria Enquanto estamos vendo a qualquer hora Em tuas faces a rosada Aurora, Em teus olhos e boca, o sol e o dia: ............................................................ Goza, goza da flor da mocidade Que o tempo trata a toda ligeireza E imprime em toda flor sua pisada. (Gregório de Matos) __________________________________________________________________________________________________________________________________ Boa-noite, Maria! Eu vou-me embora, A lua nas janelas bate em cheio. Boa-noite, Maria! É tarde...é tarde... Não me apertes assim contra teu seio. ......................................................... Mas não me digas descobrindo o peito Mar de amor onde vagam meus desejos (Castro Alves ) ________________________________________________________________________________________________________________________________________ Nos versos acima, o lirismo barroco, em Gregório de Matos, e o romântico, em Castro Alves, apresentam pontos de divergência e convergência, apesar de pertencerem a movimentos literários diferentes, distanciados por séculos. As convergências se devem a que:

Questão
2004Espanhol

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: La gente de mi generación se dispersa, en exilio. Del ramo vivo de nuestra juventud no quedan más que dos o tres pétalos empalidecidos. La muerte, la política, el matrimonio, los viajes, han ido separándonos con silencio, cárceles, posesiones, océanos. Años atrás, nos reuníamos en patios florecidos y charlábamos hasta el amanecer. Recorríamos la ciudad a paso lento, de las calles iluminadas del centro al río oscuro, al abrigo en el silencio de los barrios adormecidos, en las veredas frescas de los cafés, bajo los paraísos de la casa natal. Fumábamos tranquilos bajo la luna. De esa vida pasada no nos quedan hoy más que noticias o recuerdos. Pero todo eso no es nada, si se compara con lo que les sucede a los que no se han marchado. Entre ellos el exilio es más grande. Cada uno ha ido hundiéndose en su propio mar de lava endurecida. Todo el mundo tiene los ojos vueltos hacia adentro, pero esos ojos no miran más que un mar mineral, liso y grisáceo, refractario a toda determinación. Y si, por casualidad, uno logra contemplar sus pupilas, alcanza a ver como el reflejo de un desierto desde el cual el Sahara ha de tener sin duda los atributos de la Tierra Prometida. (Juan José Saer, La dispersión, 1982) (Ufpe 2004) En el primer párrafo del texto, los verbos reuníamos, recorríamos y fumábamos están en pretérito imperfecto de indicativo ( ) porque expresan una acción que irá a ocurrir. ( ) porque expresan una acción reiterada en el pasado. ( ) porque expresan una determinada probabilidad. ( ) porque expresan una determinada necesidad subjetiva. ( ) porque expresan estrategias de cortesía.

Questão
2004Biologia

(UFPE 2004 - Adaptado) Os protozoários apresentam membrana plasmática, citoplasma e núcleo, o qual contém o material genético e é circundado pela carioteca. Os protozoários podem ser estudados, considerando-se suas características locomotoras. Analise cada proposição apresentada na tabela adiante e assinale V (verdadeiro) e F (falso): A sequência correta está representada em:

Questão
2004Português

(Ufpe/2004) Nas duas primeiras décadas do século XX, surgiu, no Brasil, o Pré-Modernismo. Sobre esse tema, analise as proposições abaixo. ( ) Foi um movimento com ideário estético rígido, com linguagem altamente formal e cuja temática dominante era a defesa do regime republicano recém-instalado (1889). ( ) Surgiu num período em que, em termos gerais, predominava a estética parnasiana na poesia, com sua valorização do mundo greco-latino e a concepção de literatura como elaboração formal. ( ) Nesta época, início do século XX, foi contemporâneo de alguns simbolistas remanescentes, que sonhavam com sensações inefáveis, distantes da realidade. ( ) Contrastando com os simbolistas e parnasianos, Euclides da Cunha escreveu Os Sertões, documento amargurado e realista, sobre a guerra de Canudos, da qual participou como enviado do jornal O Estado de São Paulo. Descreveu, numa mescla de romance e ensaio científico, uma epopeia às avessas, que foi publicada em 1902. ( ) Lima Barreto, outro autor da época, tem como principal obra: O triste fim de Policarpo Quaresma. Em seu livro, abandonou o mundo helênico, perfeito e imaginário, descrevendo a tristeza dos subúrbios e revelando preocupação com fatos históricos e costumes sociais. Seu estilo era semelhante ao de Machado de Assis, pelo refinamento linguístico, pela forma trabalhada, limpa e perfeita.

Questão
2003Química

(UFPE 2003) cidos orgnicos so utilizados na indstria qumica e de alimentos, como conservantes, por exemplo. Considere os seguintes cidos orgnicos: A ordem crescente de acidez destes compostos em gua :

Questão
2003Biologia

(UFPE 2003) Considerando que na figura a seguir tem-se uma representação plana de um segmento da molécula de DNA, analise as proposições a seguir. 1) Um nucleotídeo é formado por um grupo fosfato (I), uma molécula do açúcar desoxirribose (II) e uma molécula de base nitrogenada. 2) Um nucleotídeo com Timina (T) em uma cadeia pareia com um nucleotídeo com Adenina (A) em outra cadeia. 3) Um nucleotídeo com Guanina (G) em uma cadeia pareia com um nucleotídeo com Citosina (C) em outra cadeia. 4) Pontes de hidrogênio se estabelecem entre as bases nitrogenadas T e A e entre as bases nitrogenadas C e G. Está(ão) correta(s).

Questão
2003Física

(Ufpe 2003) Uma jarra de capacidade térmica igual a 60cal/C contém 300 g de água emequilíbrio a uma determinada temperatura. Adiciona-se 36 g de gelo a 0C e mantém-se a jarraem um ambiente isolado termicamente. Quando o sistema entra em equilíbrio, a suatemperatura final é igual a 20C. Qual a redução na temperatura da água? Dados: calor latente de fusão do gelo = 80 cal/g e calor específico da água = 1,0 cal/g C.

Questão
2003Física

(Ufpe 2003) Astrônomos de um observatório anglo-australiano anunciaram, recentemente, a descoberta do centésimo planeta extra-solar. A estrela-mãe do planeta está situada a 293 anos-luz da Terra. Qual é a ordem de grandeza dessa distância?  Dado: velocidade da luz = 3,0x105 km/s.

Questão
2003História

(UFPE - 2003) O mercantilismo foi um conjunto de ideias e de prticas econmicas dominantes na Europa, entre os sculos XIV e XVIII, que variou de Estado para Estado. Sobre o mercantilismo, assinale a alternativa correta.

Questão
2003Português

(Ufpe/2003) Leve é o pássaro; e a sua sombra voante, mais leve ........................................... E o desejo rápido desse antigo instante, mais leve. E a figura invisível do amargo passante, mais leve. (Cecília Meireles) Mais claro e fino do que as finas pratas O som da sua voz deliciava.. Na dolência velada das sonatas Como um perfume a tudo perfumava. (Cruz e Souza) Qual a semelhança ou o ponto de convergência entre a poesia neo-simbolista de Cecília Meireles e a de Cruz e Souza?

Questão
2003História

(Ufpe 2003) A Constituição de 1824, elaborada por homens probos e amantes da dignidade imperial e da liberdade dos povos, segundo o Imperador Pedro I, continha uma novidade em relação ao projeto de constituição de 1823: a criação do Poder Moderador. Assinale a alternativa que melhor define este Poder.

Questão
2003História

(UFPE - 2003) Assinale abaixo a alternativa que apresenta as aes desenvolvidas pelo governo brasileiro, durante o perodo do milagre econmico (1969 - 1973).

Questão
2003Português

(Ufpe 2003) Basta senhor, porque roubo em uma barca sou ladrão, e vós que roubais em uma armada sois imperador? Assim é. Roubar pouco é culpa, roubar muito é grandeza. O ladrão que furta para comer, não vai nem leva ao inferno: os que não só vão, mas que levam de que eu trato, são os outros... ladrões de maior calibre e mais alta esfera... Os outros ladrões roubam um homem, estes roubam cidades e reinos, os outros furtam debaixo de seu risco, estes sem temor nem perigo; os outros se furtam são enforcados, e o bucolismo estes furtam e enforcam. (Pe. Antonio Vieira. Sermão do bom ladrão.) _______________________________________________________________________________________________________________________________________ Que havemos de esperar, Marília bela? Que vão passando os florescentes dias? As glórias que vêm tarde já vêm frias; E pode enfim mudar-se a nossa estrela. Ah! Não, minha Marília, Aproveite-se o tempo, antes que faça O estrago de roubar ao corpo as forças E ao semblante a graça. (Tomás Antônio Gonzaga. Lira XIV) __________________________________________________________________________________________________________________________________________ Sobre a obra desses autores, analise as afirmativas a seguir. 1) A obra de Gonzaga é exemplar do Arcadismo. O tema dos versos acima é o carpe diem (gozar a vida presente), escrito numa linguagem amena, sem arroubos, própria do Arcadismo. 2) Despojada de ousadias sintáticas e vocabulares, a linguagem arcádica, no poema de Gonzaga, diferencia-se da linguagem rebuscada, usada pelo Barroco. 3) O texto de Vieira, sendo Barroco, está pleno de metáforas, de linguagem figurada, de termos inusitados e eruditos, sendo de difícil compreensão. 4) Vieira adota a tendência barroca conceptista que leva para o texto o predomínio das ideias, do raciocínio, da lógica, procurando adequar os textos religiosos à realidade circundante. Está(ão) correta(s) apenas:

chevron left center31-45 de 87chevron right center