Gabarito UFJF - Provas Anteriores

Questão
2016HistóriaGeografia

(UFJF - 2016) Os conflitos os essencialmente geopolticos manifestam-se com grande amplitude, seja nas lutas de povos ou naes oprimidas em busca de liberdade (nos seus prprios Estados, que procuram formar), seja nas opresses de grupos hegemnicos pela manuteno ou ampliao dos seus territrios e poder, bem como na apropriao de novos espaos com mais recursos naturais. Disponvel em: http://www.galizacig.gal/vella/actualidade/200111/non_geografia_geopolitica_e_conflictos.htm . Acesso em: 14 nov. 2015. Os conflitos contemporneos apresentam causas diversas, tais como:

Questão
2016Química

(UFJF - 2016) Gelo-seco o nome popular do dixido de carbono slido. Nas condies ambientais esse material sofre sublimao rompendo suas ligaes intermoleculares. Assinale a alternativa que representa o processo de sublimao do gelo seco.

Questão
2016Química

Os metais de transição constituem o grande bloco da parte central da Tabela Periódica. Os óxidos formados por metais de transição são muito importantes na indústria de pigmentos de tintas. Assinale a alternativa que contém apenas óxidos de metais de transição do bloco d da Tabela Periódica.

Questão
2016Biologia

(UFJF 2016) Um nome importante na origem do pensamento evolucionista é o do francês Jean-Baptiste Lamarck, que publicou uma série de obras sobre sua teoria evolutiva, sendo a mais conhecida a de 1809 no seu livro Filosofia Zoológica. Dentre as suas ideias, uma relaciona o ambiente à mudança de hábitos de um ser vivo, levando à alteração de certas estruturas em seu organismo. Essa ideia é conhecida como a lei de:

Questão
2016Português

(Ufjf-pism 3 2016) TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: TEXTO I Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser, muda-se a confiança: Todo o mundo é composto de mudança, Tomando sempre novas qualidades. Continuamente vemos novidades, Diferentes em tudo da esperança: Do mal ficam as mágoas na lembrança, E do bem (se algum houve) as saudades. O tempo cobre o chão de verde manto, Que já coberto foi de neve fria, E em mim converte em choro o doce canto. E, afora este mudar-se cada dia, Outra mudança faz de mor espanto, Que não se muda já como soía. (CAMÕES, Luís de. Rimas: Primeira parte, Sonetos. In: Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2003. p. 284.) TEXTO II XXXII Se os poucos dias, que vivi contente, Foram bastantes para o meu cuidado, Que pode vir a um pobre desgraçado, Que a ideia de seu mal não acrescente! Aquele mesmo bem, que me consente, Talvez propício, meu tirano fado, Esse mesmo me diz, que o meu estado Se há de mudar em outro diferente. Leve pois a fortuna os seus favores; Eu os desprezo já; porque é loucura Comprar a tanto preço as minhas dores: Se quer, que me não queixe, a sorte escura, Ou saiba ser mais firme nos rigores, Ou saiba ser constante na brandura. (COSTA, Cláudio Manoel da. In: A poesia dos inconfidentes. Org. Domício Proença Filho. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996. p. 65) No soneto XXXII de Cláudio Manoel da Costa (texto II), o eu lírico se queixa principalmente:

Questão
2016Biologia

(UFJF 2016) Uma doença, de base genética, é responsável por uma má formação em patas de uma determinada espécie X, sendo o alelo recessivo a responsável pela doença. Uma fêmea normal Aa foi cruzada com um macho normal Aa. Qual é a probabilidade de, em 3nascimentos, 2 serem doentes e 1 normal?

Questão
2016Português

(UFJF - 2016/adaptada) Texto 1 Tera-feira gorda Para Lus Carlos Gos De repente ele comeou a sambar bonito e veio vindo para mim. Me olhava nos olhos quase sorrindo, uma ruga tensa entre as sobrancelhas, pedindo confirmao. Confirmei, quase sorrindo tambm, a boca gosmenta de tanta cerveja morna, vodca com coca-cola, usque nacional, gostos que eu nem identificava mais, passando de mo em mo dentro dos copos de plstico.Usava uma tanga vermelha e branca, Xang, pensei, Ians com purpurina na cara, Oxagui segurando a espada no brao levantado, Ogum Beira-Mar sambando bonito e bandido. Um movimento que descia feito onda dos quadris pelas coxas, at os ps, ondulado, ento olhava para baixo e o movimento subia outra vez, onda ao contrrio, voltando pela cintura at os ombros. Era ento que sacudia a cabea olhando para mim, cada vez mais perto. Eu estava todo suado. Todos estavam suados, mas eu no via mais ningum alm dele. Eu j o tinha visto antes, no ali. Fazia tempo, no sabia onde. Eu tinha andado por muitos lugares. Ele tinha um jeito de quem tambm tinha andado por muitos lugares. Num desses lugares, quem sabe. Aqui, ali. Mas no lembraramos antes de falar, talvez tambm nem depois. S que no havia palavras. havia o movimento, a dana, o suor, os corpos meu e dele se aproximando mornos, sem querer mais nada alm daquele chegar cada vez mais perto. Na minha frente, ficamos nos olhando. Eu tambm danava agora, acompanhando o movimento dele. Assim: quadris, coxas, ps, onda que desce, olhar para baixo, voltando pela cintura at os ombros, onda que sobe, ento sacudir os cabelos molhados, levantar a cabea e encarar sorrindo. Ele encostou o peito suado no meu. Tnhamos plos, os dois. Os plos molhados se misturavam. Ele estendeu a mo aberta, passou no meu rosto, falou qualquer coisa. O qu, perguntei. Voc gostoso, ele disse. [...] Entreaberta, a boca dele veio se aproximando da minha. Parecia um figo maduro quando a gente faz com a ponta da faca uma cruz na extremidade mais redonda e rasga devagar a polpa, revelando o interior rosado cheio de gros. Voc sabia, eu falei, que o figo no uma fruta mas uma flor que abre pra dentro. O qu, ele gritou. O figo, repeti, o figo uma flor. Mas no tinha importncia. [...] Veados, a gente ainda ouviu, recebendo na cara o vento frio do mar. A msica era s um tumtumtum de ps e tambores batendo. Eu olhei para cima e mostrei olha l as Pliades, s o que eu sabia ver, que nem raquete de tnis suspensa no cu. Voc vai pegar um resfriado, ele falou com a mo no meu ombro. Foi ento que percebi que no usvamos mscara. Lembrei que tinha lido em algum lugar que a dor a nica emoo que no usa mscara. No sentamos dor, mas aquela emoo daquela hora ali sobre ns, eu nem sei se era alegria, tambm no usava mscara. Ento pensei devagar que era proibido ou perigoso no usar mscara, ainda mais no Carnaval. [...] Mas vieram vindo, ento, e eram muitos. Foge, gritei, estendendo o brao. Minha mo agarrou um espao vazio. O pontap nas costas fez com que me levantasse. Ele ficou no cho. Estavam todos em volta. Ai-ai, gritavam, olha as loucas. Olhando para baixo, vi os olhos dele muito abertos e sem nenhuma culpa entre as outras caras dos homens. A boca molhada afundando no meio duma massa escura, o brilho de um dente cado na areia. Quis tom-lo pela mo, proteg-lo com meu corpo, mas sem querer estava sozinho e nu correndo pela areia molhada, os outros todos em volta, muito prximos. Fechando os olhos ento, como um filme contra as plpebras, eu conseguia ver trs imagens se sobrepondo. Primeiro o corpo suado dele, sambando, vindo em minha direo. Depois as Pliades, feito uma raquete de tnis suspensa no cu l em cima. E finalmente a queda lenta de um figo muito maduro, at esborrachar-se contra o cho em mil pedaos sangrentos. (ABREU, Caio Frenando. Morangos Mofados. 12 ed. Nova Fornteira: Rio de Janeiro, 2015, p. 73-78) O desfecho do conto de Caio Fernando Abreu (texto 1) apresenta uma ao, por parte da maioria dos personagens, que se caracteriza por

Questão
2016Matemática

(UFJF - 2016) Sejauma medida de ngulo em radianos tal que O valor de:

Questão
2016História

(Ufjf-pism 3 2016) Observe a imagem: As cinzas dos 451 oficiais e praças mortos no conflito, entre eles oito pilotos da Força Aérea Brasileira (FAB) foram transladados do cemitério de Pistoia, na Itália, para o Brasil, em 5 de outubro de 1960, e hoje repousam no monumento aos mortos da II Guerra Mundial, no Rio de Janeiro. Sobre a participação do Brasil na II Guerra Mundial leia as alternativas abaixo e em seguida responda ao que se pede: I. O governo Vargas procurou manter-se neutro no conflito no início do período, esperando obter vantagens econômicas. II. Após 1941, o governo brasileiro assinou acordos com os Aliados que construiriam bases militares no nordeste brasileiro e financiaram a construção da Usina de Volta Redonda. III. Faziam parte do Governo Vargas apoiadores dos Aliados e simpatizantes do Nazismo. IV. A Alemanha reagiu ao alinhamento do Brasil torpedeando navios brasileiros no Oceano Atlântico, causando a morte de centenas de pessoas. V. Em 1942 o Brasil declarou Guerra às potências do Eixo (Alemanha, Itália, Japão) e enviou as primeiras tropas da Força Expedicionária Brasileira (FEB) para lutarem em solo italiano. Marque a alternativa CORRETA:

Questão
2016Química

Desde a Grécia antiga, filósofos e cientistas vêm levantando hipóteses sobre a constituição da matéria. Demócrito foi uns dos primeiros filósofos a propor que a matéria era constituída por partículas muito pequenas e indivisíveis, as quais chamaram de átomos. A partir de então, vários modelos atômicos foram formulados, à medida que novos e melhores métodos de investigação foram sendo desenvolvidos. A seguir, são apresentadas as representações gráficas de alguns modelos atômicos: Assinale a alternativa que correlaciona o modelo atômico com a sua respectiva representação gráfica.

Questão
2016Química

(Ufjf-pism 2 2016) O sal nitrato de potássio, também conhecido como salitre, é empregado como conservante na indústria de alimentos como, por exemplo, a de carnes embutidas (presunto, mortadela) para preservar as características e sua cor original. Assinale a opção correta acerca da reação de neutralização na qual o nitrato de potássio é formado.

Questão
2015Geografia

(Ufjf-pism 3 2015) Leia a histria em quadrinhos abaixo. Esses quadrinhos, criados por Guy Delisle, retratam cenas do cotidiano de:

Questão
2015Biologia

(UFJF 2015) Considere as afirmativas abaixo relacionadas aos processos de especiação. I. A especiação simpátrica considera que duas espécies possam surgir sem que haja qualquer processo de separação geográfica, em consequência de alterações cromossômicas numéricas ocorridas durante as divisões celulares. II. A especiação alopátrica considera que o primeiro passo para a formação de duas novas espécies é a separação geográfica entre populações de uma espécie ancestral. III. A especiação simpátrica poderia ser ocasionada pelo isolamento geográfico de populações em áreas marginais a de uma população original. IV. A especiação alopátrica poderia ser ocasionada pela migração significativa de uma população para outra região seguida da perda de contato com a população original. Assinale a alternativa que contenha todas as afirmativas CORRETAS.  

Questão
2015História

(UFJF -2015) O processo histrico denominado Revoluo Inglesa ou Revoluo Gloriosa teve como palco a Inglaterra no perodo de 1640 a 1688, lanando as bases da Monarquia Parlamentar Inglesa. Sobre a Revoluo Inglesa, assinale a alternativa INCORRETA.

Questão
2015Biologia

(UFJF 2015) A Doença de Gaucher é uma lipidose causada pela deficiência da enzima glucocerebrosidase com acumulação secundária de glucocerebrosídeos nas células retículoendoteliais. O início dos sintomas ocorre na infância e na adolescência e manifestam-se, geralmente, com esplenomegalia e hiperesplenismo, sendo o acometimento ósseo e pulmonar menos comuns. O padrão de herança dessa doença é autossômica recessiva. Com base no padrão de herança mencionado, assinale a alternativa CORRETA.