Kuadro
Entrar
VestibularEdição do vestibular
coesão sequencialconjunçãoInterpretação de textomecanismos de coesão textual

(Enem 2010)

Os filhos de Ana eram bons, uma coisa verdadeira e sumarenta. Cresciam, tomavam banho, exigiam para si, malcriados, instantes cada vez mais completos. A cozinha era enfim espaçosa, o fogão enguiçado dava estouros. O calor era forte no apartamento que estavam aos poucos pagando. Mas o vento batendo nas cortinas que ela mesma cortara lembrava-lhe que se quisesse podia parar e enxugar a testa, olhando o calmo horizonte. Como um lavrador. Ela plantara as sementes que tinha na mão, não outras, mas essas apenas.

LISPECTOR, C. Laços de família. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.
 

A autora emprega por duas vezes o conectivo mas no fragmento apresentado. Observando aspectos da organização, estruturação e funcionalidade dos elementos que articulam o texto, o conectivo mas

A

expressa o mesmo conteúdo nas duas situações em que aparece no texto.

B

quebra a fluidez do texto e prejudica a compreensão, se usado no início da frase.

C

ocupa posição fixa, sendo inadequado seu uso na abertura da frase.

D

contém uma ideia de sequência temporal que direciona a conclusão do leitor.

E

assume funções discursivas distintas nos dois contextos de uso.