ENEM

ITA

IME

FUVEST

UNICAMP

UNESP

UNIFESP

UFPR

UFRGS

UNB

VestibularEdição do vestibular
Disciplina
Busca avançada
Ir para Ranking

(FUVEST - 2006 - 1 FASE )

o Kramer apaixonou-se por uma corista que se chamava Olga. por algum motivo nunca conseguiam encontrar-se. ele gritava passando pela casa de Olga, manhãzinha (ela dormia): Olga, Olga, hoje estou de folga! mas nunca se viam e penso que ele sabia que se efetivamente se deitasse com ela o sonho terminaria. sábio Kramer. nunca mais o vi. há sonhos que devem permanecer nas gavetas, nos cofres, trancados até o nosso fim. e por isso passíveis de serem sonhados a vida inteira.

(Hilda Hilst, Estar sendo. Ter sido.)

OBSERVAÇÕES:
O emprego sistemático de minúscula na abertura de período é opção estilística da autora.
Corista = atriz/bailarina que figura em espetáculo de teatro musicado.

Na perspectiva do narrador, o Kramer é considerado sábio porque, como um bom sonhador,

A

anima-se com a possibilidade de uma feliz e prolongada realização de seu sonho.

B

percebe que a realização de seu sonho acabaria sendo uma forma de negá-lo.

C

avalia objetivamente as circunstâncias de que depende a plena realização de seu sonho.

D

sabe que os sucessivos adiamentos da realização de seu sonho acabarão por fazê-lo desistir de sonhar.

E

acredita que a impossibilidade de realização de um sonho leva a um mais rápido amadurecimento.