Gabarito ENEM - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 119
2015Português

(Enem 2015) TEXTO I Um ato de criatividade pode contudo gerar um modelo produtivo. Foi o que ocorreu com a palavra sambdromo, criativamente formada com a terminao -()dromo (= corrida), que figura em hipdromo, autdromo, cartdromo, formas que designam itens culturais da alta burguesia. No demoraram a circular, a partir de ento, formas populares como rangdromo, beijdromo, cameldromo. AZEREDO, J. C. Gramtica Houaiss da lngua portuguesa. So Paulo: Publifolha, 2008. TEXTO II Existe coisa mais descabida do que chamar de sambdromo uma passarela para desfile de escolas de samba? Em grego, -dromo quer dizer ao de correr, lugar de corrida, dai as palavras autdromo e hipdromo. certo que, s vezes, durante o desfile, a escola se atrasa e obrigada a correr para no perder pontos, mas no se desloca com a velocidade de um cavalo ou de um carro de Formula 1. GULLAR, F. Disponvel em: www1.folha.uol.com.br. Acesso em: 3 ago, 2012. H nas lnguas mecanismos geradores de palavras. Embora o Texto II apresente um julgamento de valor sobre a formao da palavra sambdromo, o processo de formao dessa palavra reflete

Questão 120
2015Português

(Enem 2015) Trabalhando com recursos formais inspirados no Concretismo, o poema atinge uma expressividade que se caracteriza pela

Questão 121
2015Português

(Enem 2015) A emergncia da sociedade da informao est associada a um conjunto de profundas transformaes ocorridas desde as ltimas duas dcadas do sculo XX. Tais mudanas ocorrem em dimenses distintas da vida humana em sociedade, as quais interagem de maneira sinrgica e confluem para projetar a informao e o conhecimento como elementos estratgicos, dos pontos de vista econmico-produtivo, poltico e sociocultural. A sociedade da informao caracteriza-se pela crescente utilizao de tcnicas de transmisso, armazenamento de dados e informaes a baixo custo, acompanhadas por inovaes organizacionais, sociais e legais. Ainda que tenha surgido motivada por um conjunto de transformaes na base tcnico-cientfica, ela se investe de um significado bem mais abrangente. LEGEY, L. -R; ALBAGLI, S. Disponvel em: www.dgz.org.br. Acesso em: 4 dez. 2012 (adaptado). O mundo contemporneo tem sido caracterizado pela crescente utilizao das novas tecnologias e pelo acesso informao cada vez mais facilitado. De acordo com o texto, a sociedade da informao corresponde a uma mudana na organizao social porque:

Questão 122
2015Português

(Enem 2015) Embora particularidades na produo mediada pela tecnologia aproximem a escrita da oralidade, isso no significa que as pessoas estejam escrevendo errado. Muitos buscam, to somente, adaptar o uso da linguagem ao suporte utilizado: O contexto que define o registro de lngua. Se existe um limite de espao, naturalmente, o sujeito ir usar mais abreviaturas, como faria no papel, afirma um professor do Departamento de Linguagem e Tecnologia do Cefet-MG. Da mesma forma, preciso considerar a capacidade do destinatrio de interpretar corretamente a mensagem emitida. No entendimento do pesquisador, a escola, s vezes, insiste em ensinar um registro utilizado apenas em contextos especficos, o que acaba por desestimular o aluno, que no v sentido em empregar tal modelo em outras situaes. Independentemente dos aparatos tecnolgicos da atualidade, o emprego social da lngua revela-se muito mais significativo do que seu uso escolar, conforme ressalta a diretora de Divulgao Cientfica da UFMG: A dinmica da lngua oral sempre presente. No falamos ou escrevemos da mesma forma que nossos avs. Some-se a isso o fato de os jovens se revelarem os principais usurios das novas tecnologias, por meio das quais conseguem se comunicar com facilidade. A professora ressalta, porm, que as pessoas precisam ter discernimento quanto s distintas situaes, a fim de dominar outros cdigos. SILVA JR., M. G.; FONSECA. V. Revista Minas Faz Cincia, n. 51, set.-nov. 2012 (adaptado). Na esteira do desenvolvimento das tecnologias de informao e de comunicao, usos particulares da escrita foram surgindo. Diante dessa nova realidade, segundo o texto, cabe escola levar o aluno a

Questão 123
2015Português

(ENEM 2015) garrafa Contigo adquiro a astcia de conter e de conter-me. Teu estreito gargalo uma lio de angstia. Por translcida pes o dentro fora e o fora dentro para que a forma se cumpra e o espao ressoe. At que, farta da constante priso da forma, saltes da mo para o cho e te estilhaces, suicida, numa exploso de diamantes. PAES, J. P. Prosas seguidas de odes mnimas. So Paulo: Cia. das Letras, 1992. A reflexo acerca do fazer potico um dos mais marcantes atributos da produo literria contempornea, que, no poema de Jos Paulo Paes, se expressa por um (a):

Questão 124
2015Português

(Enem 2015) Palavras jogadas fora Quando criança, convivia no interior de São Paulo com o curioso verbo pinchar e ainda o ouço por lá esporadicamente. O sentido da palavra é o de jogar fora (pincha fora essa porcaria) ou mandar embora (pincha esse fulano daqui). Teria sido uma das muitas palavras que ouvi menos na capital do estado e, por conseguinte, deixei de usar. Quando indago às pessoas se conhecem esse verbo, comumente escuto respostas como minha avó fala isso. Aparentemente, para muitos falantes, esse verbo é algo do passado, que deixará de existir tão logo essa geração antiga morrer. As palavras são, em sua grande maioria, resultados de uma tradição: elas já estavam lá antes de nascermos. Tradição, etimologicamente, é o ato de entregar, de passar adiante, de transmitir (sobretudo valores culturais). O rompimento da tradição de uma palavra equivale à sua extinção. A gramática normativa muitas vezes colabora criando preconceitos, mas o fator mais forte que motiva os falantes a extinguirem uma palavra é associar a palavra, influenciados direta ou indiretamente pela visão normativa, a um grupo que julga não ser o seu. O pinchar, associado ao ambiente rural, onde há pouca escolaridade e refinamento citadino, está fadado à extinção? É louvável que nos preocupemos com a extinção de ararinhas-azuis ou dos micos-leãodourados, mas a extinção de uma palavra não promove nenhuma comoção, como não nos comovemos com a extinção de insetos, a não ser dos extraordinariamente belos. Pelo contrário, muitas vezes a extinção das palavras é incentivada. VIARO, M. E. Língua Portuguesa. n. 77, mar. 2012 (adaptado). A discussão empreendida sobre o (des)uso do verbo pinchar nos traz uma reflexão sobre a linguagem e seus usos, a partir da qual compreende-se que

Questão 125
2015Português

(Enem 2015) Poesia quentinha Projeto literrio publica poemas em sacos de po na capital mineira Se a literatura mesmo o alimento da alma, ento os mineiros esto diante de um verdadeiro banquete. Mais do que um pozinho com manteiga, os moradores do bairro de Barreiro, em Belo Horizonte (MG), esto consumindo poesia brasileira no caf da manh. Graas ao projeto Po e Poesia, que faz do saquinho de po um espao para veiculao de poemas, escritores como Affonso Romano de SantAnna e Fernando Brant dividem espao com estudantes que passaram por oficinas de escrita potica. So ao todo 250 mil embalagens, distribudas em padarias da regio de Belo Horizonte, que trazem a boa literatura para o cotidiano de pessoas, alm de dar uma chance a escritores novatos de verem seus textos impressos. Criado em 2008 por um analista de sistemas apaixonado por literatura, o Po e Poesia j recebeu dois prmios do Ministrio da Cultura. Lngua Portuguesa, n. 71, set. 2011. A proposta de um projeto como o Po e Poesia objetiva inovar em sua rea de atuao, pois:

Questão 126
2015Português

(Enem 2015) No ano de 1985 aconteceu um acidente muito grave em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, perto da aldeia guarani de Sapukai. Choveu muito e as guas pluviais provocaram deslizamentos de terras das encostas da Serra do Mar, destruindo o Laboratrio de Radioecologia da Central Nuclear Almirante lvaro Alberto, construda em 1970 num lugar que os ndios tupinambs, h mais de 500 anos, chamavam de Itaorna. O prejuzo foi calculado na poca em 8 bilhes de cruzeiros. Os engenheiros responsveis pela construo da usina nuclear no sabiam que o nome dado pelos ndios continha informao sobre a estrutura do solo, minado pelas guas da chuva. S descobriram que Itaorna, em lngua tupinamb, quer dizer pedra podre, depois do acidente. FREIRE, J. R. B. Disponvel em: www.taquiprati.com.br. Acesso em: 1 ago. 2012 (adaptado). Considerando-se a histria da ocupao na regio de Angra dos Reis mencionada no texto, os fenmenos naturais que a atingiram poderiam ter sido previstos e suas consequncias minimizadas se A o

Questão 127
2015Português

(Enem 2015) Azeite de oliva e leo de linhaa: uma dupla imbatvel Rico em gorduras do bem, ela combate a obesidade, d um chega pra l no diabete e ainda livra o corao de entraves Ningum precisa esquentar a cabea caso no seja possvel usar os dois leos juntinhos, no mesmo dia. Individualmente, o duo tambm bate um bolo. Segundo um estudo recente do grupo EurOlive, formado por instituies de cinco pases europeus, os polifenis do azeite de oliva ajudam a frear a oxidao do colesterol LDL, considerado perigoso. Quando isso ocorre, reduz-se o risco de placas de gordura na parede dos vasos, a temida aterosclerose doena por trs de encrencas como o infarto. MANARINI, T. Sade vital, n. 347, fev. 2012 (adaptado). Para divulgar conhecimento de natureza cientfica para um pblico no especializado, Manarini recorre associao entre vocabulrio formal e vocabulrio informal. Altera-se o grau de formalidade do segmento no texto, sem alterar o sentido da informao, com a substituio de

Questão 128
2015Português

(Enem 2015) Obesidade causa doena A obesidade tornou-se uma epidemia global, segundo a Organizao Mundial da Sade, ligada Organizao das Naes Unidas. O problema vem atingindo um nmero cada vez maior de pessoas em todo o mundo, e entre as principais causas desse crescimento esto o modo de vida sedentrio e a m alimentao. Segundo um mdico especialista em cirurgia de reduo de estmago, a taxa de mortalidade entre homens obesos de 25 a 40 anos 12 vezes maior quando comparada taxa de mortalidade entre indivduos de peso normal. O excesso de peso e de gordura no corpo desencadeia e piora problemas de sade que poderiam ser evitados. Em alguns casos, a boa notcia que a perda de peso leva cura, como no caso da asma, mas em outros, como o infarto, no h soluo. FERREIRA, T. Disponvel em: http://revistaepoca.globo .com. Acesso em: 2 ago. 2012 (adaptado). O texto apresenta uma reflexo sobre sade e aponta o excesso de peso e de gordura corporal dos indivduos como um problema, relacionando-o ao:

Questão 129
2015Português

(Enem 2015) Posso mandar por e-mail? Atualmente, comum disparar currculos na internet com a expectativa de alcanar o maior nmero possvel de selecionadores. Essa, no entanto, uma ideia equivocada: preciso saber quem vai receber seu currculo e se a vaga realmente indicada para seu perfil, sob o risco de estar queimando o filme com um futuro empregador. Ao enviar o currculo por e-mail, tente saber quem vai receb-lo e faa um texto sucinto de apresentao, com a sugesto a seguir: Assunto: Currculo para a vaga de gerente de marketing Mensagem: Boa tarde. Meu nome Jos da Silva e gostaria de me candidatar vaga de gerente de marketing. Meu currculo segue anexo. Guia da lngua 2010: modelos e tcnicas. Lngua Portuguesa, 2010 (adaptado). O texto integra um guia de modelos e tcnicas de elaborao de textos e cumpre a funo social de

Questão 130
2015Português

(Enem 2015) A poesia de Ceclia Meireles revela concepes sobre o homem em seu aspecto existencial. Em Cntico VI, o eu lrico exorta seu interlocutor a perceber, como inerente condio humana,

Questão 131
2015Português

(Enem 2015) Essa pequena Meu tempo é curto, o tempo dela sobra Meu cabelo é cinza, o dela é cor de abóbora Temo que não dure muito a nossa novela, mas Eu sou tão feliz com ela Meu dia voa e ela não acorda Vou até a esquina, ela quer ir para a Flórida Acho que nem sei direito o que é que ela fala, mas Não canso de contemplá-la Feito avarento, conto os meus minutos Cada segundo que se esvai Cuidando dela, que anda noutro mundo Ela que esbanja suas horas ao vento, ai Às vezes ela pinta a boca e sai Fique à vontade, eu digo, take your time Sinto que ainda vou penar com essa pequena, mas O blues já valeu a pena CHICO BUARQUE. Disponível em: www.chicobuarque.com.br. Acesso em: 31 jun. 2012. O texto Essa pequena registra a expressão subjetiva do enunciador, trabalhada em uma linguagem informal, comum na música popular. Observa-se, como marca da variedade coloquial da linguagem presente no texto, o uso de

Questão 132
2015Português

(Enem 2015) Carta ao Tom 74 Rua Nascimento Silva, cento e sete Voc ensinando pra Elizete As canes de cano do amor demais Lembra que tempo feliz Ah, que saudade, Ipanema era s felicidade Era como se o amor doesse em paz Nossa famosa garota nem sabia A que ponto a cidade turvaria Esse Rio de amor que se perdeu Mesmo a tristeza da gente era mais bela E alm disso se via da janela Um cantinho de cu e o Redentor , meu amigo, s resta uma certeza, preciso acabar com essa tristeza preciso inventar de novo o amor MORAES, V.; TOQUINHO. Bossa Nova, sua histria, sua gente. So Paulo: Universal: Philips, 1975 (fragmento). O trecho da cano de Toquinho e Vincius de Moraes apresenta marcas do gnero textual carta, possibilitando que o eu potico e o interlocutor

Questão 133
2015Português

(Enem 2015) Situado na vigncia do Regime Militar que governou o Brasil, na dcada de 1970, o poema de Cacaso edifica uma forma de resistncia e protesto a esse perodo, metaforizando

NOVIDADES
Kuadro