Gabarito ENEM - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão
2013Física

(ENEM - 2013)Um eletricista analisa o diagrama de uma instalação elétrica residencial para planejar medições de tensão ecorrente em uma cozinha. Nesse ambiente existem uma geladeira (G), uma tomada (T) e uma lâmpada (L), conformea figura. O eletricista deseja medir a tensão elétrica aplicada à geladeira, a corrente total e a corrente na lâmpada.Para isso, ele dispõe de um voltímetro (V) e dois amperímetros (A). Para realizar essas medidas, o esquema da ligação desses instrumentos está representado em:

Questão
2013História

(Enem 2013) JK Você agora tem automóvel brasileiro, para correr em estradas pavimentadas com asfalto brasileiro, com gazolina brasileira. Quer mais quer? JECA Um prato de feijão brasileiro, seu doutô! (THÉO. In: LEMOS, R. (Org.). Uma história do Brasil através da caricatura (1840-2001). Rio de Janeiro: Bom Texto; Letras Expressões, 2001.) A charge ironiza a política desenvolvimentista do governo Juscelino Kubitschek, ao

Questão 1
2012História

(ENEM 2012) Charge annima. BURKE, P. A fabricao do rei. Rio de Janeiro: Zahar, 1994. (Foto: Enem) Na Frana, o rei Lus XIV teve sua imagem fabricada por um conjunto de estratgias que visavam sedimentar uma determinada noo de soberania. Neste sentido, a charge apresentada demonstra

Questão 4
2012História

(ENEM 2012) Com sua entrada no universo dos gibis, o Capito chegaria para apaziguar a agonia, o autoritarismo militar e combater a tirania. Claro que, em tempos de guerra, um gibi de um heri com uma bandeira americana no peito aplicando um sopapo no Frer s poderia ganhar destaque, e o sucesso no demoraria muito a chegar. COSTA, C. Capito Amrica, o primeiro vingador: crtica. Disponvel em: www.revistastart.com.br.Acesso em: 27 jan. 2012 (adaptado). A capa da primeira edio norte-americana da revista do Capito Amrica demonstra sua associao com a participao dos Estados Unidos na luta contra

Questão 5
2012História

(ENEM - 2012) Torna-se claro que quem descobriu a frica no Brasil, muito antes dos europeus, foram os prprios africanos trazidos como escravos. E esta descoberta no se restringia apenas ao reino lingustico, estendia-se tambm a outras reas culturais, inclusive da religio. H razes para pensar que os africanos, quando misturados e transportados ao Brasil, no demoraram em perceber a existncia entre si de elos culturais mais profundos. SLENES, R. Malungu, ngoma vem! frica coberta e descoberta do Brasil.Revista USP, n. 12, dez./jan./fev. 1991-92 (adaptado). Com base no texto, ao favorecer o contato de indivduos de diferentes partes da frica, a experincia da escravido no Brasil tornou possvel a

Questão 6
2012História

(Enem 2012) Nós nos recusamos a acreditar que o banco da justiça é falível. Nós nos recusamos a acreditar que há capitais insuficientes de oportunidade nesta nação. Assim nós viemos trocar este cheque, um cheque que nos dará o direito de reclamar as riquezas de liberdade e a segurança da justiça. KING Jr., M. L. Eu tenho um sonho, 28 ago. 1963. Disponível em: www.palmares.gov.br. Acesso em: 30 nov. 2011 (adaptado). O cenário vivenciado pela população negra, no sul dos Estados Unidos nos anos 1950, conduziu à mobilização social. Nessa época, surgiram reivindicações que tinham como expoente Martin Luther King e objetivavam

Questão 7
2012Filosofia

(ENEM) 2012) verdade que nas democracias o povo parece fazer o que quer; mas a liberdade poltica no consiste nisso. Deve-se ter sempre presente em mente o que independncia e o que liberdade. A liberdade o direito de fazer tudo o que as leis permitem; se um cidado pudesse fazer tudo o que elas probem, no teria mais liberdade, porque os outros tambm teriam tal poder. MONTESQUIEU. Do Esprito das Leis. So Paulo: Editora Nova Cultural, 1997 (adaptado). A caracterstica de democracia ressaltada por Montesquieu diz respeito

Questão 8
2012História

(Enem 2012) O cartum, publicado em 1932, ironiza as consequências sociais das constantes prisões de Mahatma Gandhi pelas autoridades britânicas, na Índia, demonstrando

Questão 15
2012História

(ENEM 2012) Diante dessas inconsistncias e de outras que ainda preocupam a opinio pblica, ns, jornalistas, estamos encaminhando este documento ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de So Paulo, para que o entregue Justia; e da Justia esperamos a realizao de novas diligncias capazes de levar completa elucidao desses fatos e de outros que porventura vierem a ser levantados. Em nome da verdade. In: O Estado de So Paulo, 3 fev. 1976. Apud. FILHO, I. A.Brasil, 500 anos em documentos. Rio de Janeiro: Mauad, 1999. A morte do jornalista Vladimir Herzog, ocorrida durante o regime militar, em 1975, levou a medidas como o abaixoassinado feito por profissionais da imprensa de So Paulo. A anlise dessa medida tomada indica a

Questão 16
2012História

(ENEM 2012) A figura apresentada de um mosaico, produzido por volta do ano 300 d.C., encontrado na cidade de Lod, atual Estado de Israel. Nela, encontram-se elementos que representam uma caracterstica poltica dos romanos no perodo, indicada em:

Questão 21
2012História

(ENEM 2012) TEXTO I A Europa entrou em estado de exceo, personificado por obscuras foras econmicas sem rosto ou localizao fsica conhecida que no prestam contas a ningum e se espalham pelo globo por meio de milhes de transaes dirias no ciberespao. ROSSI, C. Nem fim do mundo nem mundo novo. Folha de So Paulo, 11 dez. 2011 (adaptado). TEXTO II Estamos imersos numa crise financeira como nunca tnhamos visto desde a Grande Depresso iniciada em 1929 nos Estados Unidos. Entrevista de George Soros. Disponvel em: www.nybooks.com. Acesso em: 17 ago. 2011 (adaptado). A comparao entre os significados da atual crise econmica e do crash de 1929 oculta a principal diferena entre essas duas crises, pois

Questão 22
2012História

(ENEM 2012) Nos anos que se seguiram Segunda Guerra, movimentos como o Maio de 1968 ou a campanha contra a Guerrado Vietn culminaram no estabelecimento de diferentes formas de participao poltica. Seus slogans, tais como Quando penso em revoluo quero fazer amor, se tornaram smbolos da agitao cultural nos anos 1960, cuja inovao relacionava-se

Questão 23
2012HistóriaSociologia

(ENEM 2012) Nossa cultura lipofbica muito contribui para a distoro da imagem corporal, gerando gordos que se veem magros e magros que se veem gordos, numa quase unanimidade de que todos se sentem ou se veem distorcidos. Engordamos quando somos gulosos. pecado da gula que controla a relao do homem com a balana. Todo obeso declarou, um dia, guerra balana. Para emagrecer preciso fazer as pazes com a dita cuja, visando adequar-se s necessidades para as quais ela aponta. FREIRE, D. S. Obesidade no pode ser pr-requisito. Disponvel em: http//gnt.globo.com. Acesso em: 3 abr. 2012 (adaptado). O texto apresenta um discurso de disciplinarizao dos corpos, que tem como consequncia

Questão 33
2012História

(ENEM 2012) O açúcar e suas técnicas de produção foram levados à Europa pelos árabes no século VIII, durante a Idade Média, mas foi principalmente a partir das Cruzadas (séculos XI e XIII) que a sua procura foi aumentando. Nessa época passou a ser importado do Oriente Médio e produzido em pequena escala no sul da Itália, mas continuou a ser um produto de luxo, extremamente caro, chegando a figurar nos dotes de princesas casadoiras. CAMPOS, R. Grandeza do Brasil no tempo de Antonil (1681-1716). São Paulo: Atual, 1996. Considerando o conceito do Antigo Sistema Colonial, o açúcar foi o produto escolhido por Portugal para dar início à colonização brasileira, em virtude de

Questão 43
2012Sociologia

(Enem 2012) Leia. Minha vida é andar Por esse país Pra ver se um dia Descanso feliz Guardando as recordações Das terras onde passei Andando pelos sertões E dos amigos que lá deixei GONZAGA, L.; CORDOVIL, H. A vida de viajante, 1953. Disponível em: www.recife.pe.gov.br. Acesso em: 20 fev. 2012 (fragmento). A letra dessa canção reflete elementos identitários que representam a

NOVIDADES
Kuadro