Gabarito ENEM - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 2
2011Filosofia

(ENEM 2011) O brasileiro tem noo clara dos comportamentos ticos e morais adequados, mas vive sob o espectro da corrupo, revela pesquisa. Se o pas fosse resultado dos padres morais que as pessoas dizem aprovar, pareceria mais com a Escandinvia do que com Bruzundanga (corrompida nao fictcia de Lima Barreto) FRAGA, P. Ningum inocente. Folha de S. Paulo. 4 out. 2009 (adaptado). O distanciamento entre reconhecer e cumprir efetivamente o que moral constitui uma ambiguidade inerente ao humano, porque as normas morais so

Questão 3
2011História

(ENEM 2011) O movimento representado na imagem, do incio dos anos de 1990, arrebatou milhares de jovens no Brasil. Nesse contexto, a juventude, movida por um fortesentimento cvico,

Questão 4
2011Geografia

(ENEM 2011) A Floresta Amaznica, com toda a sua imensido, no vai estar a para sempre. Foi preciso alcanar toda essa taxa de desmatamento de quase 20 mil quilmetros quadrados ao ano, na ltima dcada do sculo XX, para que uma pequena parcela de brasileiros se desse conta de que o maior patrimnio natural do pas est sendo torrado. ABSABER, A. Amaznia: do discurso prxis. So Paulo: EdUSP, 1996. Um processo econmico que tem contribudo na atualidade para acelerar o problema ambiental descrito :

Questão 5
2011Geografia

(ENEM - 2011) O Centro-Oeste apresentou-se como extremamente receptivo aos novos fenmenos da urbanizao, j que era praticamente virgem, no possuindo infraestrutura de monta, nem outros investimentos fixos vindos do passado. Pde, assim, receber uma infraestrutura nova, totalmente a servio de uma economia moderna. SANTOS, M. A Urbanizao Brasileira. So Paulo: EdUSP, 2005 (adaptado). O texto trata da ocupao de uma parcela do territrio brasileiro. O processo econmico diretamente associado a essa ocupao foi o avano da

Questão 6
2011Geografia

(ENEM 2011) TEIXEIRA, W. et al. Decifrando a Terra. So Paulo: Nacional, 2009 (adaptado). (Foto: Reproduo/Enem) O grfico relaciona diversas variveis ao processo de formao do solo. A interpretao dos dados mostra que a gua um dos importantes fatoresde pedognese, pois nas reas

Questão 7
2011Geografia

(ENEM 2011) Uma empresa norte-americana de bioenergia est expandindo suas operaes para o Brasil para explorar o mercado de pinho manso. Com sede na Califrnia, a empresa desenvolveu sementes hbridas de pinho manso, oleaginosa utilizada hoje na produo de biodiesel e de querosene de aviao. MAGOSSI, E. O Estado de So Paulo. 19 maio 2011 (adaptado). A partir do texto, a melhoria agronmica das sementes de pinho manso abre para o Brasil a oportunidade econmica de

Questão 8
2011Geografia

(ENEM 2011) Um dos principais objetivos de se dar continuidade s pesquisas em eroso dos solos o de procurar resolver os problemas oriundos desse processo, que, em ltima anlise, geram uma srie de impactos ambientais. Alm disso, para a adoo de tcnicas de conservao dos solos, preciso conhecer como a gua executa seu trabalho de remoo, transporte e deposio de sedimentos. A eroso causa, quase sempre, uma srie de problemas ambientais, em nvel local ou at mesmo em grandes reas. GUERRA, A. J. T. Processos erosivos nas encostas. In: GUERRA, A. J. T.; CUNHA, S. B. Geomorfologia: uma atualizao de bases e conceitos. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007 (adaptado). A preservao do solo, principalmente em reas de encostas, pode ser uma soluo para evitar catstrofes em funo da intensidade de fluxo hdrico. A prtica humana que segue no caminho contrrio a essa soluo

Questão 9
2011Geografia

(ENEM 2011) O fenmeno de ilha de calor o exemplo mais marcante da modificao das condies iniciais do clima pelo processo de urbanizao, caracterizado pela modificao do solo e pelo calor antropognico, o qual inclui todas as atividades humanas inerentes sua vida na cidade. BARBOSA, R. V. R. reas verdes e qualidade trmica em ambientes urbanos:estudo em microclimas em Macei. So Paulo: EdUSP, 2005. O texto exemplifica uma importante alterao socioambiental, comum aos centros urbanos. A maximizao desse fenmeno ocorre

Questão 10
2011Geografia

(ENEM2011) O professor Paulo Saldiva pedala 6 km em 22 minutos de casa para o trabalho, todos os dias. Nunca foi atingido por um carro. Mesmo assim, vtima diria do trnsito de So Paulo: a cada minuto sobre a bicicleta, seus pulmes so envenenados com 3,3 microgramas de poluio particulada poeira, fumaa, fuligem, partculas de metal em suspenso, sulfatos, nitratos, carbono, compostos orgnicos e outras substncias nocivas. ESCOBAR, H. Sem Ar. O Estado de So Paulo. Ago. 2008. A populao de uma metrpole brasileira que vive nas mesmas condies socioambientais das do professor citado no texto apresentar uma tendncia de

Questão 11
2011Geografia

(ENEM 2011) A imagem retrata a araucria, rvore que faz parte de um importante bioma brasileiro que, no entanto, j foi bastante degradado pela ocupao humana. Uma das formas de interveno humana relacionada degradao desse bioma foi

Questão 12
2011Geografia

(ENEM 2011) SOBRADINHO O homem chega, j desfaz a natureza Tira gente, pe represa, diz que tudo vai mudar O So Francisco l pra cima da Bahia Diz que dia menos dia vai subir bem devagar E passo a passo vai cumprindo a profecia do beato quedizia que o Serto ia alagar. S E GUARABYRA. Disco Piro de peixe com pimenta. Som Livre, 1977 (adaptado). O trecho da msica faz referncia a uma importante obra na regio do rio So Francisco. Uma consequnciasocioespacial dessa construo foi

Questão 13
2011Geografia

(Enem 2011) Como os combustíveis energéticos, as tecnologias da informação são, hoje em dia, indispensáveis em todos os setores econômicos. Através delas, um maior número de produtores é capaz de inovar e a obsolescência de bens e serviços se acelera. Longe de estender a vida útil dos equipamentos e a sua capacidade de reparação, o ciclo de vida desses produtos diminui, resultando em maior necessidade de matéria-prima para a fabricação de novos. GROSSARD, C. Le Monde Diplomatique Brasil. Ano 3, n 36, 2010 (adaptado). A postura consumista de nossa sociedade indica a crescente produção de lixo, principalmente nas áreas urbanas, o que, associado a modos incorretos de deposição,

Questão 14
2011Geografia

(ENEM 2011) O espao mundial sob a nova des-ordem um emaranhado de zonas, redes e aglomerados, espaos hegemnicos e contra-hegemnicos que se cruzam de forma complexa na face da Terra. Fica clara, de sada, a polmica que envolve uma nova regionalizao mundial. Como regionalizar um espao to heterogneo e, em parte, fluido, como o espao mundial contemporneo? HAESBAERT, R.; PORTO-GONALVES, C.W. A nova des-ordem mundial. So Paulo: UNESP, 2006. O mapa procura representar a lgica espacial do mundo contemporneo ps-Unio Sovitica, no contexto de avano da globalizao e do neoliberalismo, quando a diviso entre pases socialistas e capitalistas se desfez e as categorias de primeiro e terceiro mundo perderam sua validade explicativa. Considerando esse objetivo interpretativo, tal distribuio espacial aponta para

Questão 15
2011Geografia

(ENEM 2011) Em 1872, Robert Angus Smith criou o termo chuva cida, descrevendo precipitaes cidas emManchester aps a Revoluo Industrial. Trata-se do acmulo demasiado de dixido de carbono e enxofrena atmosfera que, ao reagirem com compostos dessa camada, formam gotculas de chuva cida e partculasde aerossis. A chuva cida no necessariamente ocorre no local poluidor, pois tais poluentes, ao serem lanados na atmosfera, so levados pelos ventos,podendo provocar a reao em regies distantes. A gua de forma pura apresenta pH 7, e, ao contatar agentes poluidores, reage modificando seu pH para 5,6 e at menos que isso, o que provoca reaes, deixando consequncias. Disponvel em: http://www.brasilescola.com. Acesso em: 18 maio 2010 (adaptado). O texto aponta para um fenmeno atmosfrico causador de graves problemas ao meio ambiente: a chuva cida(pluviosidade com pH baixo). Esse fenmeno tem como consequncia

Questão 16
2011Sociologia

(Enem 2011)       Estamos testemunhando o reverso da tendência histórica da assalariação do trabalho e socialização da produção, que foi característica predominante na era industrial. A nova organização social e econômica baseada nas tecnologias da informação visa à administração descentralizadora, ao trabalho individualizante e aos mercados personalizados. As novas tecnologias da informação possibilitam, ao mesmo tempo, a descentralização das tarefas e sua coordenação em uma rede interativa de comunicação em tempo real, seja entre continentes, seja entre os andares de um mesmo edifício. CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2006 (adaptado). No contexto descrito, as sociedades vivenciam mudanças constantes nas ferramentas de comunicação que afetam os processos produtivos nas empresas. Na esfera do trabalho, tais mudanças têm provocado

NOVIDADES
Kuadro