Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
ITA
IME
IME
ENEM
ENEM
FUVEST
FUVEST
UNICAMP
UNICAMP
UNESP
UNESP
ESPCEX
ESPCEX
AFA
AFA
Questão 9
2009Biologia

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 9) Bactrias do grupo das ricktsias so consideradas clulas procariticas incompletas, que no possuem capacidade de multiplicao independente da colaborao de clulas eucariticas, que elas parasitam. Existem organides das clulas cuja origem evolutiva atribuda a parasitas intracelulares semelhantes s ricktsias. a) Que organide, presente em clulas animais e vegetais, provavelmente teve essa origem? b) Cite uma caracterstica desse organide que fundamenta essa explicao para sua origem.

Questão 9
2009Geografia

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 9) Observe os dois mapas acima. Ambos representam diferentes regionalizaes do espao brasileiro. O de n 1 apia-se nos conceitos de plo e hierarquia urbana e o de n 2, no de eixo de integrao e desenvolvimento. a) Apresente, ao menos, dois critrios para a considerao da rea destacada no Mapa 1 como uma regio. b) Justifique a delimitao da rea de influncia de nmero 3 do Mapa 2, destacando as principais infra-estruturas de transporte a presentes.

Questão 9
2009Português

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 9) Leia as afirmaes abaixo e responda ao que se pede. I. A dureza do clima, que se manifesta principalmente nas grandes secas peridicas, explica todas as aflies de Fabiano, ao longo da narrativa de Vidas secas, de Graciliano Ramos. a) Voc concorda com essa afirmao (I)? Justifique sucintamente sua resposta. II. Apesar de quase atrofiadas na sua rusticidade, as personagens de Vidas secas, de Graciliano Ramos, conservam um filete de investigao da interioridade: cada uma delas se perscruta, reflete, tenta compreender a si e ao mundo, ajustando-o sua viso. b) Voc considera essa afirmao (II) correta? Justifique brevemente sua resposta.

Questão 9
2009BiologiaHistória

(FUVEST -2009 -1 FASE)As bombas atmicas, lanadas contra Hiroshima e Nagasaki em 1945, resultaram na morte de aproximadamente 300.000 pessoas, vtimas imediatas das exploses ou de doenas causadas pela exposio radiao. Esses eventos marcaram o incio de uma nova etapa histrica na corrida armamentista entre as naes, caracterizada pelo desenvolvimento de programas nucleares com finalidades blicas. Considerando essa etapa e os efeitos das bombas atmicas, analise as afirmaes a seguir. I. As bombas atmicas que atingiram Hiroshima e Nagasaki foram lanadas pelos Estados Unidos, nico pas que possua esse tipo de armamento ao fim da Segunda Guerra Mundial. II. As radiaes liberadas numa exploso atmica podem produzir mutaes no material gentico humano, que causam doenas como o cncer ou so transmitidas para a gerao seguinte, caso tenham ocorrido nas clulas germinativas. III. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, vrias naes desenvolveram armas atmicas e, atualmente, entre as que possuem esse tipo de armamento, tm-se China, Estados Unidos, Frana, ndia, Israel, Paquisto, Reino Unido e Rssia. Est correto o que se afirma em:

Questão 10
2009Química

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 10) Pilocarpina (P) usada no tratamento do glaucoma. Em meio alcalino, sofre duas reaes simultneas: isomerizao, formando iso-pilocarpina (i-P) e hidrlise, com formao de pilocarpato (). Em cada uma dessas reaes, a proporo estequiomtrica entre o reagente e o produto de 1 para 1. Num experimento, a 25C, com certa concentrao inicial de pilocarpina e excesso de hidrxido de sdio, foram obtidas as curvas de concentrao de i-P e PA em funo do tempo, registradas no grfico. Considere que, decorridos 200 s, a reao se completou, com consumo total do reagente pilocarpina. a) Para os tempos indicados na tabela da folha de respostas, complete a tabela com as concentraes de i-P e . b) Complete a tabela com as concentraes do reagente P. c) Analisando as curvas do grfico, qual das duas reaes, a de isomerizao ou a de hidrlise, ocorre com maior velocidade? Explique.

Questão 10
2009Física

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 10) Para estimar a intensidade de um campo magntico B0, uniforme e horizontal, utilizado um fio condutor rgido, dobrado com a forma e dimenses indicadas na figura, apoiado sobre suportes fixos, podendo girar livremente em torno do eixo OO. Esse arranjo funciona como uma balana para foras eletromagnticas. O fio ligado a um gerador, ajustado para que a corrente contnua fornecida seja sempre i = 2,0 A, sendo que duas pequenas chaves, A e C, quando acionadas, estabelecem diferentes percursos para a corrente. Inicialmente, com o gerador desligado, o fio permanece em equilbrio na posio horizontal. Quando o gerador ligado, com a chave A, aberta e C, fechada, necessrio pendurar uma pequena massa M1 = 0,008 kg, no meio do segmento P3-P4, para restabelecer o equilbrio e manter o fio na posio horizontal. a) Determine a intensidade da fora eletromagntica F1, em newtons, que age sobre o segmento P3P4 do fio, quando o gerador ligado com a chave A, aberta e C, fechada. b) Estime a intensidade do campo magntico B0, em teslas. c) Estime a massa M2, em kg, necessria para equilibrar novamente o fio na horizontal, quando a chave A est fechada e C, aberta. Indique onde deve ser colocada essa massa, levando em conta que a massa M1 foi retirada. NOTE E ADOTE: F = iBL Desconsidere o campo magntico da Terra. As extremidades P1, P2, P3 e P4 esto sempre no mesmo plano.

Questão 10
2009Biologia

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 10) Considere um indivduo heterozigoto Aa. a) O esquema abaixo representa o ciclo celular. Numa clula desse indivduo heterozigoto, indique quantas unidades de cada alelo haver ao final das fases G1 (intervalo 1). S (Sntese). M (Mitose). b) No esquema da folha de respostas, est representado o processo de diviso de um espermatcito desse mesmo indivduo. Preencha as clulas esquematizadas, nas fases I e II, indicando o tipo e o nmero de alelos em cada uma delas. Considere que no tenha ocorrido permutao.

Questão 10
2009Português

(FUVEST - 2009 - 1 FASE) Observe a charge para responder s questes. Glauco. Folha de S. Paulo. 30/05/08 A crtica contida na charge visa, principalmente, ao

Questão 10
2009Geografia

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 10) Considere a figura e seus conhecimentos para responder. a) Anote, na folha de respostas, os nmeros de 1 a 5 correspondentes a cada unidade de relevo ou de estrutura geolgica. b) Compare as reas A e B quanto s atividades agrrias espacialmente predominantes, relacionando essas atividades a caractersticas do relevo.

Questão 10
2009História

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 10) Criado em 1948, o Estado de Israel acaba de completar 60 anos. Discorra sobre a) o contexto histrico internacional que levou criao desse Estado; b) as razes histricas dos conflitos entre israelenses e palestinos, que persistem at hoje.

Questão 10
2009Português

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 10) Leia o trecho do conto Minha gente, de Guimares Rosa, e responda ao que se pede. Oh, tristeza! Da gameleira ou do ingazeiro, desce um canto, de repente, triste, triste, que faz d. um sabi. Tem quatro notas, sempre no mesmo, porque s ao fim da pgina que ele dobra o pio. Quatro notas, em menor, a segunda e a ltima molhadas. Romntico. Bento Porfrio se inquieta: Eu no gosto desse passarinho!... no gosto de violo... De nada que pe saudades na gente. J. Guimares Rosa. Minha gente. Sagarana. a) No trecho, a meno ao sabi e a seu canto, enfaticamente associados a Romntico e a saudades, indica que o texto de Guimares Rosa pode remeter a um poema, dos mais conhecidos da literatura brasileira, escrito em um perodo em que se afirmava o nacionalismo literrio. Identifique o poema a que remete o texto de Rosa e aponte o nome de seu autor. b) Considerando o trecho no contexto de Sagarana, a provvel referncia, nele presente, a um autor brasileiro indica que Guimares Rosa um escritor nacionalista, que rejeita o contato com lnguas e culturas estrangeiras? Justifique sucintamente sua resposta.

Questão 10
2009Matemática

(FUVEST - 2009 - 2 fase - Questo 10) A figura representa uma pirmide ABCDE, cuja base o retngulo ABCD. Sabe-se que Nessas condies, determine: a) A medida de BP . b) A rea do trapzio BCQP . c) O volume da pirmide BPQCE .

Questão 11
2009Português

(FUVEST - 2009 - 1 FASE) Observe a charge para responder s questes. O pressuposto da frase escrita no cartaz que compe a charge o de que a Amaznia est ameaada de

Questão 12
2009Português

(FUVEST - 2009 - 1 FASE)Texto para as questes. Eu amo a rua. Esse sentimento de natureza toda ntima no vos seria revelado por mim se no julgasse, e razes no tivesse para julgar, que este amor assim absoluto e assim exagerado partilhado por todos vs. Ns somos irmos, ns nos sentimos parecidos e iguais; nas cidades, nas aldeias, nos povoados, no porque soframos, com a dor e os desprazeres, a lei e a polcia, mas porque nos une, nivela e agremia o amor da rua. este mesmo o sentimento imperturbvel e indissolvel, o nico que, como a prpria vida, resiste s idades e s pocas. Tudo se transforma, tudo varia o amor, o dio, o egosmo. Hoje mais amargo o riso, mais dolorosa a ironia. Os sculos passam, deslizam, levando as coisas fteis e os acontecimentos notveis. S persiste e fica, legado das geraes cada vez maior, o amor da rua. Joo do Rio. A alma encantadora das ruas. Em nas cidades, nas aldeias, nos povoados (linha 6), hoje mais amargo o riso, mais dolorosa a ironia (linhas 12 e 13) e levando as coisas fteis e os acontecimentos notveis (linhas 13 e 14), ocorrem, respectivamente, os seguintes recursos expressivos:

Questão 13
2009Português

(FUVEST - 2009 - 1 FASE)Texto para as questes. Eu amo a rua. Esse sentimento de natureza toda ntima no vos seria revelado por mim se no julgasse, e razes no tivesse para julgar, que este amor assim absoluto e assim exagerado partilhado por todos vs. Ns somos irmos, ns nos sentimos parecidos e iguais; nas cidades, nas aldeias, nos povoados, no porque soframos, com a dor e os desprazeres, a lei e a polcia, mas porque nos une, nivela e agremia o amor da rua. este mesmo o sentimento imperturbvel e indissolvel, o nico que, como a prpria vida, resiste s idades e s pocas. Tudo se transforma, tudo varia o amor, o dio, o egosmo. Hoje mais amargo o riso, mais dolorosa a ironia. Os sculos passam, deslizam, levando as coisas fteis e os acontecimentos notveis. S persiste e fica, legado das geraes cada vez maior, o amor da rua. Joo do Rio.A alma encantadora das ruas. No texto, observa-se que o narrador se

NOVIDADES
Kuadro