Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
ITA
IME
IME
ENEM
ENEM
FUVEST
FUVEST
UNICAMP
UNICAMP
UNESP
UNESP
ESPCEX
ESPCEX
AFA
AFA
Questão 58
2013Geografia

(Fuvest 2013) Grandes lagos artificiais de barragens, como o Nasser, no Rio Nilo, o Three Gorges, na China, e o de Itaipu, no Brasil, resultantes do represamento de rios, estão entre as obras de engenharia espalhadas pelo mundo, com importantes efeitos socioambientais. Acerca dos efeitos socioambientais de grandes lagos de barragens, considere as afirmações abaixo. I. Enquanto no passado, grandes lagos de barragem restringiam-se a áreas de planície, atualmente, graças a progressos tecnológicos, situam-se, invariavelmente, em regiões planálticas, com significativos desníveis topográficos. II. A abertura das comportas que represam as águas dos lagos de barragens impede a ocorrência de processos de sedimentação, assim como provoca grandes enchentes a montante. III. Frequentes desalojamentos de pessoas para a implantação de lagos de barragens levaram ao surgimento, no Brasil, do Movimento dos Atingidos por Barragens MAB. IV. Por se constituírem como extensos e, muitas vezes, profundos reservatórios de água, grandes lagos de barragens provocam alterações microclimáticas nas suas proximidades. Está correto o que se afirma em

Questão 59
2013Geografia

(FUVEST 2013) Observe a Carta Topográfica abaixo, que representa a área adquirida por um produtor rural. Em parte da área acima representada, onde predominam menores declividades, o produtor rural pretende desenvolver uma atividade agrícola mecanizada. Em outra parte, com maiores declividades, esse produtor deseja plantar eucalipto. Considerando os objetivos desse produtor rural, as áreas que apresentam, respectivamente, características mais apropriadas a uma atividade mecanizada e ao plantio de eucaliptos estão nos quadrantes

Questão 60
2013Geografia

(Fuvest 2013) Leia o texto e observe o mapa. Em 1884, durante um congresso internacional, em Washington, EUA, estabeleceu-se um padrão mundial de tempo. A partir de então, ficou convencionado que o tempo padrão teórico, nos diversos países do mundo, seria definido por meridianos espaçados a cada 15°, tendo como origem o meridiano de Greenwich, Inglaterra (Reino Unido). Com base no mapa e nas informações acima, considere a seguinte situação: João, que vive na cidade de Pequim, China, recebe uma ligação telefônica, às 9h da manhã de uma segunda-feira, de Maria, que vive na cidade de Manaus, Brasil. A que horas e em que dia da semana Maria telefonou?

Questão 61
2013Geografia

(FUVEST 2013) Observe o mapa da Malha Ferroviária do Brasil. Com respeito às áreas indicadas no mapa acima, assinale a alternativa que relaciona corretamente sistemas logísticos e produtos de exportação.

Questão 62
2013Geografia

(Fuvest 2013) Observe o mapa. Considere as afirmações sobre o Sistema Aquífero Guarani. I. Trata-se de um corpo hídrico subterrâneo e transfronteiriço que abrange parte da Argentina, do Brasil, do Paraguai e do Uruguai. II. Representa o mais importante aquífero da porção meridional do continente sul-americano e está associado às rochas cristalinas do Pré-Cambriano. III. A grande incidência de poços que se observa na região A é explicada por sua menor profundidade e intensa atividade econômica nessa região. IV. A baixa incidência de poços na região indicada pela letra B deve-se à existência, aí, de uma área de cerrado com predomínio de planaltos. Está correto o que se afirma em

Questão 63
2013Geografia

(Fuvest 2013) Observe os gráficos: Com base nos gráficos e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

Questão 64
2013Geografia

(Fuvest 2013) Observe a imagem e leia o texto. Por muitos anos, as várzeas paulistanas foram uma espécie de quintal geral dos bairros encarapitados nas colinas. Serviram de pastos para os animais das antigas carroças que povoaram as ruas da cidade. Serviram de terreno baldio para o esporte dos humildes, tendo assistido a uma proliferação incrível de campos de futebol. Durante as cheias, tais campos improvisados ficam com o nível das águas até o meio das traves de gol. Aziz AbSaber, 1956. Considere a imagem e a citação do geógrafo Aziz AbSaber na análise das afirmações abaixo: I. O processo de verticalização e a impermeabilização dos solos nas proximidades das vias marginais ao rio Tietê aumentam a sua susceptibilidade a enchentes. II. A retificação de um trecho urbano do rio Tietê e a construção de marginais sobre a várzea do rio potencializaram o problema das enchentes na região. III. A extinção da Mata Atlântica na região da nascente do rio Tietê, no passado, contribui, até hoje, para agravar o problema com enchentes nas vias marginais. IV. A várzea do rio Tietê é um ambiente susceptível à inundação, pois constitui espaço de ocupação natural do rio durante períodos de cheias. Está correto o que se afirma em

Questão 65
2013Geografia

(FUVEST 2013) Observe os gráficos. Com base nos gráficos e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

Questão 66
2013Geografia

(FUVEST 2013) Observe os mapas. Os períodos do ano que oferecem as melhores condições para a produção de energia hidrelétrica no Sudeste e energia eólica no Nordeste são aqueles em que predominam, nessas regiões, respectivamente,

Questão 67
2013Geografia

(Fuvest 2013) Observe o mapa abaixo. Com base no mapa e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.

Questão 68
2013Português

(FUVEST 2013) A palavra que o cronista omite no ttulo, substituindo-a por reticncias, ele a emprega no ltimo pargrafo, na posio marcada com pontilhado. Tendo em vista o contexto, conclui-se que se trata da palavra

Questão 69
2013Português

(FUVEST -2013) Um dos contrastes entre passado e presente que caracterizam o desenvolvimento do texto manifesta-se na oposio entre as seguintes expresses: Vivendo e... Eu sabia fazer pipa e hoje no sei mais. Duvido que se hoje pegasse uma bola de gude conseguisse equilibr-la na dobra do dedo indicador sobre a unha do polegar, quanto mais jog-la com a 1preciso que tinha quando era garoto. (...) Juntando-se as duas mos de um determinado jeito, com os polegares para dentro, e assoprando pelo buraquinho, tirava-se um silvo bonito que inclusive variava de tom conforme o posicionamento das mos. Hoje no sei mais que jeito esse. Eu sabia a 2frmula de fazer cola caseira. Algo envolvendo farinha e gua e 3muita confuso na cozinha, de onde ramos expulsos sob ameaas. Hoje no sei mais. A gente comeava a contar depois de ver um relmpago e 11o nmero a que chegasse quando ouvia a trovoada, multiplicado por outro nmero, dava a 4distncia exata do relmpago. No me lembro mais dos nmeros. (...) 12Lembro o orgulho com que consegui, pela primeira vez, cuspir corretamente pelo espao adequado entre os dentes de cima e a ponta da lngua de modo que o cuspe ganhasse distncia e pudesse ser mirado. Com prtica, conseguia-se controlar a 5trajetria elptica da cusparada com uma 6mnima margem de erro. Era 7puro instinto. Hoje o mesmo feito requereria 8complicados clculos de balstica, e eu provavelmente s acertaria a frente da minha camisa. Outra 9habilidade perdida. Na verdade, deve-se revisar aquela antiga frase. vivendo e .................... . No falo daquelas 13coisas que deixamos de fazer porque no temos mais as condies fsicas e a coragem de antigamente, como subir em bonde andando mesmo porque 14no h mais bondes andando. Falo da sabedoria desperdiada, das 10artes que nos abandonaram. Algumas at teis. Quem nunca desejou ainda ter o cuspe certeiro de garoto para acertar em algum alvo contemporneo, bem no olho, e depois sair correndo? Eu j. Lus F. Verssimo, Comdias para se ler na escola.

Questão 70
2013Português

(FUVEST 2013) Considere as seguintes substituies propostas para diferentes trechos do texto: I. o nmero a que chegasse (ref. 11) = o nmero a que alcanasse. II. Lembro o orgulho (ref. 12) = Recordo-me do orgulho. III. coisas que deixamos de fazer (ref. 13) = coisas que nos descartamos. IV. no h mais bondes (ref. 14) = no existe mais bondes. A correo gramatical est preservada apenas no que foi proposto em:

Questão 71
2013Português

(FUVEST-2013) A essncia da teoria democrtica a supresso de qualquer imposio de classe, fundada no postulado ou na crena de que os conflitos e problemas humanos econmicos, polticos, ou sociais so solucionveis pela educao, isto , pela cooperao voluntria, mobilizada pela opinio pblica esclarecida. Est claro que essa opinio pblica ter de ser formada luz dos melhores conhecimentos existentes e, assim, a pesquisa cientfica nos campos das cincias naturais e das chamadas cincias sociais dever se fazer a mais ampla, a mais vigorosa, a mais livre, e a difuso desses conhecimentos, a mais completa, a mais imparcial e em termos que os tornem acessveis a todos. Ansio Teixeira, Educao um direito. Adaptado. De acordo com o texto, a sociedade ser democrtica quando

Questão 72
2013Português

(FUVEST 2013) A essncia da teoria democrtica a supresso de qualquer imposio de classe, fundada no postulado ou na crena de que os conflitos e problemas humanos econmicos, polticos, ou sociais so solucionveis pela educao, isto , pela cooperao voluntria, mobilizada pela opinio pblica esclarecida. Est claro que essa opinio pblica ter de ser formada luz dos melhores conhecimentos existentes e, assim, a pesquisa cientfica nos campos das cincias naturais e das chamadas cincias sociais dever se fazer a mais ampla, a mais vigorosa, a mais livre, e a difuso desses conhecimentos, a mais completa, a mais imparcial e em termos que os tornem acessveis a todos. Ansio Teixeira, Educao um direito. Adaptado. No trecho chamadas cincias sociais, o emprego do termo chamadas indica que o autor

NOVIDADES
Kuadro