Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão
2016BiologiaFísica

(FUVEST 2016 - 2 FASE) Em clulas humanas, a concentrao de ons positivos de sdio (Na+) menor no meio intracelular do que no meio extracelular, ocorrendo o inverso com a concentrao de ons positivos de potssio (K+). Molculas de protena existentes fna membrana celular promovem o transporte ativo de ons de sdio para o exterior e de ons de potssio para o interior da clula. Esse mecanismo denominado bomba de sdio-potssio. Uma molcula de protena remove da clula trs ons de Na+para cada dois de K+que ela transporta para o seu interior. Esse transporte ativo contrabalana processos passivos, como a difuso, e mantm as concentraes intracelulares de Na+e de K+em nveis adequados. Com base nessas informaes, determine a) a razo R entre as correntes eltricas formadas pelos ons de sdio e de potssio que atravessam a membrana da clula, devido bomba de sdio-potssio; b) a ordem de grandeza do mdulo do campo eltricodentro da membrana da clula quando a diferena de potencial entre suas faces externa e interna 70 mVe sua espessura 7 nm; c) a corrente eltrica totalatravs da membrana de um neurnio do crebro humano, devido bomba de sdio-potssio.

Questão
2016FísicaQuímica

(FUVEST 2016 - 2 FASE) O Canal do Panam liga os oceanos Atlntico e Pacfico. Sua travessia feita por navios de carga genericamente chamados de Panamax, cujas dimenses devem seguir determinados parmetros, para no causar danos ao Canal ou prpria embarcao. Considere um Panamax em forma de um paraleleppedo retoretngulo, com 200 m de comprimento e 30 m de largura. Quando esse navio, carregado, ainda est no mar do Caribe, no Oceano Atlntico, seu calado, que a distncia entre a superfcie da gua e o fundo do casco, de 10 m. O calado varia conforme a densidade da gua na qual o navio est navegando, e essa densidade, por sua vez, depende da concentrao de cloreto de sdio na gua. O grfico acima apresenta a variao da densidade da gua do mar, a 25 o C, em funo da concentrao de NaCl, em mol/L. a) Calcule a massa de gua deslocada por esse navio, quando ainda est no mar do Caribe, sabendo que a concentrao de cloreto de sdio nesse mar 35 g/L. A concentrao salina no interior do Canal menor do que no mar do Caribe, pois o Canal alimentado por um grande lago de gua doce. b) Considerando que a densidade da gua no interior do Canal 1,0 g/mL e que o calado mximo permitido no interior do Canal de 12 m, o Panamax citado poder cruzar o Canal em segurana? Explique, mostrando os clculos.

Questão
2016Química

(FUVEST 2016 - 2 fase) Atendendo s recomendaes da Resoluo 55/AMLURB, de 2015, em vigor na cidade de So Paulo, as sacolas plsticas, fornecidas nos supermercados, passaram a ser feitas de polietileno verde, assim chamado no em virtude da cor das sacolas, mas pelo fato de ser produzido a partir do etanol, obtido da cana-de-acar. Atualmente, permitido aos supermercados paulistanos cobrar pelo fornecimento das sacolas verdes. O esquema a seguir apresenta o processo de produo do polietileno verde: a) Em uma fbrica de polietileno verde, so produzidas 28 mil toneladas por ano desse polmero. Qual o volume, em3 m, de etanol consumido por ano nessa fbrica, considerando rendimentos de100% na produo de etileno e na sua polimerizao? (Em seus clculos, despreze a diferena de massa entre os grupos terminais e os do interior da cadeia polimrica.) b) Mantendo-se os nveis atuais de produo de cana-de-acar, como um aumento na exportao de acar pode afetar o valor pago pelo consumidor, pelas novas sacolas? Explique. Note e adote massas molares (g/mol) : H=1, C=12, O=16. densidade do etanol nas condies da fbrica: 0,8 g/mL

Questão
2016Biologia

(FUVEST - 2016 - 1 FASE) Tatuzinhos-de-jardim, escorpies, siris, centopeias e borboletas so todos artrpodes. Compartilham, portanto, as seguintes caractersticas:

Questão 1
2015História

(FUVEST 2015) Examine estas imagens produzidas no antigo Egito: As imagens revelam

Questão 1
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) Na figura, na pgina de respostas, a circunferncia de centro em 0 ܱ e raio rtangencia o lado do tringulo ABC no ponto De tangencia a reta no ponto E.Os pontos A,De ܱ0so colineares, AD = 2r e o nguloܱ reto. Determine, em funo de r, a) a medida do lado do tringulo ABC; b) a medida do segmento .

Questão 1
2015Geografia

(FUVEST 2015 - 2 FASE) Segundo o IBGE, aglomerado subnormal um conjunto constitudo de, no mnimo, 51 unidades habitacionais (barracos, casas, etc.) carentes, em sua maioria, de servios pblicos essenciais. O conceito de aglomerado subnormal foi utilizado pela primeira vez no Censo Demogrfico 1991. Possui certo grau de generalizao, de forma a abarcar a diversidade de assentamentos existentes no Pas, conhecidos como: favela, invaso, grota, baixada, comunidade, vila, ressaca, mocambo, palafita, entre outros. Aglomerados subnormais. IBGE, 2011. Adaptado. Com base no texto e no mapa, a) identifique duas caractersticas dos aglomerados subnormais, sendo uma relativa questo fundiria e outra ao padro de urbanizao; b) explique a concentrao espacial dos aglomerados subnormais na regio Sudeste e o processo que levou a essa concentrao

Questão 1
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) Examine a seguinte imagem: a) Identifique e analise dois elementos representados na imagem, relativos ao contexto sociopoltico de Portugal na segunda metade do sculo XVIII. b) Aponte e explique uma medida relativa ao Brasil, adotada por Portugal nessa mesma poca.

Questão 1
2015Biologia

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) No heredograma abaixo esto representadas pessoas que tm uma doena gentica muito rara, cuja herana dominante. A doena causada por mutao em um gene localizado no cromossomo 6. Essa mutao, entretanto, s se manifesta, causando a doena, em 80% das pessoas heterozigticas. a) Usando os algarismos romanos e arbicos correspondentes, identifique as pessoas que so certamente heterozigticas quanto a essa mutao. Justifique sua resposta. b) Qual a probabilidade de uma criana, que II‐5 venha a ter, apresentar a doena? Justifique sua resposta.

Questão 1
2015Português

(FUVEST 2015 - 2 fase) Examine a seguinte matria jornalstica: Sem-teto usa topo de pontos de nibus em SP como cama s 9h desta segunda (17), ningum dormia no ponto de nibus da rua Augusta com a Caio Prado. Ningum a no ser Joo Paulo Silva, 42, que chegava oitava hora de sono em cima da parada de coletivos. Eu sempre durmo em cima desses pontos novos. gostoso. O teto tem um vidro e uma tela embaixo, ento no d medo de que quebre. s colocar um cobertor embaixo, pra ficar menos duro, e ningum te incomoda, disse Silva depois de acordar e descer da estrutura. No dia, entretanto, ele estava sem a coberta, por causa do calor de matar. Por no ter trabalho em local fixo (Cato lata, ajudo numa empresa de carreto. Fao o que d), ele varia o local de pouso. s vezes aqui no centro, j dormi em Pinheiros e at em Santana. Mas sempre nos pontos, porque eu no vou dormir na rua. www1.folha.uol.com.br, 19/03/2014. Adaptado. a) Qual o efeito de sentido produzido pela associao dos elementos visuais e verbais presentes na imagem acima? Explique. b) O vocbulo pra, presente nas declaraes atribudas a Joo Paulo Silva, prprio da lngua falada corrente e informal. Cite mais dois exemplos de elementos lingusticos com essa mesma caracterstica, tambm presentes nessas declaraes.

Questão 1
2015Física

(Fuvest 2015 2 fase)Uma criana com uma bola nas mos est sentada em um gira‐gira que roda com velocidade angular constante e frequncia f = 0,25 Hz. a) Considerando que a distncia da bola ao centro do gira‐gira 2 m, determine os mdulos da velocidade e da aceleraoda bola, em relao ao cho. Num certo instante, a criana arremessa a bola horizontalmente em direo ao centro do gira‐gira, com velocidade de mdulo 4 m/s, em relao a si. Determine, para um instante imediatamente aps o lanamento, b) o mdulo da velocidade da bola em relao ao cho; c) o ngulo entre as direes das velocidades e da bola.

Questão 1
2015Inglês

(FUVEST 2015 2 Fase - 2 dia) Redigindo em portugus, atenda ao que se pede. a) Com base no texto, compare a situao da floresta amaznica em 1998 com a de 2014. b) Segundo o texto, o que o projeto ARPA e qual a importncia que ele pode vir a ter para a floresta amaznica?

Questão 1
2015Química

(FUVEST 2015 - 2 fase) O metabissulfito de potssio (K2S2O5) e o dixido de enxofre (SO2) so amplamente utilizados na conservao de alimentos como sucos de frutas, retardando a deteriorao provocada por bactrias, fungos e leveduras. Ao ser dissolvido em solues aquosas cidas ou bsicas, o metabissulfito pode se transformar nas espcies qumicas SO2, HSO3-ou SO32-, dependendo do pH da soluo, como mostrado no grfico. A equao a seguir representa a formao dos ons HSO3-em soluo aquosa. a) Escreva as equaes qumicas balanceadas que representam a formao das espcies qumicas SO2(aq) e SO32-(aq) a partir dos ons S2O52-(aq). b) Reaes indesejveis no organismo podem ocorrer quando a ingesto de ons S2O52- , HSO3-ou SO32-ultrapassa um valor conhecido como IDA (ingesto diria aceitvel, expressa em quantidade de SO2/dia/massa corprea), que, neste caso, igual a 1,1 x 10-5mol de SO2 por dia para cada quilograma de massa corprea. Uma pessoa que pesa 50 kg tomou, em um dia, 200 mL de uma gua de coco industrializada que continha 64 mg/L de SO2. Essa pessoa ultrapassou o valor da IDA? Explique, mostrando os clculos.

Questão 2
2015Física

(Fuvest 2015 2fase) O aquecimento de um forno eltrico baseado na converso de energia eltrica em energia trmica em um resistor. A resistncia R do resistor desse forno, submetido a uma diferena de potencial V constante, varia com a sua temperatura T. Na figura da pgina de respostas mostrado o grfico da funo R(T) = R0+ (T T0), sendo R0o valor da resistncia na temperatura T0e uma constante. Ao se ligar o forno, com o resistor a 20C, a corrente 10 A. Ao atingir a temperatura TM, a corrente 5 A. Determine a a) constante ; b) diferena de potencial V; c) temperatura TM; d) potncia P dissipada no resistor na temperatura TM.

Questão 2
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) O movimento poltico conhecido como Confederao do Equador, ocorrido em 1824 em Pernambuco e em provncias vizinhas, contou com a liderana de figuras como Manuel Carvalho Paes de Andrade e Frei Joaquim do Amor Divino Caneca. Relacione esse movimento com a) o projeto poltico desenvolvido pela Corte do Rio de Janeiro, na mesma poca; b) outros dois movimentos ocorridos em Pernambuco, em anos anteriores.