Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 31
2013Matemática

(FUVEST - 2013) Seja f uma funo a valores reais, com domnio D , tal que, para todo xD. O conjunto que pode ser o domnio D

Questão 32
2013Matemática

(FUVEST - 2013) O imposto de renda devido por uma pessoa fsica Receita Federal funo da chamada base de clculo, que se calcula subtraindo o valor das dedues do valor dos rendimentos tributveis. O grfico dessa funo, representado na figura, a unio dos segmentos de retae da semirretaJoo preparou sua declarao tendo apurado como base de clculo o valor de R$43.800,00. Pouco antes de enviar a declarao, ele encontrou um documento esquecido numa gaveta que comprovava uma renda tributvel adicional de R$1.000,00. Ao corrigir a declarao, informando essa renda adicional, o valor do imposto devido ser acrescido de

Questão 33
2013Matemática

(FUVEST - 2013) Um caminho sobe uma ladeira com inclinao de 15. A diferena entre a altura final e a altura inicial de um ponto determinado do caminho, depois de percorridos 100 m da ladeira, ser de, aproximadamente,

Questão 34
2013Geografia

(FUVEST 2013) A tabela informa a extensão territorial e a população de cada uma das regiões do Brasil, segundo o IBGE. Sabendo que a extensão territorial do Brasil é de, aproximadamente, 8,5 milhões de km2, é correto afirmar que a

Questão 46
2013História

(FUVEST 2013) A escravidão na Roma antiga

Questão 47
2013História

(Fuvest - 2013) Quando Bernal Daz avistou pela primeira vez a capital asteca, ficou sem palavras. Anos mais tarde, as palavras viriam: ele escreveu um alentado relato de suas experincias como membro da expedio espanhola liderada por Hernn Corts rumo ao Imprio Asteca. Naquela tarde de novembro de 1519, porm, quando Daz e seus companheiros de conquista emergiram do desfiladeiro e depararam-se pela primeira vez com o Vale do Mxico l embaixo, viram um cenrio que, anos depois, assim descreveram: vislumbramos tamanhas maravilhas que no sabamos o que dizer, nem se o que se nos apresentava diante dos olhos era real. (Matthew Restall. Sete mitos da conquista espanhola. Rio de Janeiro: Civilizao Brasileira, 2006, p. 15-16. Adaptado.) O texto mostra um aspecto importante da conquista da Amrica pelos espanhis, a saber,

Questão 48
2013História

(FUVEST 2013) O senhor acredita, então, insistiu o inquisidor, que não se saiba qual a melhor lei? Menocchio respondeu: Senhor, eu penso que cada um acha que sua fé seja a melhor, mas não se sabe qual é a melhor; mas, porque meu avô, meu pai e os meus são cristãos, eu quero continuar cristão e acreditar que essa seja a melhor fé. Carlo Ginzburg. O queijo e os vermes. São Paulo: Companhia das Letras, 1987, p. 113. O texto apresenta o diálogo de um inquisidor com um homem (Menocchio) processado, em 1599, pelo Santo Ofício. A posição de Menocchio indica

Questão 49
2013História

(FUVEST 2013) A populao indgena brasileira aumentou 150% na dcada de 1990, passando de 294 mil pessoas para 734 mil, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE). O crescimento mdio anual foi de 10,8%, quase seis vezes maior do que o da populao brasileira em geral. http://webradiobrasilindigena.wordpress.com, 21/11/2007. A notcia acima apresenta

Questão 50
2013História

(Fuvest 2013) Oh! Aquela alegria me deu nuseas. Sentia-me ao mesmo tempo satisfeito e descontente. E eu disse: tanto melhor e tanto pior. Eu entendia que o povo comum estava tomando a justia em suas mos. Aprovo essa justia, mas poderia no ser cruel? Castigos de todos os tipos, arrastamentos e esquartejamentos, tortura, a roda, o cavalete, a fogueira, verdugos proliferando por toda parte trouxeram tanto prejuzo aos nossos costumes! Nossos senhores colhero o que semearam. (Graco Babeuf, citado por R. Darnton. O beijo de Lamourette. Mdia, cultura e revoluo. So Paulo: Companhia das Letras, 1990, p. 31. Adaptado.) O texto parte de uma carta enviada por Graco Babeuf sua mulher, no incio da Revoluo Francesa de 1789. O autor

Questão 51
2013História

(FUVEST - 2013) A economia das possesses coloniais portuguesas na Amrica foi marcada por mercadorias que, uma vez exportadas para outras regies do mundo, podiam alcanar alto valor e garantir, aos envolvidos em seu comrcio, grandes lucros. Alm do acar, explorado desde meados do sculo XVI, e do ouro, extrado regularmente desde fins do XVII, merecem destaque, como elementos de exportao presentes nessa economia:

Questão 52
2013HistóriaFilosofia

(Fuvest 2013) Maldito, maldito criador! Por que eu vivo? Por que no extingui, naquele instante, a centelha de vida que voc to desumanamente me concedeu? No sei! O desespero ainda no se apoderara de mim. Meus sentimentos eram de raiva e vingana. Quando a noite caiu, deixei meu abrigo e vagueei pelos bosques. (...) Oh! Que noite miservel passei eu! Sentia um inferno devorar-me, e desejava despedaar as rvores, devastar e assolar tudo o que me cercava, para depois sentar-me e contemplar satisfeito a destruio. Declarei uma guerra sem quartel espcie humana e, acima de tudo, contra aquele que me havia criado e me lanara a esta insuportvel desgraa! (Mary Shelley. Frankenstein. 2 ed. Porto Alegre: LPM, 1985.) O trecho acima, extrado de uma obra literria publicada pela primeira vez em 1818, pode ser lido corretamente como uma

Questão 54
2013História

(Fuvest 2013) Fosse com militares ou civis, a África esteve por vários anos entregue a ditadores. Em alguns países, vigorava uma espécie de semidemocracia, com uma oposição consentida e controlada, um regime que era, em última análise, um governo autoritário. A única saída para os insatisfeitos e também para aqueles que tinham ambições de poder passou a sera luta armada. Alguns países foram castigados por ferozes guerras civis, que, em certos casos, foram alongadas por interesses extracontinentais. Alberto da Costa e Silva. A África explicada aos meus filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2008, p. 139. Entre os exemplos do alongamento dos conflitos internos nos países africanos em função de interesses extracontinentais, a que se refere o texto, pode-se citar a participação

Questão 55
2013História

(FUVEST 2013) O que acontece quando a gente se v duplicado na televiso? (...) Aprendemos no s durante os anos de formao mas tambm na prtica a lidar com ns mesmos com esse eu duplo. E, mais tarde, (...) em 1974, ainda detido para averiguao na penitenciria de Colnia-Ossendorf, quando me foi atendida, sem problemas, a solicitao de um aparelho de televiso na cela, apenas durante o perodo da Copa do Mundo, os acontecimentos na tela me dividiram em vrios sentidos. No quando os poloneses jogaram uma partida fantstica sob uma chuva torrencial, no quando a partida contra a Austrlia foi vitoriosa e houve um empate contra o Chile, aconteceu quando a Alemanha jogou contra a Alemanha. Torcer para quem? Eu ou eu torci para quem? Para que lado vibrar? Qual Alemanha venceu? Gunter Grass. Meu sculo. Rio de Janeiro: Record, 2000, p. 237. Adaptado. O trecho acima, extrado de uma obra literria, alude a um acontecimento diretamente relacionado

Questão 56
2013História

(FUVEST 2013) Quando a guerra mundial de 1914-1918 se iniciou, a cincia mdica tinha feito progressos to grandes que se esperava uma conflagrao sem a interferncia de grandes epidemias. Isso sucedeu na frente ocidental, mas leste o tifo precisou de apenas trs meses para aparecer e se estabelecer como o principal estrategista na regio (...). No momento em que a Segunda Guerra Mundial est acontecendo, em territrios em que o tifo endmico, o espectro de uma grande epidemia constitui ameaa constante. Enquanto estas linhas esto sendo escritas (primavera de 1942) j foram recebidas notificaes de surtos locais, e pequenos, mas a doena parece continuar sob controle e muito provavelmente permanecer assim por algum tempo. Henry E. Sigerist, Civilizao e doena. So Paulo: Hucitec, 2010, p. 130-132. O correto entendimento do texto acima permite afirmar que

Questão 57
2013Geografia

(FUVEST 2013) Com base nas charges e em seus conhecimentos, assinale a alternativa correta.