Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
ITA
IME
IME
ENEM
ENEM
FUVEST
FUVEST
UNICAMP
UNICAMP
UNESP
UNESP
ESPCEX
ESPCEX
AFA
AFA
Questão 1
2014Química

(FUVEST 2014 - 2 fase) Em uma aula de laboratrio de Qumica, a professora props a realizao da eletrlise da gua. Aps a montagem de uma aparelhagem como a da figura ao lado, e antes de iniciar a eletrlise, a professora perguntou a seus alunos qual dos dois gases, gerados no processo, eles esperavam recolher em maior volume. Um dos alunos respondeu: O gs oxignio deve ocupar maior volume, pois seus tomos tm oito prtons e oito eltrons (alm dos nutrons) e, portanto, so maiores que os tomos de hidrognio, que, em sua imensa maioria, tm apenas um prton e um eltron. Observou‐se, porm, que, decorridos alguns minutos, o volume de hidrognio recolhido era o dobro do volume de oxignio (e essa proporo se manteve no decorrer da eletrlise), de acordo com a seguinte equao qumica: a) Considerando que a observao experimental no corresponde expectativa do aluno, explique por que a resposta dada por ele est incorreta. Posteriormente, o aluno perguntou professora se a eletrlise da gua ocorreria caso a soluo aquosa de Na2SO4fosse substituda por outra. Em vez de responder diretamente, a professora sugeriu que o estudante repetisse o experimento, porm substituindo a soluo aquosa de Na2SO4por uma soluo aquosa de sacarose (C12H22O11). b) O que o aluno observaria ao realizar o novo experimento sugerido pela professora? Explique.

Questão 1
2014Português

(FUVEST 2014 - 2 fase) Leia o seguinte texto, que trata das diferenas entre fala e escrita: Talvez ainda mais digno de ateno seja o desaparecimento [na escrita] da mmica e das inflexes ou variaes do tom da voz. A sua falta tem de ser suprida por outros recursos. , neste sentido, que se torna altamente instrutiva a velha anedota, que nos conta a indignao de um rico fazendeiro ao receber de seu filho um telegrama com a frase singela mande-me dinheiro, que ele lia e relia emprestando-lhe um tom rude e imperativo. O bom homem no era to nscio quanto a anedota d a entender: estava no direito de exigir da formulao verbal uma qualidade que lhe fizesse sentir a atitude filial de carinho e respeito e de refugar uma frase que, sem a ajuda de gestos e entoao adequada, soa leitura espontaneamente como rspida e seca. J. Mattoso Cmara Jr., Manual de expresso oral e escrita. Adaptado. a) Considerando-se que o verbo da frase do telegrama est no imperativo, se essa mesma frase fosse dita em uma conversa telefnica, haveria possibilidade de o pai entend-la de modo diferente? Explique. b) Reescreva a frase do telegrama, acrescentando-lhe, no mximo, trs palavras e a pontuao adequada, de modo a atender a exigncia do pai, mencionada no texto.

Questão 1
2014Biologia

(FUVEST 2014 - 2 fase) As Figuras I, II e III esquematizam a circulao sangunea em diferentes vertebrados. a) Analise a Figura II. A partir da cavidade apontada pela seta, ordene as demais cavidades cardacas e os circuitos 1 e 2, na sequncia correspondente circulao do sangue. b) Faa o mesmo, em relao Figura III. c) Qual(is) das trs figuras mostra(m) o corao em que h mistura de sangue arterial e sangue venoso? d) D um exemplo de grupo de vertebrados para o tipo de circulao esquematizado em cada uma das trs figuras.

Questão 1
2014História

(FUVEST 2014 - 2 fase) Vivemos numa forma de governo que no se baseia nas instituies de nossos vizinhos; ao contrrio, servimos de modelo a alguns, ao invs de imitar outros. [...] Nela, enquanto no tocante s leis todos so iguais para a soluo de suas divergncias privadas, quando se trata de escolher (se preciso distinguir em algum setor), no o fato de pertencer a uma classe, mas o mrito, que d acesso aos postos mais honrosos; inversamente, a pobreza no razo para que algum, sendo capaz de prestar servios cidade, seja impedido de faz‐lo pela obscuridade de sua condio. Conduzimo‐nos liberalmente em nossa vida pblica, e no observamos com uma curiosidade suspicaz [desconfiada] a vida privada de nossos concidados, pois no nos ressentimos com nosso vizinho se ele age como lhe apraz, nem o olhamos com ares de reprovao que, embora incuos, lhe causariam desgosto. Ao mesmo tempo que evitamos ofender os outros em nosso convvio privado, em nossa vida pblica nos afastamos da ilegalidade principalmente por causa de um temor reverente, pois somos submissos s autoridades e s leis, especialmente quelas promulgadas para socorrer os oprimidos e s que, embora no escritas, trazem aos agressores uma desonra visvel a todos. Orao fnebre de Pricles, 430 a.C., in Tucdides. Histria da Guerra do Peloponeso. Braslia: Editora UnB, 2001, p. 109. Adaptado a) Com base nas informaes contidas no texto, identifique o sistema poltico nele descrito e indique suas principais caractersticas. b) Identifique a cidade que foi a principal adversria de Atenas na Guerra do Peloponeso e diferencie os sistemas polticos vigentes em cada uma delas.

Questão 1
2014Matemática

(Fuvest 2014 - 2 fase) Dados e ݊inteiros, considere a função ݂ definida por para a) No caso em que, mostre que a igualdadese verifica. b) No caso em que, ache as interseções do gráfico decom os eixos coordenados. c) No caso em que, esboce a parte do gráfico deem que, levando em conta as informações obtidas nos itens a) e b). Utilize o par de eixos dado na página de de respostas (imagem abaixo). d) Existe um par de inteirostal que a condiçãocontinue sendo satisfeita?

Questão 2
2014História

(FUVEST 2014 - 2 fase) O problema agrrio era portanto o fundamental no ano de 1789, e fcil compreender por que a primeira escola sistematizada de economia do continente, os fisiocratas franceses, tomara como verdade o fato de que a terra, e o aluguel da terra, era a nica fonte de renda lquida. E o ponto crucial do problema agrrio era a relao entre os que cultivavam a terra e os que a possuam, os que produziam sua riqueza e os que a acumulavam. Eric Hobsbawm. A era das revolues. 1789‐1848. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982, p. 29. a) Caracterize o momento social e econmico por que a Frana passava no perodo a que se refere o texto. b) Quais so as principais diferenas entre as propostas fisiocratas e as prticas mercantilistas anteriores a elas?

Questão 2
2014Inglês

(FUVEST - 2014 - 2 FASE) Plastic pollution is quite literally an evergrowing problem. A new scheme aims to encourage people living in impoverished regions to tackle the problem of plastic waste. Plastic collected from homes or common littering sites, such as beaches, will be exchangeable at a Plastic Bank for goods, 3D printed products (made from the plastic the bank recycles) and micro-finance loans. A pilot of the scheme is being launched in Lima, Peru, next year, with plans to open Plastic Banks worldwide if it is successful. Plastic Bank is a business: it will generate profit by selling on the plastic it recycles. But the founders seem confident that it will have a positive social impact too. Shaun Frankson, co-founder of Plastic Bank, explains that they hope the social improvement aspect of the recycled waste which they term social plastic will increase its value to the end consumer (in the same manner as fair trade products). (http://www.forumforthefuture.org/greenfutures, September 12, 2013. Adaptado). Com base no texto, responda em portugus: a) Como o Plastic Bank vai funcionar? b) Que resultados o Plastic Bank espera obter?

Questão 2
2014Biologia

(FUVEST 2014 - 2 fase) Os genes que condicionam a viso para cores e a sntese da enzima G6PD (desidrogenase da glicose‐6‐fosfato) esto localizados no cromossomo X humano. O alelo recessivo d determina o daltonismo e o alelo recessivo g, a deficincia da enzima G6PD. No heredograma ao lado, o homem I‐1 daltnico e tem tambm deficincia da enzima G6PD. Sua mulher I‐2 homozigtica, com viso normal para cores, no tendo deficincia de G6PD. A filha II‐1 desse casal casou‐se com o homem II‐2, que possui viso normal para cores e no tem deficincia de G6PD. Os quatro filhos desse casal (III‐1, 2, 3 e 4) diferem entre si quanto aos fentipos em relao viso para cores e sntese de G6PD. Com relao a essas caractersticas, a) quais so os gentipos de I‐1 e I‐2? b) quais so os gentipos de II‐1 e II‐2? c) que fentipos e respectivos gentipos os filhos de II‐1 e II‐2 podem ter? d) explique como III‐1, 2, 3 e 4 podem ter herdado gentipos diferentes.

Questão 2
2014Matemática

(Fuvest 2014 - 2 fase) Considere a circunferênciade equação cartesianae a parábolade equação a) Determine os pontos pertencentes à interseção decom. b) Desenhe, no par de eixos dado na página de respostas (imagem abaixo), a circunferênciae a parábola. Indique, no seu desenho, o conjunto dos pontosque satisfazem, simultaneamente, as inequaçõese

Questão 2
2014Química

(FUVEST 2014 - 2 fase) Investigou‐se a velocidade de formao de gs hidrognio proveniente da reao de Mg metlico com soluo aquosa de HCl. Uma soluo aquosa de HCl foi adicionada em grande excesso, e de uma s vez, sobre uma pequena chapa de magnsio metlico, colocada no fundo de um erlenmeyer. Imediatamente aps a adio, uma seringa, com mbolo mvel, livre de atrito, foi adaptada ao sistema para medir o volume de gs hidrognio produzido, conforme mostra o esquema ao lado. Os dados obtidos, sob temperatura e presso constantes, esto representados na tabela abaixo e no grfico na pgina de respostas. a) Analisando os dados da tabela, um estudante de Qumica afirmou que a velocidade de formao do gs H2 varia durante o experimento. Explique como ele chegou a essa concluso. Em um novo experimento, a chapa de Mg foi substituda por raspas do mesmo metal, mantendo‐se iguais a massa da substncia metlica e todas as demais condies experimentais. b) No grfico na pgina de respostas, esboce a curva que seria obtida no experimento em que se utilizou raspas de Mg.

Questão 2
2014Português

(FUVEST 2014 - 2 fase)Avalie a redao das seguintes frases: I. O futebol conquistou um papel na sociedade tanto culturalmente como econmico e poltico. II. Os clubes buscam a expanso do nmero de associados bem como reduzir gastos com publicidade. III. Doravante tais fatos, fica claro que o futebol exerce uma grande influncia no cotidiano do brasileiro. IV. O tcnico declarou aos jornalistas que, para o prximo jogo, ele tem uma carta na manga do colete. a) Reescreva as frases I e II, corrigindo a falta de paralelismo nelas presente. b) Reescreva as frases III e IV, eliminando a inadequao vocabular que elas apresentam

Questão 3
2014História

(FUVEST 2014 - 2 fase) Subindo ao poder em outubro de 1930, Getlio Vargas nele permaneceu por quinze anos, sucessivamente, como chefe de um governo provisrio, presidente eleito pelo voto indireto e ditador. Deposto em 1945, seria eleito presidente pelo voto popular em 1950, no chegando a completar o mandato por se suicidar em 1954. Boris Fausto. Histria do Brasil. 2 ed. So Paulo: Edusp, 1995, p. 331. Adaptado O primeiro perodo de governo de Getlio Vargas (1930‐1945) iniciou‐se com um golpe; o ltimo (1951‐1954), com um processo eleitoral direto. a) Identifique outras duas diferenas entre esses perodos. b) Caracterize as relaes entre o Brasil e os Estados Unidos da Amrica em cada um desses perodos.

Questão 3
2014Geografia

(FUVEST 2014 - 2 fase) A Coreia do Sul e a Coreia do Norte tm populaes com a mesma composio tnica, mas modelos polticos e econmicos contrastantes. Com base nas informaes acima e em seus conhecimentos, a) descreva o processo de diviso poltica que levou formao desses dois pases situados na pennsula da Coreia, caracterizando seus respectivos regimes polticos; b) explique qual a posio de cada um desses pases em relao questo nuclear atual; c) explique a situao atual de cada um desses dois pases, no contexto das exportaes mundiais. Justifique com exemplos.

Questão 3
2014Química

(FUVEST 2014 - 2 fase) steres podem reagir com lcoois ou com aminas, como exemplificado a seguir: a) Escreva as frmulas estruturais dos produtos da reao entre acetato de etila (CH3CO2CH2CH3) e metilamina (CH3NH2). Considere o seguinte esquema de reao: O composto intermedirio Bse transforma no produto final C, por meio de uma reao intramolecular que resulta na formao de um novo ciclo na estrutura molecular do produto C. b) Escreva, nos espaos indicados na pgina de respostas, as frmulas estruturais dos compostos Ae C.

Questão 3
2014Biologia

(FUVEST 2014 - 2 fase)O nematelminto Ascaris lumbricoides (lombriga) um parasita que provoca graves danos sade humana. a) Quantos hospedeiros o Ascaris lumbricoides tem durante seu ciclo de vida? b) Em que fase de seu ciclo de vida o Ascaris lumbricoides entra no corpo humano? c) Em que parte do corpo humano ocorre a reproduo do Ascaris lumbricoides? d) Que medidas podem evitar a contaminao do ambiente por Ascaris lumbricoides?

NOVIDADES
Kuadro