Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 71
2019Português

(FUVEST - 2019 - 1 FASE) I. Cinquenta anos! No era preciso confess‐lo. J se vai sentindo que o meu estilo no to lesto* como nos primeiros dias. Naquela ocasio, cessado o dilogo com o oficial da marinha, que enfiou a capa e saiu, confesso que fiquei um pouco triste. Voltei sala, lembrou‐me danar uma polca, embriagar‐ me das luzes, das flores, dos cristais, dos olhos bonitos, e do burburinho surdo e ligeiro das conversas particulares. E no me arrependo; remocei. Mas, meia hora depois, quando me retirei do baile, s quatro da manh, o que que fui achar no fundo do carro? Os meus cinquenta anos. *gil II. Meu caro crtico, Algumas pginas atrs, dizendo eu que tinha cinquenta anos, acrescentei: J se vai sentindo que o meu estilo no to lesto como nos primeiros dias. Talvez aches esta frase incompreensvel, sabendo‐se o meu atual estado; mas eu chamo a tua ateno para a sutileza daquele pensamento. O que eu quero dizer no que esteja agora mais velho do que quando comecei o livro. A morte no envelhece. Quero dizer, sim, que em cada fase da narrao da minha vida experimento a sensao correspondente. Valha‐me Deus! preciso explicar tudo. Machado de Assis, Memrias Pstumas de Brs Cubas. Entre os dois trechos do romance, nota‐se o movimento que vai da memria de vivncias reviso que o defunto autor faz de um mesmo episdio. A citao, pertencente a outro captulo do mesmo livro, que melhor sintetiza essa duplicidade narrativa, :

Questão 72
2019Português

(FUVEST - 2019 - 1 FASE) I. Cinquenta anos! No era preciso confess‐lo. J se vai sentindo que o meu estilo no to lesto* como nos primeiros dias. Naquela ocasio, cessado o dilogo com o oficial da marinha, que enfiou a capa e saiu, confesso que fiquei um pouco triste. Voltei sala, lembrou‐me danar uma polca, embriagar‐ me das luzes, das flores, dos cristais, dos olhos bonitos, e do burburinho surdo e ligeiro das conversas particulares. E no me arrependo; remocei. Mas, meia hora depois, quando me retirei do baile, s quatro da manh, o que que fui achar no fundo do carro? Os meus cinquenta anos. *gil II. Meu caro crtico, Algumas pginas atrs, dizendo eu que tinha cinquenta anos, acrescentei: J se vai sentindo que o meu estilo no to lesto como nos primeiros dias. Talvez aches esta frase incompreensvel, sabendo‐se o meu atual estado; mas eu chamo a tua ateno para a sutileza daquele pensamento. O que eu quero dizer no que esteja agora mais velho do que quando comecei o livro. A morte no envelhece. Quero dizer, sim, que em cada fase da narrao da minha vida experimento a sensao correspondente. Valha‐me Deus! preciso explicar tudo. Machado de Assis,Memrias Pstumas de Brs Cubas. A passagem final do texto II Valha‐me Deus! preciso explicar tudo. denota um elemento presente no estilo do romance, ou seja,

Questão 73
2019Inglês

(Fuvest 2019 1 fase) What time is it? That simple question probably is asked more often today than ever. In our clock‐studded, cell‐phone society, the answer is never more than a glance away, and so we can blissfully partition our daysinto eversmaller incrementsfor ever 5 more tightly scheduled tasks, confident that we will always know it is 7:03 P.M. Modern scientific revelations about time, however, make the question endlessly frustrating. If we seek a precise knowledge of the time, the elusive infinitesimal of now 10 dissolves into a scattering flock of nanoseconds. Bound by the speed of light and the velocity of nerve impulses, our perceptions of the present sketch the world as it was an instant agofor all that our consciousness pretends otherwise, we can never catch up. 15 Even in principle, perfect synchronicity escapes us. Relativity dictates that, like a strange syrup, time flows slower on moving trains than in the stations and faster in the mountains than in the valleys. The time for our wristwatch or digital screen is not exactly the same as the time for our head. 20 Our intuitions are deeply paradoxical. Time heals all wounds, but it is also the great destroyer. Time is relative but also relentless. There is time for every purpose under heaven, but there is never enough. Scientific American, October 24, 2014. Adaptado. No texto, a pergunta What time is it? (L. 1), inserida no debate da cincia moderna sobre a noo de tempo,

Questão 74
2019Inglês

(Fuvest 2019 1 fase) No texto, a expressão que melhor representa o caráter supostamente exato do tempo é:

Questão 75
2019Inglês

(Fuvest 2019 1 fase) De acordo com o texto, considera‐se contraditório, em relação à percepção humana do tempo,

Questão 76
2019Inglês

(Fuvest 2019 1 fase) De acordo com o texto, para ingresso nos Estados Unidos, o cruzamento da fronteira entre este país e o México, no local denominado The Gateway International Bridge, é

Questão 77
2019Inglês

(Fuvest 2019 1 fase) A frase nominal this kind of barrier (L. 14‐15) refere‐se

Questão 78
2019Inglês

(Fuvest 2019 1 fase) Segundo o texto, após ingresso nos Estados Unidos, os migrantes que requerem asilo

Questão 79
2019GeografiaInglês

(Fuvest 2019 1 fase) Com base no texto e nos fatos que envolveram a política imigratória dos EUA em junho de 2018, é correto afirmar:

Questão 80
2019História

(Fuvest 2019 1 fase) () o arco do triunfo é um fragmento de muro que, embora isolado da muralha, tem a forma de uma porta da cidade. (...) Os primeiros exemplos documentados são estruturas do século II a.C., mas os principais arcos de triunfo são os do Império, como os arcos de Tito, de Sétimo Severo ou de Constantino, todos no foro romano, e todos de grande beleza pela elegância de suas proporções. PEREIRA, J. R. A., Introdução à arquitetura. Das origens ao século XXI. Porto Alegre: Salvaterra, 2010, p. 81. Dentre os vários aspectos da arquitetura romana, destaca‐se a monumentalidade de suas construções. A relação entre o arco do triunfo e a História de Roma está baseada

Questão 81
2019História

(Fuvest 2019 1 fase) Os comentadores do texto sagrado () reconhecem a submissão da mulher ao homem como um dos momentos da divisão hierárquica que regula as relações entre Deus, Cristo e a humanidade, encontrando ainda a origem e o fundamento divino daquela submissão na cena primária da criação de Adão e Eva e no seu destino antes e depois da queda. CASAGRANDE, C., A mulher sob custódia, in: História das Mulheres, Lisboa: Afrontamento, 1993, v. 2, p. 122‐123. O excerto refere‐se à apreensão de determinadas passagens bíblicas pela cristandade medieval, especificamente em relação à condição das mulheres na sociedade feudal. A esse respeito, é correto afirmar:

Questão 82
2019História

(FUVEST - 2019) Esta imagem a reproduo de

Questão 83
2019História

(FUVEST- 2019) Sobre a revolução cultural ocorrida na China, a partir de 1966, é correto afirmar que se tratou de

Questão 84
2019História

(FUVEST - 2019) Examine a tabela. (FISHLOW, A., Uma história de dois presidentes: a economia política da gestão da crise. STEPHAN, A. (org), Democratizando o Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra: 1988, p. 144) Os dados da tabela referem‐se a anos transcorridos durante a Ditadura Militar no Brasil. O desempenho econômico nesse período entrelaçou‐se ao panorama político do país. Nesse sentido, é correto afirmar:

Questão 85
2019História

(FUVEST- 2019) Sob qualquer aspecto, este [a Revoluo Industrial] foi provavelmente o mais importante acontecimento na histria do mundo, pelo menos desde a inveno da agricultura e das cidades. E foi iniciado pela Gr‐Bretanha. evidente que isto no foi acidental. Eric Hobsbawm, A Era das Revolues. So Paulo: Paz e Terra, 2005. 19 edio, p. 52. A Revoluo Industrial, ocorrida na Inglaterra nos decnios finais do sculo XVIII,

NOVIDADES
Kuadro